LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Registrar e
publicar
Usuário
Email
Senha

Tegra 3 vs. A5X: veja quem leva a melhor

19 de março de 2012 15

Durante o anúncio do novo iPad, a Apple afirmou que o novo processador A5X tinha poder gráfico até 4 vezes mais poderoso que o quad-core Tegra 3. A própria NVidia questionou os números da Apple e nós sabíamos que era preciso esperar teste de benchmarking mais sérios e "imparciais" (como se isso existisse).

Foi o que fez o pessoal do Laptopmag, comparando um iPad de terceira geração com o ASUS Transformer Prime, provavelmente o melhor tablet Android do mercado atualmente. Os resultados são cheios de nuances, detalhes e questões subjetivas, por isso vale a pena ler o texto todo abaixo (ou até o original, se preferir), mas se você quiser o resumo, aqui vai: o iPad ganha nos gráficos, enquanto o Tegra 3 leva a melhor nos cálculos.

GLBench
GLBench

GLBenchmark 2.1

No teste GLBenchmark 2.1, que possui versão para Android e iOS, o iPad levou a melhor em um teste padrão, com 6.718 frames a 60 fps, enquanto o Transformer conseguiu 5.939 frames a 53 fps. Já em um teste de sombras de baixo-nível, o A5X processou 7.530.524 frames a 57 fps, contra apenas 3.523.926 frames a 27 fps do Tegra 3.

O novo iPad deu um surra aqui no Transformer Prime.

Geekbench
Geekbench

Geekbench

O Geekbench mede o poder de processamento ao invés de gráficos. Aqui, o Tegra 3 mostrou seu verdadeiro poder e detonou o A5X, com pontuação geral de 1.571 contra 692 do iPad. O Tegra 3 também foi melhor nos sub-testes de ponto flutuante (2.408 contra 825) e memória (1.076 contra 784).

Peacekeeper e Sunspider: browser

Nos testes de navegação não houve uma diferença muito grande, mas o iPad acabou se saindo melhor. No teste Peacekeeper, a pontuação foi quase idêntica: 387 do iPad contra 386 do ASUS. No teste de Sunspider de renderização do JavaScript, no entanto, o iPad levou apenas 1.810 milisegundos, contra 2.216 do Prime.

Vale lembrar que o Prime utiliza o browser do Android 4.0, enquanto o iPad utiliza o Safari. Essa diferença na pontuação, portanto, pode dizer respeito à maneira como os navegadores trabalham e não necessariamente ao hardware dos aparelhos.

Jogos

A experiência de jogo nos tablet pode ser bastante subjetiva, principalmente porque não há benchmarks que meçam FRAPS como no Windows. A análise aqui então não é necessariamente baseada em números imparciais.

Shadowgun
Shadowgun

O pessoal do Laptopmag diz aqui que a tela do iPad faz realmente uma grande diferença, com imagens mais nítidas e coloridas, o que torna a experiência dos jogos no tablet da Apple bem mais interessante, quando se considera o dispositivo como um todo. Mas estamos falando aqui apenas dos processadores, e essa vantagemdo iPad pode sumir se amanhã surgir um Android com a mesma resolução de tela.

Shadowgun
Shadowgun

Tanto no game de jet ski Riptide quanto no ótimo Shadowgun (tiro em terceira pessoa), o Transformer mostrou detalhes que não estavam presentes na versão para iPad. No Riptide, o Transformer mostrou mais detalhes nas sombras e reflexos quando o jet ski batia na água. Já no Shadowgun, em uma cima de um helicópetro explodindo, duas bandeiras vermelhas balançando contra o vento nem sequer apareciam na versão para iPad.

Riptide
Riptide

Talvez, com os desenvolvedores otimizando suas versões dos games para o novo processador A5X da Apple, possamos ver mais esses detalhes e uma performance melhor em games. Por outro lado, com telas de alta definição chegando também aos Androids, a grande vantagem do iPad pode logo sumir.

Se curtiu, compartilhe!


15

Comentários

Continue no Fórum » Tegra 3 vs. A5X: veja quem leva a melhor
Android

Lollipop é a maior atualização que o Android já recebeu até hoje [Análise]

Android

Review: LG G Watch, um smartwatch que tropeçou na pressa de ser lançado

Android

Google libera imagens de fábrica do Android Lollipop para a linha Nexus [Tutorial]

Windows

Experimente o Windows 10 Technical Preview em uma máquina virtual [tutorial]