» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
679

LG X power

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral
Introdução e unboxing

A embalagem do X Power é basicamente a mesma que tínhamos na linha K, sendo exibido o nome do dispositivo na parte frontal e algumas informações relevantes nas laterais. Vale notar, contudo, que a caixa pode decepcionar quem esperava por algo mais trabalhado, havendo apenas a "cama" onde o aparelho é repousado e um compartimento onde todos os acessórios são armazenados sem qualquer distinção.

Em relação aos acessórios, temos um fone de ouvido básico, mas que ao menos conta com botão para chamadas e microfone embutido, além de cabo USB-microUSB e carregador de tomada com porta USB, sendo ele compatível com a tecnologia Fast Charge por contar com saída de 1,8A, buscando assim fazer com que você não precise esperar muito para carregar os 4.000 mAh da bateria. Temos ainda uma pequena chave para abrir o compartimento do chip SIM e do cartão microSD, e o tradicional manual com informações úteis.

Design e tela

Este é um dos pontos que pode surpreender muita gente, já que o X Power é um modelo considerado básico em relação ao que temos em opções mais caras até mesmo da própria linha X. Ainda assim, a LG não poupou esforços para entregar algo elegante aos seus usuários, ficando nítido principalmente na versão dourada que o dispositivo não passará despercebido aonde você for.

O X Power conta com 148,9 mm de altura por 74,9 mm de largura, além de apenas 7,9 mm de espessura, o que é um conjunto consideravelmente compacto para um modelo com bateria tão ampla. Ele tem ainda 139 gramas, sendo até mesmo leve perto de modelos com bateria de menor capacidade, o que demonstra um bom trabalho de engenharia por parte da sul-coreana.

Com relação à tela, temos um display IPS LCD de 5,3 polegadas com resolução HD, ou seja, 720 x 1280 pixels. Infelizmente, este é um dos pontos fracos do X Power, sendo encontrado um nível de brilho consideravelmente mais baixo do que temos em modelos rivais, o que acaba dificultando um pouco a visualização de conteúdo sob luz solar mais intensa.

Para se ter uma ideia, o brilho máximo alcançado é de apenas 287 lux (utilizando uma escala 1/100), o que é menos da metade do que temos em modelos como o Galaxy J5 Metal. Isto, contudo, acaba sendo algo positivo em ambientes escuros, já que por possuir um brilho menos intenso o display "agride" menos os usuários com olhos mais sensíveis.

Outro ponto importante a ser destacado também é a proteção Corning Gorilla Glass 3 incluída pela LG no painel frontal do X Power, algo que dificilmente vemos nesta faixa de preço.

Hardware, desempenho e jogos

O X Power conta com um chipset MediaTek MT6735 64-bit Quad-Core com clock máximo em 1,3 GHz, apoiado pela GPU ARM Mali-T720 MP2 e 2 GB de RAM. Ele possui ainda 16 GB de espaço para o armazenamento interno, que pode ser expandido com cartão microSD de até 2 TB caso você não faça questão de utilizar o segundo slot para chip SIM.

Este conjunto é mais do que suficiente para executar tarefas básicas como acesso a redes sociais, navegação web e até mesmo jogos como Subway Surfers, Asphalt 8 e Modern Combat 5, ainda que estes jogos mais complexos não apresentem a mesma taxa de quadros que temos em modelos topo de linha.

Com relação à conectividade, o X Power é compatível com Wi-Fi 802.11b/g/n, Bluetooth 4.2 com A2DP/LE e possui conexão GPS com A-GPS e GLONASS. Ele tem ainda sensores de proximidade, acelerômetro e bússola, bem como rádio FM, além da já mencionada possibilidade de uso de dois chips nano-SIM.

No teste prático aqui do TudoCelular, o X Power de fato surpreendeu, conseguindo finalizar o primeiro ciclo de execução de apps com 2 minutos e 9 segundos. O grande diferencial, entretanto, ficou na segunda etapa, quando o aparelho da LG precisou de apenas 42 segundos para reabrir todos os aplicativos, pois a maioria deles não precisou ser recarregado. Com isso, o dispositivo totalizou 2 minutos e 51 segundos, superando modelos com o dobro de seu preço como o caso do Galaxy J7 Metal.

Todos os resultados em testes de benchmark podem ser encontrados em nosso teste específico de desempenho, onde é demonstrado que o X Power atingiu as seguintes marcas:

  • AnTuTu: 31.468
  • GeekBench: 566/1.505
  • GeekBench GPU: 813
  • 3D Mark: 127 (Sling Shot ES 3.1)
  • GFX Bench:
    • Manhattan: 6,6/3 fps
    • T-Rex: 15/8,4 fps

Com relação ao desempenho em jogos, como pode ser visto nas capturas do Game Bench demonstradas acima, o X Power consegue manter uma taxa de quadros aceitável mesmo em títulos mais pesados, sendo capaz de rodar com maestria games mais simples como Subway Surfers, Candy Crush Saga e Clash of Clans.

Obviamente que você não terá o mesmo desempenho encontrado em modelos mais caros e potentes, porém devemos lembrar que os testes foram realizados com a qualidade dos jogos no máximo, então caso desejado é possível reduzir um pouco a presença de partículas e texturas para contar com uma fluidez maior.

Vale notar que, ao contrário do que aconteceu em versões anteriores, a nova interface da LG utilizada sobre o Android 6.0 Marshmallow se mostrou bastante otimizada, não pesando em momento algum e contando com um visual muito mais homogêneo do que tínhamos anteriormente.

Câmera

As câmeras do X Power se mostraram muito eficientes para sua faixa de preço, conseguindo até mesmo superar modelos mais caros em um comparativo feito aqui no TudoCelular recentemente. Seu sensor principal de 13 megapixels é capaz de registrar imagens com boa fidelidade de cores e índices satisfatórios de contraste e brilho, seja em locais mais iluminados ou até mesmo em ambientes noturnos.

Seu sensor frontal também não deixa a desejar, contando com 5 megapixels e um "flash" na tela que ajuda bastante em ambientes noturnos. Temos ainda outras funções interessantes no app de câmera desenvolvido pela LG, como a possibilidade de fazer gestos para a captura de selfies ou até mesmo usar comandos de voz.

Tanto a câmera principal quanto a frontal gravam vídeos em Full HD a 30 fps, porém infelizmente não está presente um sistema óptico de estabilização de imagens, fazendo com que seja necessário um cuidado extra para que suas gravações não saiam tremidas.

Bateria

Eis que chegamos no grande diferencial do X Power em relação aos seus rivais. Em nosso teste prático foram necessárias nada menos que 19 horas para que conseguíssemos fazer o dispositivo chegar ao seu modo de economia de energia, sendo realizadas diversas chamadas de voz e executados os mais variados aplicativos e jogos no período. Para se ter uma ideia, a tela ficou ativa por mais de 13 horas durante este tempo.

Nos testes específicos com o aparelho, foi possível descobrir as seguintes marcas para seu padrão de consumo:

  • O carregador padrão de 1,8A demora 2 horas e 5 minutos para encher totalmente a bateria;
  • Após uma hora conectado à tomada o aparelho é recarregado cerca de 70%;
  • 18 horas e 3 minutos de reprodução de vídeos;
  • 8 horas e 14 minutos de gravação de vídeos;
  • 7 horas e 5 minuto de chamadas de vídeo;
  • 18 horas e 23 minutos de chamadas de voz;

Com tudo isso, podemos dizer que bateria certamente não será problema mesmo para os usuários mais intensos, sendo na realidade um desafio conseguir esgotar a carga do X Power em apenas um dia.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Bateria "infinita";
  • Design elegante;
  • Bom desempenho para atividades comuns;
  • Câmeras acima da média para a faixa de preço.

Pontos fracos

  • Tela com brilho baixo em relação a concorrentes;
  • Slot híbrido para chips nano-SIM e cartão microSD.
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

É de longe o melhor aparelho em relação a custo-benefício na faixa intermediária atualmente.

Embalagem e características

Caixa extremamente simples (beira a displicência) e fones de ouvido igualmente básicos. O diferencial fica por conta do carregador turbo.

Comodidade

Ótima pegada mesmo com uma tela de 5,3 polegadas e uma bateria enorme. Corpo levemente curvado nas laterais superior e inferior também facilita o manuseio.

Facilidade de uso

Interface customizada pela LG sobre o Android 6.0 Marshmallow inclui vários diferenciais como atalhos facilitados, apps flutuantes e

Multimídia

Tela abaixo do encontrado em modelos rivais, dificultando a visualização em ambientes ensolarados. Alto-falante principal conta com volume razoável, mas nada que mereça destaque.

Votação Geral

Pontos positivos se sobressaem com louvor aos pontos negativos, sendo uma opção que certamente deve ser levada em conta por quem quer um novo modelo intermediário e não pode ou deseja gastar muito.

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o LG X power