LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Sofre com Wi-Fi lenta? Uma clássica e barata tecnologia pode ser a solução ideal

20 de março de 2017 6

Em um mundo cada vez mais conectado, sem dúvida a tecnologia Wi-Fi precisa acompanhar a gradual expansão dos dispositivos portáteis que praticamente dominam o cenário mundial e já são quase onipresentes, sejam smartphones, tablets ou laptops.

No entanto, as redes sem fio em muitos casos deixam a desejar em momentos emergenciais, tanto no âmbito doméstico, quanto corporativo, mesmo que este fator não seja direcionado especificamente para a largura de banda implementada.

Para um fluxo ideal do tráfego Wi-Fi, os especialistas indicam um posicionamento condizente para tal conceito, isto é, como o sinal wireless não é capaz de atravessar facilmente paredes, o bloqueio pode comprometer significativamente a qualidade da conexão, mas um jovem estudante parece ter encontrado a chave que faltava para sanar este empecilho negativo, com o uso de uma velha conhecida no mundo avançado – a tecnologia de infravermelho.

O doutorando em uma universidade holandesa descobriu um novo padrão para transporte de dados sem fio com o uso de infravermelho, no conceito capaz de converter 1 Gbps do Wi-Fi tradicional em 40 Gbps sem qualquer interferência na transmissão, sem contar que os custos da clássica tecnologia são relativamente mais acessíveis que o modelo vigente.

Um novo horizonte para transmissão de dados

O cientista explica que o funcionamento em um primeiro olhar pode parecer complexo, mas a empreitada é bem simples.

Como o infravermelho também não é capaz de atravessar muros é preciso posicionar as antenas em locais estratégicos onde o Wi-Fi será utilizado – desta forma as antenas propagam a radiação infravermelha em diversas direções, o que no fim não vai impactar negativamente na rede, mesmo que muitos usuários estejam conectados simultaneamente.

Em nota, o especialista salienta que a luz emitida não é prejudicial à saúde ou aos olhos. O conceito ainda está em fase experimental, mas os envolvidos no projeto revelam que os resultados, até o momento, são bem promissores, apesar de que ainda não há previsão para uma versão comercial deste método.


6

Comentários

Sofre com Wi-Fi lenta? Uma clássica e barata tecnologia pode ser a solução ideal
  • Parede de água, por exemplo

      • Me pergunto o que acontecem com essas ideias geniais que aparecem como soluções fantásticas, e somem como se nunca tivessem sido criadas. Será que são compradas por gente poderosa, são patenteadas e "arquivadas"?

        • "O sinal wireless não é capaz de atravessar paredes sólidas"???

          Em primeiro lugar, qual parede não é sólida? Depois, essa informação está totalmente errada! As prejudicam o sinal muito ou pouco, dependendo da sua estrutura, de quantas são e da distância de transmissão.

          Aqui em casa uso WiFi em locais que o sinal passa por várias paredes e continua dando pra usar.

          Android

          Melhores smartphones dual-SIM | Guia do TudoCelular

          Tech

          Melhores baterias externas para seu smartphone | Guia do TudoCelular

          Android

          Melhores smartphones para jogar Pokémon GO | Guia do TudoCelular

          Android

          Fotos dos Leitores #137 — Galaxy S7 é o mais votado