LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Registrar e
publicar
Usuário
Email
Senha

Com 256 milhões de linhas ativas, proibição de vendas desacelera mercado brasileiro

20 de agosto de 2012 3

SIM Cards

Depois da Anatel anunciar a suspensão de vendas de novas linhas da TIM, Claro e Oi em diversos estados, vimos as operadoras finalmente se mexerem e anunciarem novos investimentos em suas redes e serviços. Algumas dessas mudanças já começam a surtir efeito, inclusive.

Mas como nem tudo são flores, a proibição cobrou seu preço e desacelerou o mercado no último mês, segundo relatório da própria Anatel. Com 256 milhões de linhas ativas no país, apenas 279 mil linhas foram ativadas em julho, apresentando um crescimento de 0,11%, o menor índice já registrado pela agência.

Com isso, a teledensidade (número de linhas para cada 100 habitantes) na região Sudeste chegou a diminuir, de 140 em junho para 139 em julho. E as operadoras não estão felizes, principalmente a TIM, que teve sua venda proibida em 18 estados e não apenas não vendeu novas linhas, como também perdeu 201 mil clientes.

A Oi perdeu 110 mil clientes em julho e a Claro foi a única das 3 que conseguiu se segurar, conquistando 108 mil clientes, mesmo com a suspensão das vendas tendo sido em São Paulo. A única grande beneficiada, sem surpresas, foi a Vivo, que vendeu 461 mil novas linhas em julho.

Com isso, a Vivo continua no primeiro lugar no ranking das operadoras, com 29,71% do mercado e mais de 76 milhões de linhas ativas, seguida da TIM (26,78%), Claro (24,60) e Oi (18,59%).

Se curtiu, compartilhe!


3

Comentários

Continue no Fórum » Com 256 milhões de linhas ativas, proibição de vendas desacelera mercado brasileiro
Android

Desafio de display em luz solar direta com smartphones Motorola

Android

Android Lollipop: diversas melhorias sem pesar o dispositivo ou aumentar o consumo [Vídeo]

Android

Review: Zenfone 5, o melhor Android (de médio custo) que seu dinheiro pode comprar

Android

Comparativo: Moto G (2014) vs Moto X (2014)