» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
8.999

Apple iPhone 12 Pro

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

Em 2020 a Apple deu mais opções de escolha aos consumidores e chegou apostando em cinco smartphones. Já analisamos o iPhone 12 e 12 Pro Max, além do novo SE lançado no começo do ano, e agora temos em mãos o iPhone 12 Pro, que sempre foi o modelo menos atrativo por não ter o bom custo-benefício do mais barato e nem ser tão avançado quanto o mais caro. Será que nesta geração será diferente?

Acessórios

O iPhone 12 Pro vem em caixa menor do que os modelos anteriores. Isso acontece porque a quantidade de acessórios foi reduzida e não temos mais o carregador e fone de ouvido na caixa. Além do celular, você receberá os seguintes acessórios:

  • Cabo no padrão USB-C em uma ponta e Lightning na outra
  • Chavinha para a gaveta do SIM card
  • Guia básico de uso
Design e construção

O iPhone 12 Pro é do mesmo tamanho e bastante parecido com o iPhone 12. O que ele traz de diferente é ter uma câmera a mais na traseira, vir equipado com o mesmo scanner LiDAR do Pro Max e ter melhor modo noturno. O problema é que custa bem mais para trazer poucos extras.

Já comparado ao iPhone 11 Pro temos aqui um processador mais ágil, conectividade 5G, uma tela maior com vidro reforçado, modo noturno na câmera ultra-wide, capacidade de gravar com Dolby Vision, suporte ao MagSafe e claro, o novo scanner LiDAR. Realmente parece uma boa evolução entre gerações.

Claro, não podemos esquecer do design. Assim como os demais da linha, o 12 Pro também herda as bordas retas dos antigos modelos e tem laterais em metal com acabamento brilhante e vidro fosco na traseira, igual ao Pro Max, porém diferente do iPhone 12. Isso ajuda a dar um apelo mais premium na tentativa de justificar a grande diferença de preço.

O design com entalhe gigante pode já estar bastante defasado, mas pelo menos a resistência do aparelho vem evoluindo a cada geração. O novo vidro, que recebe o nome Ceramic Shield, realmente resiste mais a quedas e a certificação IP68 foi reforçada para garantir que o aparelho sobreviva na água mesmo chegando a 6 metros de profundidade – isso é muito mais do que rivais Android oferecem.

Apple deu bastante foco ao 5G, tornando o iPhone 12 Pro um aparelho preparado para o futuro. O grande problema é a bateria pequena que sofrerá para lidar com uma conexão tão rápida. Para solucionar isso, o iOS tentará manter o iPhone o máximo de tempo no 4G. Mas vamos deixar para falar da autonomia depois.

Tela e som

A tela está maior comparado ao seu antecessor e agora tem o mesmo tamanho do iPhone mais barato. A resolução e até o tipo de painel é o mesmo do iPhone 12, porém o brilho é maior. Há suporte a HDR10 e Dolby Vision para exibir belas cores em vídeos gravados com esta tecnologia.

No geral é uma ótima tela para assistir todo tipo de conteúdo em qualquer lugar. Pode não ser tão brilhante quanto a do iPhone 12 Pro Max, mas chega perto. O que faz falta é ser apenas 60 Hz, como nos demais. A reprodução de cores beira à perfeição não importa o nível de brilho usado e você terá uma experiência ainda mais rica comparado ao 11 Pro.

O áudio também evoluiu e está menos estridente do que antes. O modelo anterior focava mais nos agudos, porém o iPhone 12 Pro traz áudio mais balanceado entre graves, médios e agudos. A potência sonora fica no nível do 12 Pro Max, sendo um pouco superior ao antigo.

Não há fone de ouvido na caixa, então cabe a você investir no acessório para ouvir músicas. Testamos com o fone que veio no 11 Pro e a qualidade sonora é ótima como esperado de um celular tão caro.

Desempenho

Se você viu a nossa análise do iPhone 12 então deve ter ficado decepcionado com o desempenho dele, pelo menos no multitarefas. Os dois compartilham do chip A14 Bionic, então podemos esperar o mesmo resultado no 12 Pro? Calma, não é tão simples. Este aqui traz 2 GB a mais de RAM e isso ajudou a acelerar o desempenho.

Ao abrir vários apps e jogos não apenas vimos um excelente tempo de resposta como o iPhone 12 Pro foi o segundo celular mais rápido que passou pelo TudoCelular, ficando atrás apenas do 12 Pro Max com uma diferença de 1s. Ele faz qualquer Android comer poeira e com a fluidez do iOS fica difícil não se empolgar com sua velocidade.


E benchmarks? Você terá números altos em diversas ferramentas, especialmente as focadas em GPU. No caso do AnTuTu registramos mais de 600 mil pontos. É um valor impressionante? Talvez não. Há modelos Android que chegam perto disso, mas isso não anula o fato de que o chip A14 Bionic é realmente poderoso.

Em jogos não há o que comentar, o 12 Pro rodará qualquer game por anos sem sofrer com lag. Todos que testamos rodaram liso na qualidade gráfica máxima. Realmente é uma pena a Apple ter deixado uma tela de 120 Hz de fora, mas entendemos que isso aliado ao 5G faria a bateria voar rápido.

Câmeras

E por falar em câmeras, a diferença do Pro para o iPhone 12 está na adição de uma câmera com lente teleobjetiva para zoom óptico. Demais sensores são os mesmos entre os dois aparelhos e, como esperado, a qualidade fotográfica é similar. Comparado ao antecessor temos uma maior abertura focal na câmera principal para registrar fotos mais claras à noite.

O iPhone 12 Pro registra belas fotos com baixo nível de ruído, nitidez equilibrada, balanço de branco correto e cores precisas sem exagerar no contraste. Assim como vimos no iPhone 12, o Pro também sofre um pouco para lidar com objetos de fundo e apresenta nitidez inferior ao Pro Max.

Principal | Ultra-wide




A ultra-wide tem grande abertura para registrar bem mais dos cenários. A qualidade das fotos no geral é muito boa, sem sofrer com distorção nos cantos. Apenas notamos que esta câmera sofre mais para lidar com detalhes da vegetação e apresenta sombras mais escuras.

A qualidade é bastante próxima da que terá com o 12 Pro Max. Em fotos tiradas de dia ou em locais bem iluminados será difícil ver alguma diferença entre os dois aparelhos. À noite é que fica mais evidente o que o sensor mais avançado do Max é capaz de fazer.

Zoom




Outra diferença entre os dois modelos está na câmera teleobjetiva. O zoom óptico é mais limitado no Pro e com isso não consegue ir tão longe quanto no Max. Mas se você não abusar tanto disso terá ótimas fotos registradas com o 12 Pro.

O modo noturno é sempre ativado em locais mais escuros e possui um efeito mais controlado nesta geração, mas pelo menos agora também temos o modo noturno disponível na ultra-wide. Já o modo retrato é auxiliado pelo LiDAR para resultar em efeito mais profissional e garante boas fotos mesmo à noite.

Noturno




A frontal é a mesma entre os quatro modelos da linha 12. Você tem excelentes selfies com muitos detalhes, contraste na medida, cores vibrantes e HDR menos agressivo do que vemos em rivais Android. O 12 Pro usa o sensor 3D para ajudar no desfoque e faz um ótimo trabalho. Por mais que os celulares da Apple ainda continuem amarelando as fotos, a qualidade no geral é melhor do que a da concorrência.

Selfie | Retrato



O iPhone 12 Pro, assim como seu antecessor, filma em 4K a no máximo 60 fps. A novidade fica para a possibilidade de filmar com HDR Dolby Vision, seja para visualizar na tela do aparelho ou em outros dispositivos compatíveis com o padrão.

A qualidade da filmagem é similar aos demais da linha, ficando atrás do Pro Max apenas em locais mais escuros, porém a diferença é pequena. A estabilização é ótima, o foco é bastante ágil e a captura de áudio é limpa.

Bateria

E é justamente este o ponto fraco do iPhone 12 Pro. Apple decidiu reduzir o tamanho da bateria para deixar seu celular mais fino e nesse processo vimos uma redução de 20% na autonomia. Se o 11 Pro já tinha uma duração apenas mediana, o novo então vai acabar deixando alguns na mão. E isso porque nossos testes foram feitos em rede 4G, com o 5G habilitado a bateria esgota ainda mais rápido.


Em uso moderado você terá que fazer uma segunda carga no início da noite, já se exigir mais do aparelho terá que recarregá-lo no final da tarde. Você terá que andar com uma powerbank com você, já que o iPhone 12 Pro não vem com carregador na caixa.


Usamos o mesmo carregador do 11 Pro que entrega 18W de potência máxima e ele levou uma hora e meia para fazer a bateria ir de 0 a 100%, sendo alguns minutos a menos do que antes devido à redução de bateria. Com o carregador de 20W vendido a parte será ainda mais rápido. Com uma carga de 15 minutos terá quase um terço da bateria recuperada.

Software

O software é o mesmo dos demais da linha e de todos que foram atualizados para o iOS 14. Se você está saindo de um iPhone 11 Pro para o novo, então a única novidade na parte de software será o uso com o scanner LiDAR.

O que ele faz é medir distâncias disparando feixes de laser que retornam ao sensor. Com isso você pode usar realidade aumentada para saber exatamente o espaço ocupado por um objeto. Será bastante útil na hora de comprar itens para sua casa pela internet.

Você também pode usar o LiDAR para aprimorar a experiência em realidade aumentada com apps e jogos compatíveis. E o scanner também serve na hora de fotografar. Ele deixa o foco do iPhone 12 Pro mais ágil em locais com iluminação precária, dando uma boa vantagem contra o iPhone 12.

Rivais

Como visto, o iPhone 12 Pro é um ótimo celular, deixando a desejar apenas na bateria. Vale pagar a mais para ter o Max? Bem, a diferença de preço não é grande e você leva uma tela maior e mais brilhante, desempenho ligeiramente superior, bateria que dura muito mais, melhores fotos noturnas e zoom óptico um pouco maior.

Vale investir no Pro ou é melhor economizar ir de iPhone 12? Você perderá desempenho, ficará sem câmera teleobjetiva e abrirá mão do LiDAR. Não há uma diferença significativa na qualidade das fotos, desde que não use o zoom. A bateria rende igual e leva o mesmo tempo para recarregar. As diferenças não são muitas para justificar o grande aumento de preço.

Com o preço do iPhone 12 Pro você pode comprar o Galaxy Note 20 Ultra e ainda sobra uma boa grana. O top da Samsung é muito bom, porém não tão rápido quanto o iPhone. Pelo menos, a bateria dura mais e recarrega mais rápido. O Note tem ótimas câmeras e seu conjunto de tela e som também não decepciona.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Excelente experiência multimídia
  • Desempenho exemplar
  • Boas câmeras para fotos e vídeos
  • Sistema fluído e ágil

Pontos negativos

  • Laterais riscam fácil
  • Bateria mediana
  • Preço salgado
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Custo-benefício é complicado pelo preço salgado já que não é tão superior a rivais com Android pela metade do preço

Embalagem e características

Embalagem não vem com carregador e nem fone de ouvido

Comodidade

O iPhone 12 Pro está maior, porém não tão grande quanto o Max, mas ainda escorrega fácil da mão

Facilidade de uso

É o mesmo sistema simples de usar dos demais iPhones

Multimídia

Experiência multimídia é ótima, com tela de qualidade e som estéreo potente

Votação Geral

O iphone 12 Pro é quase tão bom quanto o Pro Max, mas peca na bateria

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Apple iPhone 12 Pro