» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
6.438

Asus Zenfone 8 Flip

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

Ano passado tivemos dois modelos da linha Zenfone 7 e este ano não foi diferente. Porém, a Asus decidiu mudar sua estratégia e agora não temos dois aparelhos quase idênticos onde só mudava a plataforma Snapdragon. A grande novidade da empresa este ano é um celular compacto com design mais tradicional e sem a câmera giratória. Já o segundo modelo é o Zenfone 8 Flip que segue a linha de antes e traz pequenas evoluções, sendo este que iremos analisar agora.

Acessórios

O Zenfone 8 Flip vem em caixa mais compacta que seu antecessor. Ele traz dois circulos estampado que curvam formando o número oito. Além do celular, você recebe os seguintes acessórios:

  • Carregador de 30W de potência
  • Cabo USB no padrão C
  • Guia do usuário
  • Active Case
  • Película para tela
  • Chavinha da gaveta do SIM Card
Design e construção

Não há mudanças no design comparado à geração passada. O Zenfone 8 Flip tem corpo de alumínio com acabamento anodizado que se destaca da traseira curva em vidro. Enquanto o Zenfone 8 vem com vidro Gorilla Glass Victus para proteger a tela, o Flip mantém o Gorilla Glass 6 do Zenfone 7.

O bloco das câmeras também não sofreu mudanças e temos três sensores que giram para a parte frontal do aparelho. O mecanismo é feito de metal líquido, um nome comercial para uma liga mais resistente e leve que o alumínio. A novidade mesmo fica para o módulo do motor que controla a rotação que foi reforçado e teve sua longevidade ampliada.

O motor ainda faz o mesmo barulho do Zenfone 7 ao ser acionado, mas a rotação está mais suave. O celular detecta quedas e retrai a câmera antes de chegar ao chão. A parte frontal também não teve mudanças e temos uma tela que toma quase toda a área, sem curvas nas laterais, mas ainda com queixo um pouco protuberante.

O Zenfone 8 vem com entrada para fones de ouvido, mas o Flip deixa a conexão de fora. Não há nada na parte superior, além do motor da câmera, enquanto na parte inferior temos o alto-falante, a entrada USB-C, um microfone e LED de notificações. Do lado direito há o botão de energia e de controle de volume; e do lado esquerdo a gaveta para dois chips e cartão de memória. Por fim, há mais um microfone na traseira logo abaixo do bloco de câmeras.

O leitor biométrico saiu do botão de energia e agora fica sob a tela. Ele responde bem e fica em posição confortável para que você sempre acerte o dedo no local correto. Em termos de conectividade temos agora Wi-Fi padrão 6e e Bluetooth 5.2.

Tela e som

A tela não evoluiu e pode parecer defasada para os atuais flagships com painéis de 120 Hz ou mesmo 144 Hz. O Zenfone 8 Flip traz tela AMOLED de 6,67 polegadas com resolução Full HD e taxa de 90 Hz. O sensor de toque responde a no máximo 200 Hz, o que já garante um desempenho extra em jogos, mas nada no nível do ROG Phone 5.

O nível de brilho é excelente e garante boa visibilidade mesmo nos dias mais ensolarados. Há suporte a HDR10+ para vídeos nos principais serviços de streaming. A calibração de cores é bastante próxima da realidade no perfil padrão, o que agradará quem não curte cores super saturadas como é padrão em telas AMOLED.

Asus trouxe ao Zenfone a mesma tecnologia Dirac presente na linha ROG. Temos dois alto-falantes com amplificador dedicado, o que garante boa potência sonora sem nenhuma distorção quando no máximo. O som apresenta ótimo equilíbrio entre graves, médios e agudos.

Há quatro perfis de equalização para escolher, sendo um dinâmico, outro voltado para músicas, um para filmes e outro para jogos. Além disso, há um equalizador de 10 bandas para deixar o som do jeito que você gosta e até turbinar a potência com a opção de ambiente externo.

Desempenho

O Zenfone 8 Flip vem com a plataforma Snapdragon 888 combinada com 8 GB de RAM. Em nosso teste de velocidade focado no multitarefas tivemos melhor desempenho que o ROG Phone 5, que traz o mesmo hardware da Qualcomm, mas tem diversas otimizações para ser mais rápido.


Curioso? Em benchmarks eles também apresentam números similares e chegam quase a empatar no AnTuTu. Já comparado ao Zenfone 7 tivemos um salto de mais de 100 mil pontos entre as gerações.

O Zenfone 8 Flip pode não ser um celular com porte gamer como o ROG Phone 5, mas rodou todos os jogos que testamos na qualidade gráfica máxima na melhor fluidez possível. Alguns games tiraram proveito da tela de 90 Hz, como o caso de Call of Duty e PUBG.

Bateria

Em bateria é onde o ROG Phone 5 leva a melhor e ocupa o topo do nosso ranking entre os flagships. Já o Zenfone 8 Flip fica bem abaixo, perdendo até para o seu antecessor, mas ainda capaz de entregar autonomia suficiente para o dia inteiro.


O tempo de recarga poderia ser melhor, considerando que temos vários celulares recarregando em menos de 1 hora. O da Asus ainda demora mais de 1 hora e 40 minutos para chegar a 100%. Pelo menos recupera um quarto da bateria em 15 minutos e passa da metade com meia na tomada.

Câmeras

O conjunto de câmeras não evoluiu e continuamos com um conjunto triplo composto por câmera principal de 64 MP, secundária com lente ultra-wide e uma com lente teleobjetiva com zoom óptico de 3x.

Não espere um salto fotográfico entre gerações, mas isso não chega a ser algo ruim. O Zenfone 7 era capaz de registrar ótimas fotos, assim como o 8 Flip. As imagens capturadas apresentam alto nível de detalhes e nitidez esperada de um top de linha. O alcance dinâmico é amplo o bastante para manter os realces e detalhes de sombras. As cores são vívidas sem exagero.

Principal | Ultra-wide




Isso não quer dizer que a câmera do Zenfone 8 Flip seja perfeita. Basta cair a luz e a nitidez já é sacrificada e os ruídos começam a aparecer. Detalhes nas sombras são perdidos e as texturas parecem que foram registradas por um celular intermediário.

Zoom



A câmera ultra-wide mantém as boas cores da principal, não apresenta grande perda de qualidade e o software de correção de distorção de lente faz bem o seu trabalho. A teleobjetiva também satura um pouco as cores e registra menos detalhes por ter resolução inferior. Pelo menos há zoom óptico para permitir aproximar o que está distante sem granular as fotos.

O Zenfone 8 Flip não possui uma câmera dedicada para macros, mas até serve bem para fotografar de perto. A de desfoque funciona bem sem efeito exagerado ou com erros.

Macro


Desfoque


O Zenfone 7 não impressionava em cenários noturnos e podemos dizer o mesmo do novo. Pelo menos a Asus refinou o software para melhorar o pós-processamento e resultar em imagens com menos ruídos e distorções.

E selfies? Bem, esse é o grande diferencial de ter um celular com câmera giratória: você terá a mesma qualidade do conjunto traseiro. Dito isto, o Zenfone 8 Flip impressiona com selfies nítidas, limpas, com tom de pele correto e todos os detalhes registrados. Só não tente fotografar contra a luz que as fotos perdem nitidez.

Selfies



É possível usar a ultra-wide para tirar selfies mais amplas e incluir várias pessoas na foto, assim como usar a teleobjetiva caso você precise dar um zoom no seu rosto e não queira perder qualidade. Selfies à noite também são excelentes e o modo retrato funciona muito bem.

O Zenfone 8 Flip é capaz de gravar vídeos até 8K a 30 fps com boa estabilização. Há o modo HyperSteady para melhor estabilização, mas este fica limitado à resolução Full HD. Já a ultra-wide grava vídeos em 4K no máximo. As filmagens são boas em qualquer condição de luz, mas a câmera mais ampla sofre com ruídos em locais mais escuros. A captura de áudio é boa e sofre pouco com ruídos de vento.

Software

O Zenfone 8 Flip vem com Android 11 e pacote de segurança defasado, que estava ainda no mês de maio quando fizemos a análise no final de julho. Pelo menos a interface flui bem e tira vantagem da tela de 90 Hz.

Os recursos são os mesmos presentes na Zen UI e outros Zenfones. Você pode usar o botão de energia como atalho para abrir apps específicos ou mesmo usar gestos na tela de bloqueio para agilizar o uso de funções corriqueiras.

Há o Game Genie, uma janela lateral que surge ao abrir um jogo. É o mesmo recurso da linha ROG e permite acompanhar a temperatura do celular e bloquear notificações enquanto joga.

Rivais

Vale a pena investir na novidade da Asus ou os top de linha da Apple e Samsung são melhores? Bem, tanto o iPhone 12 Pro Max quanto o Galaxy S21 Ultra são mais rápidos no multitarefas. O da Samsung tem tela de 120 Hz, mas esquenta mais em jogos. O Zenfone perde em bateria para o Galaxy, mas vence o iPhone em autonomia. Em câmera podemos dizer que cada aparelho se destaca em cenários específicos, sendo as selfies o grande ponto forte do Zenfone.

ROG Phone 5 ou Zenfone 8 Flip? O ROG é um celular gamer e com isso entrega uma melhor experiência com jogos, além de ter bateria que dura muito mais. O Zenfone é melhor para quem se preocupa mais com câmeras.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Tela sem recortes
  • Som estéreo de qualidade
  • Câmeras flexíveis

Pontos fracos

  • Autonomia de bateria
  • Poderia ter tela de 120 Hz
  • ​Tempo de recarga poderia ser melhor
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Zenfone 8 Flip não tem bom custo-benefício com o seu antecessor

Embalagem e características

Embalagem traz duas capinhas de plástico, mas não vem com fone de ouvido e nem adaptador para P2

Comodidade

O Zenfone 8 Flip é um celular grande e escorregadio, mas pelo menos vem com capinha na caixa

Facilidade de uso

Zen UI tem aparência bastante limpa e próxima do Android puro

Multimídia

Tela AMOLED tem boa qualidade com bom nível de brilho e som estéreo bem equilibrado

Votação Geral

O Zenfone 8 Flip é um bom top de linha, mas não trouxe muitos avanços comparado ao antecessor

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Asus Zenfone 8 Flip