» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
1.286

LG K62 Plus

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

Chegamos ao modelo mais avançado da nova linha de smartphones da LG. O K62 Plus é conhecido em alguns países como K62 e chega por aqui custando mais de R$ 2 mil. O que o sucessor do K61 tem de tão avançado para ter chegado tão caro? É isso que esta análise do TudoCelular vai te ajudar a descobrir e também veremos o que muda para o K62 tradicional e se vale pagar a mais por este.

Acessórios

A caixa do K62 Plus segue o padrão que vem sendo adotado pela LG em seus últimos lançamentos, abrindo de forma lateral e contando com divisões internas para os acessórios. Dentro dela, temos:

  • O aparelho;
  • Capa de silicone;
  • Chave para abrir a gaveta dos chips SIM e microSD;
  • Manuais;
  • Carregador de 10W;
  • Cabo USB-C;
  • Fones de ouvido.
Design e construção

Se você viu a nossa análise do K62 então vai achar que tudo soa meio repetitivo. E não é por menos, afinal, os dois intermediários da LG são idênticos por fora e muito parecidos por dentro. Para ajudar a diferenciar, a coreana apostou em cores diferentes para cada modelo. Enquanto o mais barato veio em tons de azul escuro e vermelho, o K62 Plus aposta nas cores azul clara e branca.

Outra pequena diferença está nas laterais: o K62 possui a mesma cor em toda a sua carcaça, enquanto a versão Plus traz pintura cromada. Mas não se engane, já que todos os modelos da linha possuem corpo em plástico. Essa mesma pintura cromada também está presente no aro que cerca o conjunto de câmeras na traseira.

O plástico da traseira tem acabamento fosco, o que reduz o acúmulo de marcas de dedo – especialmente na cor branca. A certificação militar está presente, como nos demais da linha, e mesmo com sua resistência reforçada ainda temos uma capinha de proteção de brinde na caixa.

O leitor de digitais saiu da traseira e agora fica integrado ao botão de energia na lateral direita. Ele está em uma altura confortável que não vai dificultar a vida nem dos canhotos. O reconhecimento da digital é tão ágil quanto no K61.

Outra mudança na traseira está no layout das câmeras. Antes organizadas horizontalmente, agora temos um bloco saltado no estilo cooktop que tomou conta dos celulares de todas as fabricantes. O flash está maior e ajuda a iluminar melhor em cenários escuros.

Na parte frontal temos uma moldura ligeiramente mais fina ao redor da tela e o furo para a câmera de selfies saiu do canto esquerdo e fica localizado na parte central como temos nos celulares da Samsung.

Em termos de tecnologias não há mudanças: o K62 Plus continua sem NFC e giroscópio. Pelo menos o Bluetooth não é de geração antiga como encontrado no K62.

Tela e som

Agora vamos para a primeira decepção: a tela. O painel deu uma leve crescida, mas a resolução caiu de Full HD para HD. Isso reduz consideravelmente a nitidez e você pode notar um pouco de serrilhados ao olhar de perto. Por mais que o display usado pela LG não seja ruim, era esperado ver uma tela de maior qualidade pelo preço cobrado. Afinal, na faixa dos R$ 2 mil temos boas opções no mercado com tela AMOLED.

O formato está mais esticado para aproveitar melhor filmes e até jogos. O nível de brilho é decente e não dificulta a visibilidade fora de casa, enquanto o contraste poderia ser melhor.

A parte sonora também decepciona. Há apenas uma saída na parte inferior, que até entrega um volume razoável, mas tem grande foco nos agudos. As vozes em destaque podem fazer diferença em vídeos do YouTube, mas para filmes você terá som levemente distorcido quando o K62 Plus tentar reproduzir graves.

Há fone de ouvido na caixa que ajuda a suprir as limitações do alto-falante e vem com “Som 3D” que promete maior imersão. Nada mais é do que um equalizador automático via software que tenta identificar o tipo de conteúdo para uma melhor experiência. Só não espere milagres.

Desempenho

E na parte interna? O que muda entre o K62 e a versão Plus? Bem, o modelo mais caro tem de diferencial apenas vir com o dobro de armazenamento. A LG segue requentando o Helio P35 por gerações e o desempenho no multitarefas é próximo ao da versão mais barata, assim como temos desempenho no nível do antecessor. Pelo preço esperávamos um Snapdragon 662 ou algum chip mais potente da MediaTek.

Em benchmarks não há nada de especial, você terá a mesma pontuação de outros da LG com o Helio P35. No AnTuTu verá resultados na faixa dos 100 mil pontos, enquanto rivais da Samsung e Motorola conseguem bem mais que isso.


A boa notícia em ver a resolução da tela cair é que os problemas de lentidão do antecessor foram eliminados. O Helio P35 não possui uma GPU potente e lidar com muitos pixels realmente complica tudo. O K62 Plus rodou todos os jogos que testamos sem problema... ou melhor, quase todos. O Asphalt 9 ainda vem sofrendo com congelamentos constantes no hardware da MediaTek.

Pelo menos PUBG rodou de forma decente com o gráfico no médio e o Call of Duty não apresentou engasgos. Jogos mais leves rodam suave no K62 Plus.

Câmeras

Se você esperava por um avanço em câmeras, então poderá ficar decepcionado ao saber que o sensor principal é o mesmo de antes e a LG trocou a câmera ultra-wide por uma inferior em resolução e campo de visão. As demais de macro e profundidade seguem inalteradas.

O conjunto é o mesmo do K62 e com isso temos qualidade similar para fotos e vídeos. O intermediário da LG é capaz de registrar ótimas imagens em dias ensolarados, sem exagerar na saturação e o HDR faz o seu devido trabalho.

O K62 Plus comprime quatro pixels em um para garantir mais detalhes e melhor controle de luz sem devorar mais espaço do armazenamento. É possível usar a resolução máxima de 48 MP, porém a qualidade chega a cair com nitidez inferior e menor alcance dinâmico, além de devorar o quádruplo da memória e demorar mais para salvar as fotos. Simplesmente não vale a pena.

Normal | 48 MP




A LG continua insistindo no seu modo AI Cam, que usa inteligência artificial para analisar o tipo de cenário e fazer os ajustes corretos para termos melhores fotos. Na prática o que terá são imagens muito saturadas – mas alguns podem curtir os resultados.

A queda na resolução da ultra-wide comprometeu a qualidade. Agora há ruídos e artefatos até mesmo em fotos de dia. À noite a situação fica tão complicada que esta câmera acaba ficando inutilizada. Sem falar que o software de correção de lente falha em ajustar a distorção nos cantos das fotos.

Principal | Ultra-wide





O K61 decepciona ao fotografar à noite, mas o novo faz um melhor trabalho nisso. A LG ainda não possui um modo noturno eficiente quanto o da Motorola e o K62 Plus fica no nível de modelos mais baratos, mas já temos uma evolução.

A câmera macro continua fazendo o básico. Ela não tem foco automático, o que impossibilita chegar muito perto para capturar detalhes de plantas ou animais. Já a de desfoque só funciona direito com pessoas e objetos com rosto, e mesmo assim às vezes falha e borra toda a foto.

Macro


AI CAM


Desfoque



Um diferencial entre o K62 e a variante Plus está na câmera frontal com 28 MP no modelo mais caro. Ela faz diferença? Nem tanto. O mais barato já é capaz de registrar boas selfies e este também segue o mesmo caminho. O que notamos é que o pós-processamento agressivo da LG acaba matando os pequenos detalhes da pele e o efeito retrato apresenta falhas.

Selfies



Celulares na faixa de preço do K62 Plus normalmente gravam em 4K, mas o modelo da LG segue limitado a Full HD. A qualidade das filmagens é decente, o foco é ágil e os vídeos não saem com muitos tremidos. A frontal também tem qualidade bacana, mesmo à noite, já a ultra-wide não será muito útil em locais escuros. A captura de áudio é estéreo, mas a qualidade não é das melhores.

Bateria

A bateria de 4.000 mAh do antecessor foi mantida, mas como agora temos uma tela com menos pixels para serem alimentados, a autonomia cresceu consideravelmente. Se o K61 já conseguia entregar bateria para um dia inteiro de uso, o novo consegue render um dia e meio tranquilamente.


O que decepciona é o carregador de apenas 10W. É o mesmo acessório que vem nos modelos mais baratos da linha e pelo preço que você paga no K62 Plus deveria receber pelo menos um carregador de 15W, o que ajudaria a reduzir o tempo de recarga para menos de 2 horas.


A bateria leva quase 2 horas e meia para chegar a 100%, demorando até um pouco a mais que o K62. Uma carga rápida de 15 minutos recupera 14%, chegando a 48% com 1h na tomada.

Software

O K62 Plus sai da caixa com Android 10 e a mais recente interface da LG inspirada na One UI da rival. O sistema é organizado e flui bem na maior parte do tempo. Por padrão, não há uma gaveta de aplicativos, mas é fácil mudar isso nas configurações do launcher.

Como é de costume da LG, há um botão dedicado ao Google Assistente do lado esquerdo do aparelho. Ele serve como atalho para agilizar uma pesquisa ou dar um comando ao assistente virtual do gigante das buscas. O ponto negativo é que não é possível remapear este botão, então se você não curte o Google Assistente não há muito o que fazer com o atalho.

Há uma quantidade considerável de apps da LG voltados para o ecossistema da marca com maior integração com eletrônicos e eletrodomésticos. Se você não precisa disso, será possível desinstalar todos.

A LG nunca foi destaque em atualizações do Android, mas recentemente atualizou diversos aparelhos no Brasil, então podemos esperar que o K62 Plus receba pelo menos o Android 11 algum dia.

Rivais

Vale a pena pagar mais caro pelo K62 Plus? Só se você fizer questão pelos 128 GB de armazenamento, já que o aparelho em si entrega o mesmo do K62, seja em desempenho, bateria ou câmeras.

Há opções melhores nessa faixa de preço como o Galaxy A21s que é mais rápido e tem melhores câmeras, além da bateria durar o mesmo. O Moto G9 Power é outra boa pedida, com desempenho superior e bateria que dura ainda mais.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Ótima bateria
  • Boas câmeras para a categoria
  • Bom para usar vários apps básicos ao mesmo tempo

Pontos fracos

  • Tela poderia ser melhor
  • Desempenho bruto abaixo da categoria
  • Falta modo noturno
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Preço de lançamento é salgado, mas quando estiver próximo aos R$ 1 mil, pode ser uma compra interessante

Embalagem e características

Embalagem traz capinha de proteção e vem fone de ouvido

Comodidade

K62 Plus é um celular grande, mas não tão escorregadio

Facilidade de uso

O Android modificado da LG está cada vez mais organizado

Multimídia

Tela e som poderiam ser melhores e não competem com rivais no mesmo preço

Votação Geral

O K62 Plus é apenas um K62 com o dobro de armazenamento

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o LG K62 Plus