» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
799

Motorola Moto E7 Power

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

A Motorola vem lançando tantos celulares no mercado nacional que temos três modelos básicos da linha Moto E, todos eles com especificações parecidas e que brigam na mesma faixa de preço, o que acaba dificultando na hora de comprar. Depois de analisarmos o Moto E7 e o E7 Plus, temos aqui o E7 Power, que como o nome sugere, deve ser o melhor dos três em bateria. Será? Confira agora a análise completa do TudoCelular e saiba o que o E7 Power tem a oferecer.

Acessórios

O Moto E7 Power vem em embalagem escura com o logo gigante da Motorola e o nome do aparelho na parte inferior. Além do celular, você recebe os seguintes acessórios:

  • Carregador de 10W de potência
  • Cabo USB no padrão C
  • Fone de ouvido
  • Chavinha da gaveta do SIM Card
  • Guia do usuário
Design e construção

Se você entrar em uma loja e ver os três modelos da linha Moto E7 lado a lado provavelmente não vai conseguir saber qual é qual. De frente eles são iguais em tamanho e design com entalhe em formato de gota; o que muda é que o E7 Power não tem bloco de câmera quadrado e traz um design mais antigo da Motorola com câmeras organizadas verticalmente no canto esquerdo.

Ele é feito em plástico sem acabamento espelhado ou algum efeito cromático para dar elegância. Fica claro que o E7 Power é o mais simples da família e pode ser encontrado em duas opções de cores: azul metálico ou vermelho coral.

Seu corpo é de peça única que passa boa rigidez e tem curvatura acentuada nos cantos para deixar o aparelho confortável de segurar. Há um botão dedicado ao Google Assistente do lado direito, logo acima dos botões de volume e energia; a entrada para fones de ouvido fica no topo; a gaveta híbrida para o SIM Card e microSD está do lado esquerdo; enquanto na parte inferior há a entrada USB-C e o microfone. O alto-falante fica na traseira, assim como acontece no E7 tradicional.

O Moto E7 Power é um celular basicão e não vem com Wi-Fi AC, bússola digital ou mesmo giroscópio. Há proteção contra respingos como é padrão em qualquer celular recente da marca.

Tela e som

A tela do E7 Power é a mesma dos demais da linha e possui 6,5 polegadas com resolução HD+ e painel LCD simples que tem brilho baixo. Usar o E7 Power fora de casa em dias ensolarados será uma tarefa complicada, mas o contraste e o ângulo de visão são bons a ponto de proporcionar uma experiência agradável em locais fechados.

O alto-falante na traseira acaba abafando com facilidade, além de comprometer a imersão na experiência multimídia por jogar o áudio na direção oposta do usuário. O volume é bom, mas a qualidade sonora decepciona com excesso de agudos que distorcem quando o volume está no máximo. É basicamente a mesma experiência que o Moto E7 tradicional entrega.

Desempenho

O Moto E7 Power vem equipado com o Helio G25, mesmo chip presente no E7. Assim como vimos em nossos testes com o outro modelo da Motorola, este aqui também decepciona na experiência multitarefas. O processador não é ágil e ter apenas 2 GB de RAM complica tudo, fazendo o E7 Power demorar muito para carregar apps e jogos, além de sofrer para segurá-los abertos em segundo plano.

Este chip da MediaTek possui algumas incompatibilidades: tanto no E7 quanto no E7 Power não conseguimos executar o benchmark AnTuTu. De qualquer forma, mesmo que rodasse não teríamos uma pontuação alta já que estamos falando de um dos chips mais básicos da MediaTek.


O mesmo aconteceu com o jogo Asphalt 9, que não rodou nos dois básicos da Motorola. Demais jogos rodaram com um pouco de engasgo, mas nada que atrapalhe a jogatina. É bom lembrar que o E7 Power não é um celular para quem pretende jogar, já que ele fica limitado a rodar tudo no mínimo.

Bateria

É na bateria que vemos a diferença. O E7 Power tem os mesmos 5.000 mAh do E7 Plus, mas como vem com hardware mais fraco acaba entregando a melhor autonomia dos três modelos da família e rendeu 25 horas de uso contínuo em nosso teste padronizado. Na mão de um usuário comum será possível ter autonomia para dois dias facilmente.


O lado ruim de ter uma bateria grande em celular de entrada é que normalmente a fabricante acaba enviando um carregador fraco na caixa, como é o caso do Moto E7 Power que vem com carregador de apenas 10W e faz a bateria levar quase 3 horas para ser recarregada. Uma carga rápida de 15 minutos recupera 10% da bateria, chegando a 21% com meia hora na tomada.

Câmeras

O E7 Power se diferencia dos demais na câmera principal: enquanto o E7 e E7 Plus trazem sensor de 48 MP, neste aqui temos um mais básico de apenas 13 MP. A secundária é a mesma macro de 2 MP dos demais, enquanto na parte frontal temos a mesma câmera de 5 MP do E7 tradicional.

Não espere muito do conjunto fotográfico do E7 Power. Não que ele não seja capaz de registrar boas fotos, mas por ser bem limitado. O HDR nem sempre faz o balanço correto e às vezes temos fotos com baixo contraste quando há forte luz de fundo. Pelo menos ele não exagera na saturação e consegue registrar um nível razoável de detalhes.

Desfoque




Fotografar em locais escuros será um desafio para o Moto E7 Power; ele perde nitidez, cores e apresenta um nível acentuado de ruídos. É possível usar o modo retrato via software e o desfoque de fundo apresenta falhas em cenários mais complexos, mas pode ser um quebra galho.

Macro




A câmera macro é tão decepcionante quanto a dos demais da família Moto E7. O sensor de baixa resolução é incapaz de registrar pequenos detalhes e a falta de foco automático dificulta registrar uma foto com boa nitidez.

Noturno



O E7 Power também faz o básico em selfies e consegue registrar boas fotos em situações favoráveis de luz. Só tente evitar usar o modo retrato quando o sol estiver atrás de você se não quiser sair ofuscado na foto. A câmera frontal sofre bastante à noite e registra selfies com baixa nitidez e muitos ruídos.

Selfies



A filmadora grava em Full HD com a traseira e a frontal. A qualidade é decente, enquanto a estabilização é precária e o foco não é muito ágil. Filmar à noite resultará em vídeos escuros e com fluidez inferior. A captura de áudio é apenas mono, mas a qualidade não é ruim.

Software

O Moto E7 Power sai da caixa com Android 10 e atualmente ainda está com pacote de segurança de janeiro de 2021, o que mostra que a Motorola não se importa em manter seus celulares mais baratos atualizados.

O software do E7 Power é mais simples do que temos na família Moto G e aqui não há o aplicativo Moto que traz algumas opções de customização. Há até a opção gestos no próprio menu de configurações do sistema, mas há apenas a opção de sacudir o celular para ativar o flash e usar o aparelho como lanterna. Pelo menos é possível usar o botão de energia como atalho para a câmera.

O Android não flui tão bem no E7 Power e apresenta engasgos constantes. A lentidão fica ainda mais crítica quando apps estão sendo atualizados em segundo plano, o que pode ser justificado pela memória interna de baixa velocidade.

Rivais

O Moto E7 Power faz sentido diante de tantos pontos negativos? Ele é basicamente um Moto E7 com melhor bateria e pior câmera. O que é mais importante para você? Como os dois custam quase o mesmo, eles entregam experiência bastante similar e compartilham dos mesmos problemas de compatibilidade com alguns apps e jogos.

O Moto E7 Plus custa cerca de R$ 200 a mais e entrega o dobro de armazenamento e um conjunto melhor. Ele é mais ágil, não tem incompatibilidade com apps e jogos, sua bateria dura bem e registra melhores fotos.

Agora se pagar quase R$ 1 mil em celular for algo além do seu orçamento, uma boa alternativa ao E7 Power seria o Galaxy A02s que tem melhor desempenho e sua bateria dura ainda mais. O básico da Samsung também não conta com câmera ultra-wide, mas ele consegue simular por software uma maior amplitude da lente para capturar mais dos cenários.

Pontos positivos e negativos

Pontos fortes

  • Boa tela, apesar do brilho baixo
  • Autonomia de bateria para dois dias

Pontos fracos

  • Desempenho abaixo do média
  • Incompatibilidade com alguns apps e jogos
  • Demorado tempo de recarga
  • Software carece de otimização
  • Captura vídeos com som mono
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Há opções mais interessantes no segmento de entrada, até mesmo da própria Motorola

Embalagem e características

O Moto E7 Power vem com fone de ouvido, mas não traz capinha na caixa

Comodidade

Moto E7 Power não é um celular muito grande, mas poderia ter textura na traseira para melhorar pegada

Facilidade de uso

É o mesmo Android simples da Motorola, mas o sistema apresenta engasgos constantes

Multimídia

Tela tem brilho decente e bom contraste, mas som poderia ser melhor

Votação Geral

O Moto E7 Power se resume apenas a um celular barato com boa bateria

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Motorola Moto E7 Power