» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
839

Multilaser MS80

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral
Design, embalagem e acessórios

Para se tornar mais conhecida no mercado de smartphones, a Multilaser fez a aposta em um modelo de entrada com tela 18:9, buscando um diferencial sobre os concorrentes. Não conseguiu chegar na frente, mas ao menos já se igualou a marcas mais famosas, como a Motorola.

O acabamento é metálico, em peça única, separada apenas pelas linhas de antena em cima e abaixo. A pegada é confortável, com laterais e traseira levemente curvas. Com a tela em proporção 2:1, o corpo do aparelho é compacto, sendo suas dimensões de 152 x 73 x 8.3 mm, e o peso ficando em 159 gramas.

Na parte de trás, temos uma câmera e um flash, centralizados, e o leitor de impressão digital. Na parte frontal, toda em vidro 2.5D, vemos a tela de 5,7 polegadas com bordas um pouco grandes pros padrões atuais. Mas o destaque fica para a presença da câmera de selfie dupla, sendo uma lente grande angular para imagens com mais cenário ou em grupo.

A gaveta de chips comporta dois nano SIM e um cartão micro SD, dando ao usuário a opção de ter duas linhas móveis sem sacrificar a expansão do armazenamento.

A caixa tem dimensões um tanto exageradas para o tamanho do aparelho. Na parte de dentro, temos capinha e película, mas nada de fone de ouvido. Também podemos encontrar o carregador de parede de 10W, cabo USB para micro USB, manual e o extrator da gaveta de cartões.

Tela, áudio e software

O display IPS LCD tem 5,7" na proporção 18:9, ou seja, cabe mais conteúdo na tela, além de ficar em um copro mais compacto, comparável aos antigos aparelhos de 5,2". A resolução é HD+ (720 x 1440 pixels), e a densidade fica em torno de 282 ppi. A ocupação da parte frontal é de aproximadamente 75,56%.

A tela do MS80 tem qualidade bem razoável, ficando dentro do que se espera para a faixa de preço. O nível do brilho máximo é ok para usar em ambientes externos, enquanto o brilho mínimo é bastante confortável para usar em locais com pouca iluminação.

O MS80 ainda oferece, além do brilho automático, um ajuste da exibição conforme o ambiente, que em alguns casos pode garantir as melhores cores dependendo do nível do brilho. É possível ainda ativar para a tela acender quando chegar uma notificação, como acontece no iPhone, por exemplo. Ou você pode ficar no LED de notificação, apenas.

Quanto ao alto-falante, temos uma qualidade surpreendentemente boa. Os graves aparecem bem, sem prejudicar muito os agudos, quando acionado o volume máximo.

Software

A Multilaser modificou pouco o Android 7.1.2 Nougat instalado aqui dentro. Tem dois apps instalados pela empresa, que são basicamente o site da Multilaser, com o catálogo, e uma loja de aplicativos. Também tem um aplicativo de parceiro da empresa.

Há poucas funções extras, como a já mencionada Tela inteligente e uma Otimização de desempenho. O MS80 também tem desbloqueio pela leitura da digital, localizado na parte traseira. O funcionamento é bom, com poucas falhas.

Hardware, desempenho e jogos

Se você achou que o MS80 tem um chipset da MediaTek, achou errado. Temos aqui o mesmo chipset utilizado pela Motorola no Moto G5 e G5S e, esse ano, no G6 Play. Mais especificamente, temos aqui o Snapdragon 430, com oito núcleos que rodam no máximo a 1,4 GHz. O dispositivo ainda conta com 3 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno (com uma opção de 4/64 GB disponível no mercado).

E, com o mesmíssimo hardware do Moto G6 Play, o MS80 fica devendo em fluidez. O smartphone da Multilaser segurou os aplicativos na segunda volta do nosso teste de velocidade, mas teve tempo bem superior ao modelo da Motorola. Há uma demora maior para trocar de um aplicativo para outro.

Os resultados nos testes de benchmark mostram pequena inferioridade do MS80, mas a faixa de pontuação é a mesma do dispositivo da Motorola. Foram 57.475 pontos no AnTuTu e 664/2.480 pontos em CPU no GeekBench.

O desempenho em jogos, ao menos, ficou bastante parecido com o que vimos no Moto G6 Play. Os gráficos não são os melhores, mas ao menos não há tantas quedas na taxa de quadros. Claro, você não vai jogar nada pesado se optar por um aparelho com hardware de entrada. Jogos mais casuais vão rodar tranquilamente no MS80.

Bateria

O hardware é igual ao Moto G6 Play, a tela tem o mesmo tamanho, mas a bateria é bem menor. São 3.000 mAh no dispositivo da Multiaser. E, levando em conta o chipset menos econômico que os da série 600 da Qualcomm, até que o dispositivo aguentou bem em nossa simulação de uso real.

O MS80 teve resultado melhor que o Moto G5 e G5S, por exemplo, ficando em cerca de 14 horas e 30 minutos. Aliás, o tempo foi um pouco maior até que o Moto G5 Plus, que traz chipset mais econômico e tela menor. Enfim, um resultado satisfatório, que garante autonomia para o dia inteiro com uso moderado a pesado.

O tempo de carregamento é um pouco mais problemático, ficando acima das duas horas, por conta da ausência de suporte ao Quick Charge.

Câmeras

Se você gosta de tirar muitas selfies, terá no Multilaser MS80 um bom companheiro. São duas câmeras frontais que, apesar de oferecerem resoluções diferentes, não possuem diferenças muito grandes em qualidade. O segundo sensor é grande-angular, para selfies em grupo ou com mais cenário.

Esses sensores podem tirar fotos em até 20 MP, com abertura f/2.0 na lente mais fechada, e 5 MP com abertura 2.2 na lente com a grande-angular. As imagens ficam um pouco mais escuras, mas em nitidez e riqueza de detalhes, ambas são bem próximas.

O sensor principal também não decepciona, ainda mais se tratando de um dispositivo de entrada. São 16 MP com abertura f/2.0, e o trabalho de pós-processamento é bem razoável. Claro, a velocidade de captura não se iguala à de flagships ou intermediários mais potentes, mas não chega a ter uma lentidão incômoda. O foco também é um pouco atrapalhado, mas tudo questão de hábito.

Existem opções melhores em câmera para a faixa de preço, tanto o oficial quanto o atual do varejo, mas o MS80 não fica muito atrás. Em vídeo, a qualidade também fica dentro da expectativa.

Pontos positivos e negativos

Pontos positivos

  • Boa autonomia de bateria
  • Câmeras satisfatórias para a faixa de preço
  • Construção com qualidade acima da média
  • Slots para três cartões, sendo dois nano SIM e um micro SD

Pontos negativos

  • Fluidez deixa a desejar
  • Sem carregamento rápido
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Preço oficial caiu desde o lançamento, e no varejo é possível encontrar um pouco mais barato. Pela qualidade geral, o preço entre R$ 900 e R$ 999 está de bom tamanho.

Embalagem e características

Caixa é muito grande pro tamanho do aparelho, e os acessórios ficam jogados na parte de baixo sem nenhuma organização. Ao menos bem com capinha e película.

Comodidade

O tamanho é compacto para uma tela de 5,7

Facilidade de uso

Não tem muito segredo em um Android pouco modificado. São poucas funções extras, mas as adições são bem-vindas.

Multimídia

A tela é razoável e a qualidade do som é boa. Para a faixa de preço, está ótimo. Mas faltou um fone de ouvido na caixa.

Votação Geral

Um bom aparelho, com marca nacional carimbada na parte de trás. Pelo design mais simples, é uma opção muito bacana na faixa intermediária de entrada.

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Multilaser MS80