» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
319

Multilaser MS50G

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

Ainda em junho de 2018 a Multilaser apresentou em um evento em parceria com o Google o MS50G, modelo que ao lado de seu irmão (MS50X) marcava a chegada do projeto Android Go ao Brasil.

O dispositivo foi novamente exibido ao público algumas semanas depois, durante a Eletrolar 2018, quando enfim foi disponibilizado para venda pelo preço sugerido de R$ 479.

Agora chegou a hora de descobrir se a primeira tentativa da companhia brasileira com o Android Go realmente rendeu bons frutos, e se o preço de R$ 349 pelo qual o MS50G é encontrado atualmente em varejistas nacionais é interessante pelo conjunto oferecido.

Acessórios

O aparelho vem em uma caixa no estilo "gaveta", que pode ser meio chata de abrir quando não estiver tão pesada. Dentro dela, temos:

  • Carregador de apenas 5W de potência;
  • Cabo USB no padrão micro;
  • Guia rápido do usuário;
  • Capinha de silicone;
  • Película para proteger a tela.

Infelizmente, nada de fones de ouvido na caixa do MS50G.

Design e construção

O que esperar de um celular que custa pouco mais de R$ 300? Pois é! O MS50G tem acabamento bem simples feito em plástico rígido. O aparelho pode ser encontrado nas cores prata, preta e dourada.

A parte traseira é removível, o que permite ter acesso à bateria e também aos dois slots de chips e do microSD.

A proposta do aparelho básico da Multilaser é ser barato, mas não a ponto de entregar qualidade de construção ruim. E o primeiro detalhe que chama a atenção é a posição da entrada micro USB, que fica topo perto da entrada de fones de ouvido e não na parte inferior como na grande maioria dos smartphones.

Na lateral direita temos os botões para ligar o aparelho e também de controle do volume. Enquanto na parte inferior temos apenas o microfone. O alto-falante encontra-se na traseira.

O design não tem nada de atrativo, mas adota tela no novo padrão 18:9 que tomou conta do mercado. E para quem tira muitas selfies à noite, o MS50G oferece flash frontal.

Tela e som

Por ser um aparelho barato, não espere uma tela de qualidade. Aqui temos um painel LCD de 5,5 polegadas com resolução inferior à HD, que já é comum em modelos deste segmento. O problema não chega nem ser a quantidade de pixels, mas sim o painel que não é do tipo IPS, o que resulta em ângulo de visão muito limitado.

Além disso, o brilho é muito baixo e o vidro que cobre a tela exibe muitos reflexos, o que dificulta enxergar o conteúdo até mesmo dentro de casa se tiver uma janela aberta atrás de você. A qualidade da imagem também deixa a desejar com cores bem lavadas.

O alto-falante entrega som mono com potência decente, mas a qualidade não é boa. Temos um áudio muito focado nos agudos e que distorce com facilidade. E o aparelho não vem com fones de ouvido na caixa.

Desempenho e jogos

O MS50G tem processador antigo e conta com apenas 1 GB de RAM, o que é a combinação perfeita para ter uma péssima experiência. No entanto, o Android dele é uma versão mais leve, que exige menos do smartphone, o que acaba ajudando a entregar uma experiência melhor que outros nessa faixa de preço.

O lado negativo vai para a sensibilidade da tela. Nem sempre ele reconhece os toques de primeira, o que pode ser frustrante em alguns momentos.

Em benchmarks não há o que comentar, temos resultados baixos como em qualquer outro modelo de entrada. Pelo menos em jogos ele não decepciona e consegue rodar alguns títulos com melhor fluidez que outros nessa faixa de preço.

Só vimos um maior nível de lentidão com o Modern Combat 5, mas com o PUBG Lite tivemos um resultado bastante aceitável.

Câmeras

É difícil um celular barato com câmera boa e o modelo da Multilaser também peca neste aspecto. Falta nitidez na maioria das fotos que registramos, sem falar que o foco do aparelho nem sempre ajuda.

As cores também não são boas e muito menos o nível de detalhes, mas realmente é difícil exigir muito de um aparelho que custa menos de R$ 400. De qualquer forma, já vimos celulares que apresentaram resultados um pouco melhores em fotos e vídeos.

A filmadora grava em Full HD com ambas as câmeras, o que é muito para essa faixa de preço, mas a qualidade poderia ser melhor. O aparelho sofre para lidar com o controle de luz, e também tem foco muito lento. Pelo menos o flash frontal ajuda em cenários pouco iluminados.

Se você busca um bom celular para tirar fotos para compartilhar nas redes sociais, o MS50G não é indicado para você.

Bateria

Outro ponto que o aparelho da Multilaser deixa a desejar é em bateria. Se você carregá-lo no comecinho da manhã, ele acaba descarregando no meio da tarde em uso moderado com alguns jogos. Ao fazer uso mais leve é até possível ter bateria até o começo da noite, mas é recomendável andar com o carregador na mochila ou comprar uma bateria extra.

Além disso, é necessário esperar duas horas e meia para ter o aparelho completamente recarregado.

Software

Por contar com Android Go, o MS50G vem com aplicativos em versões leves do Google, o que permite uma experiência até decente. Mas por ter apenas 1 GB de RAM não poderá usar muitos apps ao mesmo tempo.

Outro ponto fraco fica para o armazenamento, que tem apenas 8 GB de memória e lota rapidamente. Pelo menos é possível usar cartão microSD de até 64 GB para expandir o espaço disponível.

Vale a pena?

Se você está em busca de um celular barato para ser o seu secundário ou deseja apenas uma opção simples para usar WhatsApp e Facebook, o MS50G deve sim ser considerado, trazendo especificações bastante simples, mas com o Android Go para entregar um desempenho melhor que outros aparelhos na faixa abaixo dos R$ 400.

O MS50G é um celular bastante básico e não chega a se destacar em nenhum aspecto. Ele oferece um desempenho decente desde que você fique limitado às versões Go e Lite dos aplicativos. De qualquer forma, ele até que se saiu bem em alguns jogos, entregando melhor fluidez que outros mais caros, como o Alcatel 3C.

Porém, ele tem acabamento muito simples, tela de baixa qualidade, câmeras limitadas e bateria que dura pouco. Ele é um modelo para quem não é exigente e quer ter apenas um celular barato para usar apps simples, como WhatsApp. Mas ainda é capaz de oferecer diversão com jogos que não exigem muito do aparelho.

Pontos positivos

  • Desempenho satisfatório graças ao Android Go;
  • Bateria removível permite andar com bateria reserva para emergências;
  • Design bacana para um modelo abaixo dos R$ 400.

Pontos negativos

  • Tela com brilho baixo, ângulo de visão ruim e muito reflexo;
  • Câmeras limitadas;
  • Bateria poderia ser maior.
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Abaixo dos R$ 400 não temos tantas opções no mercado nacional, e graças ao Android Go o MS50G se mostra uma boa alternativa para usuários mais básicos.

Embalagem e características

Temos mimos interessantes como capa protetora e película, mas a Multilaser acaba pecando no básico, com carregador lento e ausência de fones de ouvido.

Comodidade

Temos bom aproveitamento frontal e corpo ergonômico, ajudando mesmo usuários com mãos menores a manusear o dispositivo sem grande dificuldade. Ponto negativo aqui é a tela com sensibilidade ruim.

Facilidade de uso

Interface adotada pela Multilaser sobre o Android 8.1 Oreo Go entrega bons diferenciais que a tornam bem intuitiva mesmo para usuários mais básicos.

Multimídia

Temos uma tela até de bom tamanho, mas de qualidade e resolução ruins. Sistema de áudio também não se destaca, e ainda não temos fones de ouvido na caixa.

Votação Geral

A Multilaser mostrou que é possível lançar um modelo com Android Go que não seja uma verdadeira negação, e ainda com preço de venda abaixo dos R$ 400, tornando a tecnologia mais democrática e acessível para boa parte dos consumidores brasileiros.

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Multilaser MS50G