» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
Aviso de preço Inscreva-se para saber
quando este aparelho
estiver disponível.

Philco Hit PCS01

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

A Philco é bastante conhecida no mercado nacional por seus eletrônicos e eletrodomésticos, mas agora decidiu também investir no mercado de celulares, e o primeiro smartphone da marca é o Hit PCS01. Ele é um modelo de entrada com preço de intermediário e chega para tentar competir com diversas marcas que brigam pelo seu dinheiro. Vale a pena se arriscar na novidade ou é melhor ir de Samsung, Motorola ou LG? É isso que o TudoCelular vai te ajudar a descobrir.

Acessórios

O celular da Philco vem em caixa bastante simples com qualidade inferior ao de aparelhos básicos da concorrência. Mas pelo menos vem recheado de acessórios:

  • Carregador de 10W
  • Cabo USB com padrão micro
  • Capinha de silicone
  • Película de proteção
  • Guia do usuário
  • Chavinha para abrir gaveta SIM/MicroSD
Design e construção

Se você entrasse em uma loja procurando por um celular novo provavelmente não daria atenção ao aparelho da Philco. Ele tem design comum que lembra celulares chineses lançados lá em 2017. Suas bordas são largas para o que temos hoje e sua espessura é maior que a de outros com mesmo tamanho de bateria.

O acabamento é simples todo feito de plástico. Tudo bem que todo celular nacional por volta de R$ 1 mil, e até mais caro que isso, também traz mesmo tipo de material, mas a qualidade de construção do Hit realmente decepciona. Comparado ao que a Nokia entrega no 2.3, é uma diferença enorme.

A sensação que terá é que está segurando um celular que custa metade do que a Philco pede nele. Pelo menos o leitor biométrico na traseira funciona bem e fica numa localização confortável. Só esperávamos ter pelo menos entrada USB-C, mas como fica claro que o HIT é um projeto antigo que só chegou agora ao mercado, é compreensível ver tecnologias mais atuais de fora.

Com isso não espere por Wi-Fi 5 GHz ou Bluetooth 5.0, que são tecnologias presentes em alguns rivais na mesma faixa de preço. Pelo menos temos capinha de silicone e película inclusas na caixa, o que é bom, já que como o Hit não será um aparelho popular, será difícil encontrar acessórios.

Tela e som

A sua tela poderia ser maior pelo tamanho do aparelho, mas pelo menos é um painel de qualidade decente e com resolução HD+ a nível dos rivais. O brilho máximo é razoável e as cores apresentadas não distorcem tanto da realidade como em telas LCD mais simples.

A parte sonora é que decepciona mais. Há apenas um alto-falante como esperado, porém o som é bastante alto. Por que isso seria ruim? Porque a qualidade é sacrificada em troca da potência. Você terá um som estridente com excesso de agudos e que distorce muito quando o volume está no máximo.

O fone que vem junto é confortável e faz o básico para atender chamadas e ouvir músicas. É um acessório melhor do que algumas fabricantes entregam com seus celulares básicos, mas está longe de ser um bom fone de ouvido.

Desempenho

Philco decidiu evitar a MediaTek e adotou hardware da Unisoc. Nunca ouviu falar? É o mesmo presente em alguns celulares da Multilaser. Você pode até torcer o nariz e achar que está levando um produto inferior, mas ele vem com 4 GB de RAM e um software bem otimizado.

Em nosso teste de velocidade o Hit superou vários rivais de outras marcas. Ele pode não ser o basicão mais rápido do ano, mas vai surpreender muita gente pelo que entrega. Em benchmarks também superou diversos modelos com hardware da MediaTek.


O desempenho em jogos é apenas decente. É perceptível a falta de fluidez em alguns títulos, mas até dá para jogar sem passar raiva. Quem curte joguinhos mais casuais vai se divertir com o Hit, mas se pretende jogar PUBG ou Call of Duty é melhor buscar outro celular com GPU mais potente.


Câmeras

Ele é um bom celular para fotos? A Philco deixou claro que o Hit é um aparelho para quem se preocupa mais com desempenho e bateria, que são os seus pontos fortes, de fato. Ele traz câmera de 13 MP e uma secundária de 2 MP que serve para desfoque de fundo e a qualidade geral é razoável.

Você conseguirá boas fotos a céu aberto em dias ensolarados, mas qualquer celular por mais básico que seja raramente vai mal em situações favoráveis. Em locais fechados já é possível perceber as limitações de sua câmera. As fotos saem mais escuras que o esperado e há ruídos visíveis. Você pode ativar o HDR que ajuda bastante.

Modo noturno



Há também inteligência artificial que promete melhorar a qualidade das fotos, mas raramente muda algo. O mesmo podemos dizer do modo noturno que é inútil na maior parte do tempo e não ajuda a salvar as fotos que saíram muito escuras. O Hit não é o celular ideal para fotografar à noite.

A secundária serve para desfoque de fundo e também decepciona. O efeito é mal aplicado e vemos diversas falhas. Com a frontal fica ainda pior com recorte mal feito que nem mesmo celular chinês pela metade do preço consegue ser tão ruim. O modo retrato também desativa o HDR e deixa as selfies com fundo estourado.

Modo retrato




A câmera frontal também é básica para selfies, mas é possível tirar fotos decentes quando a luz está favorável. Por ter apenas 5 MP não espere selfies ricas em detalhes, especialmente em locais fechados que é onde o Hit sofre com perda de nitidez.

Ele filma em Full HD com a traseira e apenas HD com a frontal. A qualidade também não é lá essas coisas e o foco é um pouco lerdo. A situação só piora à noite com vídeos muito escuros, especialmente com a frontal que nem deixa usar o flash nas filmagens. A captura de áudio é mono e de péssima qualidade.

Bateria

Ele vem com bateria de 4.000 mAh que se tornou o padrão em celulares básicos e intermediários. A boa notícia é que entrega autonomia para o dia todo e até sobra um pouco de carga para o dia seguinte.


Em nosso teste notamos que o WhatsApp consumiu mais bateria que o normal, o que pode comprometer um pouco a autonomia para quem é viciado. De qualquer forma, será difícil ter que fazer uma segunda carga no mesmo dia.


O carregador, por outro lado, não é dos mais potentes e oferece apenas 10W. Ele faz com que a bateria demore 2h40 para recarregar, mas celulares de entrada normalmente passam várias horas na tomada.

Software

Ainda é comum ver lançamentos em meados de 2020 chegando com Android 9 Pie e este é o caso do lançamento da Philco. A empresa promete que em breve vai liberar a versão 10 para ele, mas enquanto isso você terá um sistema bastante limpo que lembra o da Motorola.

Ele vem com apenas 15 apps pré-instalados, o que mostra que a Philco está preocupada em oferecer apenas a experiência básica sem irritar o consumidor com apps desnecessários. Mas isso não quer dizer que ele não traga nenhum extra.

Há suporte a gestos que aprimoram a experiência. Você pode atender uma ligação ao apenas levar o celular ao ouvido ou desativar o viva-voz ao fazer o mesmo gesto. Silenciar o celular ou colocar no vibra pode ser feito ao apenas apanhar o aparelho da mesa. Tudo isso fica no menu de Movimento Inteligente.

Rivais

Depois dessa análise podemos dizer que o Hit não é um celular que empolga, mas por ser o primeiro da Philco até que ele não é tão ruim. Modelos piores já passaram pelo TudoCelular. O que complica sua situação é o preço de R$ 1 mil.

Seu desempenho é bom, mas é o mesmo que o K50s oferece e o da LG é mais barato, tem tela e som melhores, bateria dura mais e captura melhores fotos e vídeos. Pode parecer decepcionante, mas lembre que a Nokia voltou ao mercado nacional recentemente e oferece um celular com desempenho muito inferior por quase o mesmo preço.

Samsung também lançou recentemente o Galaxy A01 que é mais lento que o Hit, tem bateria pior, passa mais tempo na tomada e suas câmeras não vão muito além do que o da Philco entrega. Da Motorola temos o G8 Play que é melhor em bateria e câmera, mas também perde em desempenho.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Tela IPS LCD
  • Bom desempenho
  • Muito armazenamento
  • Autonomia de bateria

Pontos fracos

  • Design defasado
  • Qualidade sonora
  • Câmera em locais escuros
  • Filmadora ruim
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Há opções melhores e mais baratas no mercado que o Philco Hit

Embalagem e características

Embalagem tem qualidade baixa, mas vem com capinha de silicone e película para tela

Comodidade

O Philco Hit não é um celular grande e plástico fosco ajuda a segurar bem o aparelho

Facilidade de uso

Seu Android praticamente limpo é fácil de usar e ainda vem com alguns gestos bacanas

Multimídia

Tela é decente, porém o som é ruim e compromete a experiência multimídia

Votação Geral

Primeiro smartphone da Philco não chega a ser ruim, mas design antigo e falta de tecnologias atuais comprometem experiência

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Philco Hit PCS01

Aviso de preço
Deixe-nos o seu e-mail e iremos notificá-lo quando este produto estará disponível online