» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
4.949

Samsung Galaxy Note 20 5G

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

O Galaxy Note 20 Ultra foi o melhor Android que testamos em 2020. Ele é aquele tipo de celular que manda bem em tudo e oferece uma experiência bastante completa, mas cobra caro por isso. Agora temos em mãos o Galaxy Note 20, uma versão bem mais simples que tenta conquistar o público com a promessa de um bom custo-benefício. Nesta análise completa do TudoCelular você vai conferir o que muda entre as duas versões e se temos uma boa evolução comparado Galaxy Note 10.

Acessórios

O Galaxy Note 20 vem em embalagem similar ao da variante Ultra e traz os seguintes acessórios:

  • Carregador de 25W de potência
  • Cabo USB no padrão C nas duas pontas
  • Fone de ouvido da AKG
  • Chavinha da gaveta do SIM card
  • Guia de uso
Design e construção

o que faz com que suas bordas sejam um pouco mais largas. O corpo tem estrutura em alumínio, porém a frente perde o Gorilla Glass Victus e adota o Gorilla Glass 5, fazendo o Note 20 ser menos resistente a quedas comparado ao Note 20 Ultra. A traseira tem acabamento em plástico com acabamento fosco, similar ao que vimos no Galaxy S20 FE. Inclusive até o módulo de câmeras é parecido.

O Note 20 é mais compacto e leve e mantém muitas das tecnologias presentes no Note 20 Ultra, porém perdeu o slot microSD e sua S Pen não é tão avançada. A latência é superior e você sentirá isso ao escrever ou desenhar. Porém ainda assim entrega uma boa evolução comparado ao que tivemos com o Galaxy Note 10, além das melhorias do software.

O top Samsung chega ao mercado nacional em três opções de cores: cinza, bronze e verde. Ele é compatível com a rede 5G DSS, que até agora não mostrou uma grande evolução diante o 4,5G, mas é bom saber que o modelo nacional não veio capado apenas para 4G.

Tela e som

Não apenas o design é diferente, como a tela do Note 20 é inferior. Ao invés de adotar o painel Dynamic AMOLED do Ultra com taxa de atualização de 120 Hz, Samsung preferiu economizar no Note 20 com uma tela Super AMOLED Plus com resolução Full HD+ e apenas 60 Hz.

Isso não quer dizer que terá uma tela ruim, longe disso. O painel do Note 20 tem brilho forte e exibe bela cores com muita saturação. Se não curte, pode melhorar a calibração nas configurações de tela. O contraste infinito e amplo ângulo de visão garantem uma boa experiência em qualquer lugar. O que faz falta apenas é não ter uma taxa de atualização mais alta para entregar fluidez superior.

A parte sonora também agrada. Há duas saídas de som para uma experiência estéreo e envolvente. A potência e qualidade sonora não chegam ao patamar do Note 20 Ultra, porém são superiores ao S20 FE e vários flagships. O som não abafa e nem distorce quando no máximo.

O fone que vem junto é o mesmo AKG dos demais modelos da linha S e Note. Ele entrega bom conforto e qualidade decente para uma boa experiência com músicas.

Desempenho

O Galaxy Note 20 e Note 20 Ultra compartilham do mesmo chip e para o modelo nacional temos o Exynos 990, mesmo da linha S20. Ele entrega um bom avanço em benchmarks comparado ao Exynos 9825 do Note 10 e temos pontuações similares como os demais com hardware da Samsung, porém fica abaixo do Snapdragon 865 que testamos na versão internacional do S20 FE.

E no uso real com vários apps e jogos? Aqui temos uma pequena decepção ao ver que o Note 20 foi mais lento em nosso teste de multitarefas quando comparado ao seu antecessor. Ele também foi mais lento na reabertura de apps comparado à variante Ultra. Fica claro que o modelo mais barato não recebeu a mesma atenção na otimização do software.


Isso afeta os jogos? Pelo menos você não precisa se preocupar com isso. Já foi provado que o Exynos 990 é capaz de rodar qualquer game para Android na qualidade máxima. Apenas não será possível ter mais de 60 fps em títulos compatíveis devido às limitações da tela. A boa notícia é que o Note 20 esquenta menos ao jogar por várias horas.

Câmeras

O Note 20 Ultra traz o melhor sensor da Samsung com conjunto avançado de câmeras e em nossos testes e comparativos ele se provou ser um dos melhores da atualidade. O mesmo se repete com o Note 20 tradicional? Não. Samsung decidiu reaproveitar as câmeras do Galaxy S20 e temos mesma quantidade de sensores e qualidade similar.

Isso não chega a ser algo ruim, pois o Note 20 é capaz de registrar ótimas fotos e até supera o S20 FE em alguns cenários, especialmente ao usar a ultra-wide. Você paga menos e leva câmera que entrega qualidade fotográfica próxima. Só sentirá a falta de sensor mais avançado quando ampliar imagens para ver o que está distante.

Principal | Ultra-wide



A teleobjetiva é mais limitada. Enquanto o Note 20 Ultra alcança zoom de até 50x, este não passa de 30x. Agora se quer fotografar coisas distantes sem perder muita qualidade, é bom não abusar muito do zoom do Note 20.

Zoom 5X | 10X | 30X


Fotos noturnas apresentam nitidez inferior e mais ruídos que o Note 20 Ultra, porém ainda é um pouco melhor que o Note 10. O modo noturno ajuda a salvar alguns detalhes das sombras, mas não faz milagres.

A ultra-wide permite capturar imagens mais abertas em troca de pequena queda na nitidez. Você só vai reparar na qualidade inferior ao ampliar suas fotos, mas para compartilhar nas redes sociais terá fotos com ótimas cores e contraste sem exagero.

Normal | Noturno


A câmera frontal do Note 20 também é a mesma do S20 e temos selfies melhores comparado à geração anterior. O novo aparelho é capaz de registrar boas fotos em locais bem iluminados, mal iluminados, dentro de casa ou mesmo contra o sol. Fica claro que o HDR está fazendo o seu devido trabalho, assim como o efeito retrato que desfoca bem o fundo com falhas mínimas.

Selfie | Retrato




A filmadora é capaz de gravar em 8K como nos demais flagships recentes da marca e faz ótimas capturas com estabilização eficiente em 4K. A frontal poderia ter melhor estabilização eletrônica para lidar com os tremidos, especialmente ao filmar em Full HD. Pelo menos agora é possível gravar em 4K a 60 fps com a frontal, o que garante maior fluidez comparado ao Note 10. A captura de áudio é boa, sem muitos ruídos de vento.

Bateria

O Galaxy Note 10 pecou por vir com uma bateria pequena para os padrões atuais e a desculpa de Samsung era de que a S Pen toma muito espaço. A coreana conseguiu resolver este problema no Note 20 ao incluir uma bateria 800 mAh maior. Como isso ampliou a autonomia? Bem... não teve melhoria.


O novo rende o mesmo que o antigo e só podemos deduzir que a falta de otimização do software tenha comprometido a autonomia. Tudo bem que o Note 20 Ultra também não é um grande exemplo de aparelho que passa muito tempo longe de tomadas, mas como temos uma tela menor e com menos pixels no Note 20, era esperado ver um rendimento maior.


O tempo de recarga está mais rápido do que o antecessor e agora leva 1 hora e 12 minutos para ir de 0 a 100%. Com uma carga rápida de 15 minutos terá quase um terço da bateria para usar e mais da metade com 30 minutos na tomada. Pelo menos o carregador não foi capado como aconteceu com o S20 FE.

Software

O Galaxy Note 20 sai da caixa com Android 10 e a OneUI 2.5 e logo mais receberá a versão 3.0 baseada no Android 11. Samsung promete três atualizações do sistema, o que garante que o Note 20 receberá o Android 13 até 2022.

O software é o mesmo do Note 20 Ultra e isso inclui os recursos da S Pen. Nas gerações anteriores era possível usar a canetinha para controlar o celular à distância e isso vem evoluindo. Antes você ficava limitado a apenas os apps compatíveis, mas no Note 20 pode usar os gestos com a S Pen em qualquer parte do sistema.

Assim fica fácil acessar mais rapidamente seus apps favoritos ou mesmo voltar para a tela inicial ou para o app anterior com um simples gesto no ar. Isso pode ser útil especialmente quando estiver usando a DeX via Wi-Fi conectada em sua TV.

No geral, o Note 20 entrega uma experiência sólida com boa fluidez e sem travamentos. É claro que ainda precisa de pequenos refinamentos na parte do gerenciamento de RAM e na autonomia de bateria, mas isso pode vir com atualizações futuras.

Rivais

Vale economizar e pegar o Note 20 no lugar do Note 20 Ultra? Você terá acabamento inferior, tela mais limitada, desempenho multitarefas abaixo do esperado e bateria que dura menos. As câmeras são melhores no Ultra, mas não é uma diferença gritante. Vale pagar R$ 1,5 mil a mais no Ultra? É um valor considerável, mas terá um celular bem melhor.

Do Note 10 para o Note 20 não vimos tanta evolução. O acabamento piorou e até a geração do Gorilla Glass regrediu. O novo hardware não mostrou um avanço em uso com vários apps, mas apenas em benchmarks e a bateria dura o mesmo de antes, apesar do grande aumento. A S Pen está melhor e ganhou novos truques, enquanto as câmeras melhoraram tanto em fotos quanto em vídeos, mas nada que impressione.

O Note 20 é uma melhor compra que o S20 FE? Os dois possuem design e hardware parecidos. O Note tem a S Pen de diferencial e o S20 FE a tela de 120 Hz. O que é mais importante para você? Se você não liga para a canetinha da Samsung, então compre o que estiver mais barato.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Experiência multimídia
  • Boas câmeras
  • Software cheio de recursos
  • Tempo de recarga

Pontos fracos

  • Acabamento em plástico
  • Faltou tela de 120 Hz
  • Desempenho multitarefas
  • Autonomia de bateria
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Preço salgado compromete o custo-benefício

Embalagem e características

O Galaxy Note 20 vem com os mesmos acessórios e embalagem similar ao Note 20 Ultra

Comodidade

Note 20 é um celular grande, mas a traseira em plástico fosco o torna menos escorregadio

Facilidade de uso

É a mesma interface e recursos dos demais da linha Note

Multimídia

Experiência multimídia é muito boa, mas não ao nível do Note 20 Ultra

Votação Geral

O Galaxy Note 20 não é tão premium quanto o seu irmão Ultra e mais parece um Note 20 Lite

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Samsung Galaxy Note 20 5G