LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

5G: TIM quer novas frequências e celular mais acessível para testes | TC Entrevista

01 de outubro de 2020 7

No momento em que operadoras tem buscado se antecipar ao leilão do 5G utilizando a tecnologia DSS (sigla em inglês para compartilhamento dinâmico de espectro), embora existam poucos celulares com tecnologia compatível - Motorola Edge, Galaxy Note 20 e Note 20 Ultra -, a TIM deverá esperar um pouco mais.

A operadora quer "experimentar" o 5G, trazendo cases e aguardando o próximo ano, que trará a efetiva instalação da tecnologia. Esse case deve incluir usecase de fixed wireless access em três cidades brasileiras, embora ainda aguarde novas frequências.


Essas afirmações são do Chief Revenue Officer da TIM Brasil, Alberto Griselli. Em entrevista exclusiva, o executivo falou sobre as limitações, especialmente de velocidade, que o 5G oferece, e revelou que a posição da operadora é que o leilão, que deve acontecer no próximo ano, não tenha caráter arrecadatório, para que as empresas envolvidas consigam um desenvolvimento do projeto.

Além do 5G, Griselli comentou sobre o impacto da pandemia na operação da TIM, as ofertas e ações que a operadora trouxe no período, como parceria com bancos digitais e promoções que dão mais gigas de internet aos usuários.

O bate-papo completo está no link fixado no topo da reportagem, e você pode conferir os principais destaques a seguir:

5G DSS

A Tim sempre foi pioneira também no 5G, de fato, fomos a primeira operadora a lançar testes no Brasil. Lançamos a famosa casa 5G há um ano, quando levamos um usescase para o mercado sobre a potencialidade da nova tecnologia, e temos várias das nossas lojas com pontos - depois da pandemia a gente tirou - com a tecnologia. Com relação aos nossos planos, nós continuamos querendo experimentar o 5G, aguardando o próximo ano com data para efetiva introdução e lançamento do leilão. A tecnologia que hoje está se utilizando, e nós também estamos com planos de utilizar de fato, é a tecnologia 5G, com algumas características peculiares que fazem com que a banda seja diferente e compartilhada com o 4G, assim fazendo a potencialidade verdadeira do 5G ter algumas restrições, por exemplo, de velocidade.
Porque você imagina hoje, como uma autoestrada com o 4G que você divide em duas pistas, uma para o 4G e outra para o 5G, e isso traz limitações, então nós estamos querendo experimentar, já comunicamos que vamos lançar algum usescase de fixed wireless access no Brasil em três cidades utilizando essa tecnologia, mas aguardando as novas frequências e a disponibilidade de terminais [smartphones] com custo mais acessível para a população.

Alberto Griselli, CRO da TIM Brasil

Leilão do 5G no Brasil

Nós esperamos o leilão, enfim, o Ministério das Comunicações já se expressou para um leilão para o próximo ano, com alguns elementos importantes que estão sendo discutidos, como o caráter não-arrecadatório da licitação, justamente para depois colocar as empresas na posição de fazer um deploiment mais rápido de um lado e, de outro lado tem uma discussão que está acontecendo entre o setor com relação à liberação das frequências necessárias, então tem dois grupos de soluções sendo examinadas: primeira é a utilização de filtros devido à interferência entre o 5G e o serviço de TV via satélite e outra seria migrar toda a base dos clientes da banda C para a banda Ku, que nós entendemos mais complicado e mais demorado, então atrasaria a introdução do 5G efetivamente no país. Então nós estamos esperando um leilão, como o Ministério das Comunicações já se manifestou, para o próximo ano, e estamos trabalhando com o setor para endereçar e sugerir a mecânica do leilão e aquela que é a solução mais difícil para a utilização das frequências".

Alberto Griselli, CRO da TIM Brasil

Impacto da pandemia na operação

O impacto inicial foi, claramente, muito forte do ponto de vista de organização, ou seja, duas foram as nossas grandes preocupações: o bem-estar dos nossos colaboradores e a continuidade do serviço. Então, quando a pandemia começou a gente já tinha um plano e, por ter matriz na Itália, diferente de outras operadoras, a Itália foi atingida antes do Brasil. Então várias das medidas que nós depois implementamos aqui já tinham sido elaboradas e implementadas por nossos colegas italianos [...]. E nós, nesse processo de cuidado com os nossos colaboradores, começamos um processo de homeworking, onde, em um período relativamente curto, tornamos remotas todas as atividades da empresa, e o maior desafio foi nas atividades de call center próprio e atividades de supervisão de rede [...]. Foram quase 2 mil colaboradores que nós tornamos remotos em praticamente uma semana".

Alberto Griselli, CRO da TIM Brasil

Iniciativas para manter clientes

De fato, uma vez que a pandemia chegou, todo nosso byplan foi revisto, então claramente nós introduzimos um novo conjunto de projetos, e aceleramos isso fortemente naquela ótica de business continuity, especialmente nos piores momentos da pandemia, na entre a segunda quinzena de março, todo o mês de abril e o começo de maio, que foram os meses mais duros. Focamos muito nossa energia do ponto de vista de ação comercial para garantir, na banda larga, a continuidade de instalação e, no mundo de telefonia móvel, dar tranquilidade aos nossos clientes em ter acesso a serviços básicos e funções de caring como pagamento de serviços e compra e recarga através de canais digitais, ou seja, executar de casa alguma das atividades que o cliente costuma efetuar fisicamente [...]. Bolamos um conjunto de iniciativa com menos intuito comercial e mais para garantir a continuidade do serviço, estimular o contato remoto e prover bonificações e pacotes e gigas gratuitos para os clientes poderem utilizar o serviço.

Alberto Griselli, CRO da TIM Brasil

Reestruturação de serviços

Nós reestruturamos nossa abordagem e redefinimos nossas ações de duas formas: do ponto de vista geral, a nossa estratégia é aquela que desenhamos no plano do ano passado. Estamos focando muito em costumer experience, tornar a experiência dos nossos clientes mais simples, tranquila e sem atrapalhações no meio do caminho. Em paralelo, colocamos um conjunto de iniciativas comerciais que garantem aos nossos clientes benefícios que entendemos relevantes para esse momento".

Alberto Griselli, CRO da TIM Brasil


7

Comentários

5G: TIM quer novas frequências e celular mais acessível para testes | TC Entrevista
Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020

Android

O melhor celular para comprar de presente no Natal 2020

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas