» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!
2.399

Xiaomi Mi 10T Lite

Review
Custo - benefício
Embalagem e características
Comodidade
Facilidade de uso
Multimídia
Votação Geral

Depois do Mi 10, Mi 10 Lite, Mi 10 Ultra e Mi 10T Pro, chegou a hora de conferir mais um celular da Xiaomi que deriva do seu carro-chefe. Não é de hoje que a gigante chinesa lança o máximo de variantes possíveis e veremos o que o Mi 10T Lite tem a oferecer e se ele vale mais a pena que outros da marca na mesma faixa de preço.

Acessórios

O Mi 10T Lite vem em embalagem clara com o nome do aparelho gravado em tom prateado com fonte grande na tampa. A empresa faz questão também de mencionar que ele possui conectividade 5G. Além do celular você recebe:

  • Carregador de 33W de potência
  • Cabo USB no padrão C
  • Chavinha da gaveta do SIM card
  • Capinha de silicone
  • Guia do usuário
Design e construção

Por carregar a designação Lite em seu nome, este é mais um smartphone da Xiaomi que foge do segmento avançado e vem para brigar com os vários intermediários da marca e suas rivais. Cortes foram feitos para reduzir o custo de produção, então não espere por corpo de metal. Pelo menos a traseira é de vidro e traz proteção Gorilla Glass 5, assim como na tela.

O seu design lembra um pouco o do Poco X3, com as câmeras organizadas em peça saltada no estilo “tampa de bueiro”. Na parte frontal há um furo para a câmera de selfies e bordas mais finas do que estamos acostumados a ver em celulares com tela LCD.

O leitor biométrico fica bem localizado na lateral direita, sendo integrado ao botão de energia. Há entrada para fones de ouvido na parte inferior e emissor de infravermelho no topo. É bom ver que a Xiaomi não cortou o slot para microSD neste modelo, diferente do que aconteceu com o Mi 10T e Mi 10T Pro. Por outro lado, o Wi-Fi foi capado no Lite e não vem com a versão mais recente, porém o NFC foi mantido.

Tela e som

O Mi 10T Lite vem com painel LCD de 120 Hz, que regula entre vários níveis de velocidade para economizar bateria quando possível. O nível máximo de brilho fica abaixo dos demais da linha, mas ainda é suficiente para uma boa experiência em locais abertos. Há suporte a HDR10 que funciona com vídeos no YouTube e Netflix, e não percebemos falha de uniformidade de brilho, como é comum em celulares com tela LCD e furo para câmera.

O contraste é alto o suficiente para garantir cores vibrantes na tela. Por padrão, o Mi 10T Lite adora exibir cores bastante saturadas com o branco tendendo para um tom azul. Isso pode ser corrigido nas configurações de tela.

A maior surpresa é que a Xiaomi não cortou o som estéreo neste modelo. É raro ver intermediários com som estéreo e o Mi 10T Lite não apenas tem duas saídas de som, como ele entrega potência sonora acima da média. Mas apesar de alto, o som não é muito equilibrado e tende mais para os médios, além de distorcer um pouco no máximo. Ainda assim, entrega uma boa experiência com vídeos.

Desempenho

O Mi 10T Lite vem equipado com Snapdragon 750G, o mesmo chip que você encontra no Moto G 5G. O desempenho é similar entre os intermediários da Xiaomi e Motorola, tanto no uso real quanto em benchmarks. O que notamos é que a MIUI 12 ainda continua com animações pesadas e atrasa um pouco a transição entre apps, mas nada alarmante quanto o Mi 10 Lite que apresentou gerenciamento de RAM falho em nossos testes.


Claro que ele fica bem abaixo dos demais da linha por ter hardware mais fraco, mas está na média do segmento quando o assunto é a pontuação no AnTuTu. E em jogos? No geral, terá ótimo desempenho com qualquer game disponível para Android. É possível jogar alguns títulos acima de 60 fps, mas há outros que ficam travados nesta velocidade mesmo que rodem em outros aparelhos acima disso.

Câmeras

O Mi 10T Lite herda a câmera principal de 64 MP do Mi 10T, enquanto as demais foram capadas para reduzir o preço do aparelho. As fotos da câmera principal têm cores legais e o nível de detalhes é bom, embora a nitidez decepcione. O algoritmo HDR faz um bom trabalho de equilíbrio entre sombras e realces. O ruído é reduzido ao mínimo e só pode ser visto em áreas uniformes.

Em locais abertos terá boas fotos com o Mi 10T Lite, enquanto em locais fechados já notamos as limitações de suas câmeras. Isso fica ainda mais perceptível ao usar a câmera ultra-wide que apresenta faixa dinâmica limitada, cores mais quentes, bordas suavizadas e ruídos mais acentuados. Pelo menos o software de correção de lente faz bem o seu trabalho.

Principal | Ultra-wide



Intermediários da Xiaomi com câmera macro de apenas 2 MP não são novidade, mas esperávamos por foco automático como é visto em modelos mais baratos da linha Redmi. Isso limita bastante na hora de capturar uma macro, já que além de não ser possível chegar muito próximo, ainda terá fotos com baixa nitidez.

Noturno



Há modo noturno que deixa as fotos mais claras, mas em troca de ruídos extras e menor nitidez. Em muitos casos vale a pena usar, mas em locais escuros demais não espere milagres. O modo noturno pode ser usado com a ultra-wide, que é a câmera que mais sofre ao fotografar à noite.

Macro



A frontal é capaz de registrar boas selfies e não sofre tanto em locais mais escuros. O modo retrato funciona bem e apresenta poucas falhas. Já a filmadora é capaz de gravar vídeos em 4K, mas se quiser se livrar dos tremidos terá que se contentar com a resolução Full HD. As filmagens apresentam boas cores e contraste, sem sofrer tanto com ruídos em locais escuros. É possível gravar vídeos com a traseira e frontal ao mesmo tempo.

Selfies




O áudio registrado é estéreo, mas a qualidade poderia ser melhor. A captura de voz não é muito limpa e o cancelamento de ruído sofre para abafar o barulho do vento.

Bateria

O Mi 10T Lite tem quase 5.000 mAh de bateria e entrega boa autonomia quando usado no modo 120 Hz. Por mais que o software tente reduzir a velocidade de atualização do display em conteúdos com menor demanda, ainda temos um consumo maior que outros celulares com mesma plataforma e tela de 60 Hz, como é o caso do Moto G 5G.


A melhor parte é que o carregador não foi capado e temos o modelo de 33W que recarrega a bateria do Mi 10T Lite em menos de 1 hora. É muito raro ver isso em intermediários, ainda mais quando os rivais da Motorola e Samsung demoram o dobro do tempo para recarregar. Com apenas 15 minutos na tomada você terá mais de um terço da bateria para usar, chegando a 50% em apenas 20 minutos.

Software

Xiaomi não é das mais rápidas em atualizações do Android e o Mi 10T Lite só começou a receber o Android 11 agora no início de 2021 e o update nem chegou no nosso. Pelo menos a MIUI já é a versão 12 e entrega bom desempenho sem engasgos. Quanto à versão do robozinho não há garantias de quantos updates veremos, então talvez ele morra no Android 11 e continue recebendo updates apenas da MIUI.

A interface da Xiaomi está cada vez mais parecida com o iOS e os recursos da MIUI 12 presentes no Mi 10T Lite são os mesmos dos demais da marca. Nas configurações de tela há um detalhe curioso: a MIUI só dá duas opções de ajuste, sendo 60 ou 120 Hz, sem mencionar que na velocidade mais alta o conteúdo será ajustado automaticamente pelo Smart AdaptiveSync. Porém, o suporte a MEMC, que torna os vídeos mais fluidos, foi removido neste celular.

Rivais

A Xiaomi conta com tantos celulares que fica até complicado escolher. Será que o Mi 10T Lite é uma melhor compra do que o Poco X3? Os dois têm muito em comum: são do mesmo tamanho, apresentam tela similar e câmeras registram fotos com a mesma qualidade, porém o Poco entrega maior autonomia – por outro lado não tem conexão 5G. O que é mais importante para você?

Outra opção da marca com 5G é o Mi 10 Lite. Este tem design mais simples, tela de apenas 60 Hz e desempenho inferior. Sua bateria dura um pouco a mais, porém demora mais para recarregar – o que acaba nivelando as coisas. Um atrativo seria a tela AMOLED.

O Moto G 5G seria a melhor alternativa ao Mi 10T Lite para quem busca um intermediário nacional. O da Motorola é um pouco mais ágil, sua bateria dura bem mais e suas câmeras são melhores. Os pontos negativos ficam para a tela de apenas 60 Hz e o tempo de recarga demorado.

Pontos fortes e fracos

Pontos fortes

  • Tela LCD de 120 Hz
  • Potência sonora
  • Tempo de recarga

Pontos fracos

  • Autonomia poderia ser melhor
  • Câmera macro sem foco automático
  • Fotos noturnas abaixo de rivais
Avaliação final do Tudocelular
Custo - benefício

Custo-benefício não é dos melhores, mas pode ser uma boa se importado

Embalagem e características

Embalagem traz potente carregador e capinha de silicone, mas falta fone de ouvido

Comodidade

É um celular grande e escorregadio, mas vem com capinha na caixa

Facilidade de uso

É a mesma MIUI de outros aparelhos, mas poderia ter animações mais ágeis

Multimídia

Tela LCD apresenta bom nível de brilho e cores saturadas; som estéreo ajuda na imersão

Votação Geral

O Mi 10T Lite é um intermediário 5G bacana, mas tem opções melhores no mercado

Video

Onde Comprar

As melhoras ofertas para o Xiaomi Mi 10T Lite