LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Sony WI-C200 acerta em conforto, autonomia e som; equalizador é bem-vindo | Análise / Review

14 de janeiro de 2020 0

Lançado em meados de novembro no Brasil, o fone de ouvido Sony WI-C200 ocupa a categoria de intra-auricular Bluetooth da marca. Com driver de 9 mm e peso de apenas 19 gramas, promete ser leve e compacto para a utilização no dia a dia.

Para saber os detalhes do acessório, o TudoCelular preparou uma análise do produto com as principais características, testes de bateria e recarga, além de explicar como você consegue explorar o máximo de som possível neste headset. Entenda mais abaixo:

O que vem na caixa?

O fone WI-C200 cumpre a proposta de ser compacto desde a sua caixa. Com formato retangular, ela ocupa pouco espaço e distribui bem seus componentes na parte interna, enquanto informa os destaques do acessório na porção externa.

Dentro da embalagem, além do fone, há mais dois pares adicionais de auriculares com diferentes tamanhos, um pequeno cabo USB – USB Tipo-C e os manuais e guias tradicionais. Não acompanha um adaptador de tomada, ou seja, você precisará ligá-lo direto no USB do computador ou usar a fonte do seu celular para recarregá-lo. Veja nas imagens a seguir:

Visual e conforto

Apesar de ser conectado por Bluetooth, o fone possui apenas fio para juntar os dois lados. Desta maneira, você deve apoiá-lo na parte de trás do pescoço para ser colocado nos seus ouvidos. Para isso, a Sony colocou um cabo flat flexível na parte que fica na nuca, fato o qual gera mais conforto no seu uso.

Outro ponto importante é que você pode trocar os auriculares, caso fiquem incômodos para você. Ele vem com o tamanho M de fábrica, mas – como já falado mais acima – é acompanhado por pares P e G, caso precise reduzir – tal qual este que vos tecla – ou aumentar as dimensões do acessório, para ficar firme e confortável durante o uso.

A fabricante ainda inseriu algo que não permite o emaranhamento dos fios: auriculares magnéticos. Na prática, cada ponta possui um imã integrado, a fim de facilitar o transporte. Você também pode utilizar o recurso para juntar as duas partes sem precisar tirar o fone do pescoço, quando precisar pausar a música por um tempo, por exemplo.

Para simplificar a vida do usuário, o WI-C200 ainda tem todos os seus comandos feitos com apenas três botões. O central apresenta funções como ligar e desligar o dispositivo, ativar o pareamento Bluetooth e iniciar o assistente de voz do seu smartphone, a depender do tempo ou da quantidade de vezes que é pressionado.

Já os dois laterais possuem formatos de mais “+” e menos “-“, com possibilidades de aumentar ou diminuir o volume, além de trocar de faixas, durante a reprodução de músicas. A ação – da mesma maneira que a outra tecla – também varia conforme o número de apertadas que você dá.

Qualidade de som

Com os drivers de 9 mm, voltados a oferecer um áudio mais nítido, o acessório fornece uma resposta de frequência de 20 Hz até 20.000 Hz. Isso significa que ele abrange todo o som que o ouvido humano é capaz de escutar.

A experiência com ele é positiva: você consegue ajustar o volume para a altura que quiser, sem que outra pessoa à sua volta possa ouvir o que é reproduzido. Ou seja, seu isolamento acústico consegue atuar de forma eficiente.

A qualidade do som se sai muito bem, mas você consegue explorar ainda mais se o dispositivo onde o fone estiver conectado tiver como equalizar o som. Quem está acostumado com headsets on-ear ou over-ear pode achar que falta um pouco de grave, mas a capacidade de obter um reforço está lá e é percebida quando você “abafa” levemente os auriculares nos seus ouvidos.

Como este modelo não conta com o recurso Extra Bass, é bem-vindo ter um equalizador no seu smartphone ou no software da sua placa de áudio do PC, para ajustar as frequências mais baixas (graves) de forma que você receba um áudio com ainda mais qualidade.

É importante ressaltar também que o WI-C200 não possui os adicionais Noise Cancelling (cancelamento de ruído), Quick Attention (conversar com pessoas sem precisar tirar os fones) e NFC (para conexões mais rápidas com celulares compatíveis). Mesmo assim, consegue oferecer uma experiência que agrade o consumidor.

Microfone e chamadas

Aqui está um tipo de uso que a Sony não decepciona em seus acessórios. Durante as chamadas, é possível conversar com outra pessoa de forma a ouvi-la e ser ouvido muito bem. Em experimentos feitos pelo TudoCelular, é difícil diferenciar quando a pessoa está usando o microfone do headset – visto em um pequeno furo do lado oposto ao botão central, também na porção esquerda – ou o integrado do smartphone.

No entanto, há um ponto negativo que pode incomodar muitos usuários. Toda vez que o microfone é habilitado para alguma função, a pessoa fica com o retorno ligado em seus ouvidos. Apesar de não ser tão alto, você pode se perder no que vai falar, caso o som ambiente te incomode. E não existe uma forma de desativar isso.

Bateria: autonomia e recarga

Em suas especificações técnicas oficiais, a Sony informa que o WI-C200 possui uma autonomia de até 15 horas de uso. Contudo, o fone mostrou nos nossos testes que sua bateria pode durar mais do que a marca promete.

Quando experimentado somente em reprodução de conteúdo multimídia – ligado a dispositivos como smartphone, notebook e Smart TV –, o acessório conseguiu durar exatas 20 horas com uma carga.

Já para ser recarregado, a Sony afirma que o tempo necessário na tomada é de três horas. Nos testes do TudoCelular, cerca de 2h41min já foram o bastante para ter a carga completa. Mesmo assim, como não há suporte para carregamento rápido, é um tempo considerável para deixar na tomada, pela autonomia que fornece. Enquanto está na tomada, uma luz vermelha fica acesa, ao lado do símbolo de liga/desliga. Quando termina a carga, ela desaparece, como você pode conferir nas fotos abaixo:


Considerações finais

O Sony WI-C200 sem dúvida oferece uma experiência avançada para um fone de ouvido intra-auricular. Além de confortável para passar muitas horas com ele no ouvido, não permite que as pessoas em volta de você escutem o seu áudio, mesmo em volumes mais altos.

Em som, não decepciona e fica ainda melhor se você reforçar manualmente o grave com um equalizador; enquanto seu microfone permite fazer ligações com qualidade sem precisar segurar o celular no ouvido.

Os seus principais pontos negativos ficam por conta do tempo de recarga – mesmo abaixo do que a empresa promete –, pela ausência de carregamento rápido; a falta de recursos adicionais, como Extra Bass e Noise Cancelling, e de suporte ao app Sony Headphones; e o retorno de áudio no ouvido quando o microfone está aberto.

Vale a pena?

No geral, o WI-C200 é um headset que vale a pena ser comprado por aqueles que querem um produto com a qualidade que a fabricante oferece. O seu preço sugerido de R$ 199,99 não está tão acima do oferecido por produtos similares de concorrentes, além de esta ser a opção mais barata da marca na categoria de fones Bluetooth intra-auriculares.

Caso você queira comprá-lo, ele está disponível na loja online oficial da Sony com desconto para leitores do TudoCelular! Você pode acessar a página por meio deste link e aplicar o cupom “TUDOCELULAR” para pagar R$ 179,99 pelo fone de ouvido. Logo após este texto, você também pode conferir outras ofertas de headsets intra-auriculares sem fio, com formato semelhante ao WI-C200.

Você possui uma unidade do fone de ouvido Sony WI-C200? Relate para a gente como é a sua experiência com o headset.


0

Comentários

Sony WI-C200 acerta em conforto, autonomia e som; equalizador é bem-vindo | Análise / Review
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 150.689 mortes em 5.103.408 casos confirmados | Relatório diário

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Setembro 2020

LG

Moto G8 Plus vs LG K51S: mais câmeras fazem fotos melhores? | Comparativo

Android

Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review