LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Pulse "Touch" PH320: fone TWS da Multilaser convence pela bateria | Análise / Review

06 de abril de 2020 26

Pulse é a divisão de áudio da Multilaser, que conta com uma grande linha de produtos que vão de caixas de som portáteis a fones de ouvido e torres de som mais robustas, e oferece garantia para defeitos de fabricação por até 3 anos.

Lançado recentemente pelo preço sugerido de R$ 349, o Pulse "Touch" PH320 promete ser uma boa opção para quem passa o dia fora de casa e preza pela boa qualidade de áudio, além de contar com maior resistência a possíveis acidentes do dia a dia.

Será que os novos fones brasileiros TWS são realmente uma alternativa interessante para opções mais "famosas" de Philips, Blitzwolf, Xiaomi e JBL? É o que vamos descobrir agora!

Acessórios, design e construção

A caixa do PH320 é simples, trazendo o estojo com os fones, dois pares extras de borrachinhas em tamanhos distintos, cabo microUSB para recarregar a caixinha e o manual, que por incrível que pareça é extremamente útil caso seja seu primeiro contato com um produto deste tipo. O estojo não é dos menores, mas cabe no bolso.

Os fones são feitos em plástico rígido, contando com uma superfície sensível ao toque na parte externa onde está o LED vermelho/azul responsável por indicar o estado do dispositivo. Eles não são os menores do mercado, mas são bem construídos e relativamente leves, podendo ser usados por um período mais longo sem problemas. Além disso, é bom lembrar da certificação IPX5, que garante uso na chuva e resistência ao suor das atividades físicas.

O LED pisca lentamente em azul durante o uso, alternando rapidamente entre azul e vermelho quando em modo de pareamento, e picando na cor vermelha quando a bateria estiver fraca. Ao colocá-lo na caixinha, o LED fica aceso na cor vermelha até que a bateria seja totalmente carregada, quando é desligado.

Na parte interna do fone temos os conectores magnéticos responsáveis pela recarga, bem como a borrachinha de silicone que pode ser facilmente trocada caso o tamanho padrão não tenha um encaixe confortável.

A caixinha também é feita de plástico, com entrada microUSB na parte traseira e quatro LEDs brancos responsáveis por mostrar seu nível de carga. Os LEDs são ligados quando os fones estão sendo recarregados ou quando é feita a conexão USB para recarregar o estojo. Temos ainda uma alça para transporte, que pode transformar a caixa em um chaveiro.

Conectividade e pareamento

Aqui é onde o manual de instruções que acompanha os fones se torna útil.

O primeiro pareamento dos fones com seu smartphone deve ter um cuidado especial para evitar que os fones sejam conectados individualmente, já que o fone direito é responsável por conectar-se ao esquerdo para só então se ligar ao celular. Para isso, basta remover ambos da caixa e aguardar uns instantes para que eles sejam pareados entre si, sendo emitido um aviso sonoro quando isso acontecer. Após isso é só buscar pelo PH320 na lista de dispositivos Bluetooth em seu celular, e pronto!

Se você quiser de fato usar apenas um dos fones, basta remover o lado direito da base e conectá-lo ao celular. Após isso, será necessário fazer um "reset" para usar novamente os dois em conjunto, bastando deixar o botão touch de ambos pressionado por 10 segundos, até que o LED vermelho pisque três vezes seguidas.

Após o primeiro pareamento a conexão se torna transparente ao usuário, bastando tirar os fones da base para que eles liguem e se conectem automaticamente ao smartphone. Para desligá-los basta colocá-los novamente no estojo.

Por contar com Bluetooth 5.0, é possível manter o celular no quarto enquanto vai ao banheiro ou lavar a louça sem se preocupar com sua música picotando pela distância. A conexão também garante suporte a multi-dispositivos, o que facilita na hora de migrar a fonte do áudio.

Smartphones com Android 9 Pie ou mais recente mostram o nível de bateria dos fones diretamente na barra de notificações, mas se esse não for o seu caso basta ficar de ouvidos atentos ao aviso sonoro de bateria fraca, que é acompanhado de uma rápida pulsação do LED vermelho nos fones.

Se você estiver usando um smartphone ou outro tipo de dispositivo compatível com áudio HD por Bluetooth, basta ativar a opção nas configurações da conexão após o pareamento para aproveitar toda a qualidade dos fones.

Especificações ténicas

  • Versão do Bluetooth: 5.0, com HFP, A2DP e AVRCP
  • Certificação IPX5 de resistência contra água e suor
  • Sensibilidade: 91+-3dB
  • Impedância: 16Ω+-15%
  • Alcance: 10 metros
  • Bateria da base: 300mAh
  • Bateria dos fones: 55mAh cada
Bom para ouvir, nem tanto para falar

Ouvir músicas e assistir vídeos com o Pulse PH320 é uma experiência interessante. Você obviamente não terá um áudio tão definido quanto em fones mais caros, mas pelo preço cobrado e design compacto temos qualidade suficiente para boa parte dos usuários.

O volume é alto, os comandos por meio dos "botões" de toque são intuitivos e temos uma boa separação e balanceamento nas frequências, ao menos até 80% do volume. A partir daí as faixas começam a se misturar, com agudos e graves engolindo os médios. Não notamos nenhum atraso no áudio ao assistir vídeos ou mesmo ao jogar, mostrando a escolha acertada pela conexão Bluetooth 5.0.

Para pausar/reproduzir uma mídia (vale tanto para músicas quanto para vídeos) basta dar um único toque em um dos fones. Caso deseje mudar de faixa, deve dar um toque duplo no fone direito para avançar ou no esquerdo para retroceder. A assistente de voz pode ser chamada dando um toque triplo em qualquer um dos lados. Durante chamadas, um toque atende ou encerra a ligação, e um toque longo recusa a chamada.

O único grande "porém" encontrado fica mesmo para o microfone em chamadas. Pela localização dos microfones, o áudio acaba ficando com eco ou baixo em locais mais barulhentos, sendo recomendado apenas para chamadas em ambiente controlado. Além disso, não temos sensor de proximidade para detectar quando os fones são retirados da orelha.

Bateria para o dia todo

O áudio do Pulse PH320 é interessante, mas ele brilha mesmo é na autonomia de bateria. Em nossos testes conseguimos uma autonomia média de até 5 horas e 10 minutos com cada carga, enquanto o estojo é capaz de prover até três cargas completas. Com isso, ao sair de casa com tudo devidamente carregado você terá cerca de 20 horas e meia de uso contando todas as cargas, algo mais que suficiente para toda a sua jornada.

Além disso, mesmo contando com porta microUSB o estojo não demora muito para ser recarregado, precisando de apenas 1 hora e meia para ir de 0 a 100%, isso com os fones zerados inclusos. Cada carga no fone usando o estojo levou cerca de 1 hora para ser feita.

Vale notar que não é incomum que um fone descarregue antes do outro, já que o fone direito tem uma demanda maior por se conectar tanto ao fone esquerdo quanto ao seu dispositivo. Assim que a bateria dele acaba o fone esquerdo também é desligado, e por isso este acaba recarregando mais rapidamente ao ser colocado na caixinha.

Vale a pena?

Considerando suas funções, qualidade de construção com resistência a água e suor, autonomia de bateria e, claro, experiência sonora ao ouvir músicas, o Pulse Touch PH320 é certamente uma opção a ser considerada.

Você terá bateria para o dia todo, boa qualidade sonora com design confortável para muitas horas de uso, resistência a chuvas repentinas e proteção contra suor em atividades físicas.

Ele fica um degrau acima de modelos como Redmi AirDots e Blitzwolf FYE2, especialmente em relação à autonomia de bateria, estabilidade da conexão e experiência de uso.

Opções em faixa de preço similar seriam o Philips SHB2505 e o JBL 120TWS. O modelo da JBL se destaca na qualidade sonora mas peca na bateria e falta de resistência contra água, enquanto o da Philips tem bateria ainda pior, mas ao menos é resistente a suor.

Abaixo você encontra as principais ofertas para o Pulse PH320, além de outros modelos que citamos, e não esqueça de deixar o seu comentário sobre o que achou dos fones da Multilaser.

Boa qualidade de áudioCertificação IPX5Controle intuitivo por toqueBoa autonomia de bateria
Poderia ser um pouco menorFalta controle de volume

26

Comentários

Pulse "Touch" PH320: fone TWS da Multilaser convence pela bateria | Análise / Review
  • não sou xiaominion mas dúvido ser melhor que o airdots ORIGINAL, som dele é perfeito para mim. já teste até o buds plus e preferi o airdots.

    • Prefiro o syllable s101. 10 hrs de bateria com chip 5.0 da qualcom

        • não temos sensor de proximidade para detectar quando os fones são retirados da orelha

          Tenho uma dúvida, quando eles estão na orelha o led continua ligado?
          Vi um fone da Blitzwolf que apagava quando tava na orelha, para mim isso é útil se eu estiver numa sala escura.

          • Eu estava pensando em comprar fones TWS vou colocar esse na lista.
            Se eu conseguir achar de até 250 eu compro.

              • Só acho que esse LED deve comer metade da bateria tranquilamente. Não testei então não posso dizer...Existe algum modo de desligar?

                • A Multilaser está de parabéns, está melhorando cada vez mais os seus produtos, só espero que mantenha a boa política de preço

                    • A pergunta é : quem pagaria R$ 349 em um Multilaser, cuja marca é famosa por sua "Excelente qualidade", ou R$ 108 em um Redmi Airdots ( dá para comprar 3 e sobra um troco, com o valor do Multilaser )

                        • Tenho um mouse gamer da Multilaser e nunca quebrou e uso todo dia, já tem mais de 3 anos. Já usei outros até mais caros que não aguentavam nem um ano. Pelo preço esse fone não deve ser ruim.

                            • concordo. o airdots pra mim é excelente. único problema é a caixa que para de carregar os fones já estou na terceira, ou seja, sua conta está certa kkkk

                              agora achei isso na ali espero resolver =)

                              https://ae01.alicdn.com/kf/H521892e344df479d9e35dbd9243de3e6K/Xiaomi-aftermarket-acess-rios-redmi-airdots-tws-em-massa-vende-fones-de-ouvido-bluetooth-aut-nomo.jpg

                                • A pergunta é: quantos produtos recentes da Multilaser você teve? A marca passou por uma reestruturação monstro nos últimos anos, ficar se prendendo ao preconceito por ser uma empresa nacional não ajuda ninguém.

                                    • E até agora você não respondeu minha pergunta sobre quantos produtos recentes da Multilaser você teve. %uD83D%uDE0F

                                        • Nenhum, não sou trouxa. O catálogo deles só tem xingling importado, custando cinco vezes mais caro.

                                            • Tá explicado.

                                                • Wallace, já fazem 3 anos que resolvi dar uma chance para a marca devido ao seu sempre animado, bem humorado e atencioso posicionamento em suas redes sociais, isso acabou me fazendo criar uma empatia pela marca. Sabe qual o resultado? Eu só uso Multilaser, virei fã absoluto, defensor e recomendador da marca, podem até me chamar de Multiminion se quiserem. A minha casa parece uma loja da Multilaser, tudo aqui é da Multi, desde o nebulizador pro meu filho e a chapinha da minha mulher até aspirador automotivo e meu barbeador e escova elétrica, inclusive as novas TVs deles já tenho uma, combinada com o android box deles. Quem fala essas asneiras da marca é um alienado preso ao passado. Aah e só pra ressaltar, durante todo esse tempo, absolutamente nenhum produto deles deu defeito e nem me deu dor de cabeça. A única vez que precisei do SAC e assistência deles foi quando meu irmão, que é motoboy, derrubou o celular no meio da rua e o mesmo foi atropelado pelos carros que vinham atrás, estraçalhou a tela e ficou com a traseira toda arranhada. A Multilaser cobrou R$100 pelo reparo, mas não o reparou, mandou um novinho na caixa lacrada.

                                              • Desde o início do ano, principalmente quando surgiu o problema do Coronavirus na China e algumas empresas pararam de fabricar por um tempo, eu tenho pensado nisso: que nós deveríamos valorizar mais as empresas nacionais e nos tornar cada vez menos dependente de produtos importados. Seria bom se empresas como a Multilaser e Positivo fossem mais independentes em relação as peças necessárias para montar os seus produtos eletrônicos.

                                                • Nessa o Wallace tá certo.

                                                  • Vdd

                                                      • Exatamente

                                                      Tech

                                                      Coronavírus: Brasil chega a 57.622 mortes em 1.344.143 casos confirmados | Relatório diário

                                                      Apple

                                                      Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

                                                      Android

                                                      Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Junho 2020

                                                      Tech

                                                      De Peste Antonina à Covid-19: pandemias que abalaram o mundo | Detetive TudoCelular