LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Razer Seiren V2 Pro e KIYO X: melhor microfone e webcam para streamer? | Análise / Review

25 de novembro de 2021 0

A Razer renovou seu portfólio de equipamentos para streamers em outubro deste ano, com anúncios de novos equipamentos destinados a esse público. Entre as novidades, estão o microfone Seiren V2 Pro e a webcam KIYO X.

Para saber qual é a capacidade desses dispositivos gamer e se eles formam o melhor combo para quem curte transmitir suas jogatinas, a marca cedeu uma unidade de cada um dos dois ao TudoCelular para este teste. Confira os detalhes a seguir.

Razer Seiren V2 Pro

Design e construção

O Seiren V2 Pro conta com um layout em pílula, inspirado no modelo Seiren Mini, e não no formato cilíndrico do seu antecessor. Ele tem uma moldura preta e pintura fosca, o que ajuda a não juntar marcas de dedo e facilita na hora da limpeza. Na parte de trás dele, há um conector para fones de ouvido e um USB-C, para ligar no computador.

O único LED presente nele está no botão de Mute: ao ser apertado, ele muda da cor verde para a vermelha. Abaixo do botão, ficam duas chaves: uma para controlar o volume do fone; e outra para gerenciar o ganho. Não há LED RGB neste produto.

O produto vem separado em três partes: a cápsula (1ª) já vem encaixada no braço (2ª), que possui um pino para ser rosqueado na base (3ª). A embalagem ainda entrega o cabo USB-C para USB-A e uma espuma para filtrar ruídos – mas logo mais abaixo vamos falar se ela realmente ajuda ou não nisso.

O microfone montado pesa pouco mais de meio quilo. Ele parece mais pesado do que poderia ser para o tamanho compacto, mas ajuda a manter um corpo bem sólido na superfície onde estiver – vale reforçar que também é possível anexá-lo a uma vara de boom no lugar da base, mas esta não acompanha a caixa.


Configuração e software

Uma das grandes vantagens do Seiren V2 Pro é o fato de ser plug and play, ou seja, basta você conectá-lo em uma porta USB do seu computador para ser identificado pelo sistema. Quando plugado, automaticamente entra a instalação do programa Razer Synapse, responsável pelo gerenciamento mais detalhado do microfone.

Dentro do programa, na primeira aba (Mic) é possível gerenciar a taxa de amostragem dele entre 44,1 kHz, 48 kHz ou 96 kHz, além de ligar ou não recursos como o “Filtro Passa-Alta” – responsável por eliminar ruídos de fundo – e o “Limitador analógico de ganho”. Aqui ainda há duas barras para controlar o ganho e o volume – as versões digitais das chaves físicas presentes na cápsula.


Entre as características da configuração deste microfone, está a presença de mais de uma opção de entrada. Ela pode confundir muitas vezes na hora de utilizar o produto, mas a gente explica a você para não gerar dúvidas.

Um deles consiste no Mix para Streaming, responsável por ajudar você a ouvir tudo o que está sendo reproduzido durante a transmissão. O outro é o Mix para Reprodução, que libera o retorno de elementos essenciais no streaming, como áudio do jogo, bate-papo por voz ou quaisquer outros efeitos sonoros.


Há um problema aqui, que é não ouvir o áudio dos dois ao mesmo tempo. Ao habilitar um modo, o outro automaticamente é desativado. Caso você queira se ouvir por meio do microfone, basta deixar desligado o monitoramento da Reprodução, ou abrir a configuração geral “Microfone” logo abaixo.

Já na parte de saída, o microfone cria um total de 10 canais, os quais podem ser ajustados conforme a sua necessidade – efeitos de voz, navegador, conversa por voz, sistema e auxiliares, por exemplo.


Qualidade de som

Chegamos no principal tópico da análise: a qualidade de som. Este é um microfone com cápsula dinâmica de 30 mm, com uma pressão sonora máxima de 120 dB e resposta de frequência de 20 Hz a 20 kHz – o máximo de capacidade do ouvido humano.

Como já falamos mais acima, há três opções de configuração da taxa de amostragem: 44,1 kHz, 48 kHz ou 96 kHz. Elas vão variar conforme a qualidade e nitidez que você deseja para o microfone.

Testamos as três e podemos afirmar que a nossa recomendação é manter na de 48 kHz. A de 96 kHz consegue emitir um som bem próximo do original, mas demandará mais espaço de armazenamento para a sua gravação. A alternativa do meio já consegue entregar alta qualidade, sem necessidade de grandes ajustes.


Vamos falar sobre o ganho agora. Este é um microfone que permite a você ajustar manualmente o quanto de som ele captará. E a nossa sugestão é realmente não deixar no automático, pois assim você precisaria ajustar conforme cada plataforma.

No modo manual, não recomendamos passar dos 40% aqui. Até essa faixa, você terá uma captação mais direcional e que soa melhor conforme a sua proximidade com o dispositivo. Caso abra mais do que isso, nem a espuma nem a opção de software serão capazes de impedir que vários sons do ambiente sejam captados.


Em um teste de chamada de vídeo na sala, a pessoa do outro lado conseguiu ouvir nitidamente o barulho do interfone do lado da porta – algo entre 5 e 6 metros de distância –, bem como da conversa ao atendê-lo.

Visto que este vos tecla mora em uma avenida movimentada, a existência de carros e outros barulhos da rua é considerável. O microfone consegue até lidar melhor para reduzir esses sons, mas ainda é possível ter o retorno deles, se não souber ajustar melhor o ganho.

Razer KIYO X

Design e construção

A câmera KIYO X é um modelo compacto da família, com design que segue o padrão dos demais modelos. A parte superior tem formato circular, com informações sobre a lente nas bordas. Diferente da variante Pro, esta não vem com a ring light integrada, para dar uma iluminação extra.

O clipe tem bom ângulo de abertura e fixa de maneira segura no monitor – seja em um comum ou um de notebook. A parte inferior ainda conta com um pino padrão para tripé – o qual não acompanha a embalagem. Aqui você também não encontrará qualquer LED RGB, como é de costume em uma variedade de produtos gamer.

Na caixa, há apenas a webcam e seus manuais. Não há acessórios adicionais. Além disso, o cabo USB-A é embutido no corpo do acessório – em outras palavras, não dá para separar as duas partes.

Configuração e software

Aqui as características são similares às do Seiren V2 Pro. O Razer KIYO X é plug and play e, ao conectar na porta USB do seu computador, o programa Razer Synapse começa a ser instalado automaticamente.

Ele reconhece a câmera e entrega uma série de opções para ajuste fino da imagem. É possível configurar categorias como brilho, contraste, saturação e equilíbrio de brancos, por exemplo.

O Synapse ainda entrega algumas configurações pré-definidas para a imagem ou permite que você configure a sua personalizada manualmente. Também há uma tela de pré-visualização, para você conferir as alterações em tempo real, além de um botão para ligar o foco automático.

Essas modificações ficam vinculadas à sua conta Razer e podem ser incorporadas em outro dispositivo, caso você venha a ligar a sua KIYO X em mais de um PC. Contudo, aqui você não terá um controle específico para FPS nem escolha de resolução – essas opções ficarão apenas no seu programa de captura.


Qualidade de imagem e som

Esta câmera se vangloria de ser uma opção para quem deseja uma imagem de alta resolução e clara, mesmo em locais com baixa iluminação. O produto suporta Full HD (1080p) a 30 fps ou HD (720p) a 30/60 fps.

No geral, o usuário terá realmente uma experiência satisfatória, independente da luz no local. Durante o dia ou em cômodos claros, você não terá muitos ruídos, com uma quantidade de detalhes satisfatória para uma webcam. À noite, a lente é capaz de fornecer uma claridade muito decente e deixa as imagens bem mais claras.


Apenas evite locais contra a luz, já que a KIYO X sofre mais para lidar com esse tipo de situação. Por ser uma grande-angular, você também não precisará ficar muito distante dela para captar uma boa quantidade de informações no cenário.

Veja algumas comparações do produto da Razer com a câmera HD integrada do ASUS Zenbook UX434FAC:

Luz a favor

Contra a luz

Local escuro

O foco automático demanda alguma paciência até encontrar o ponto desejado, mas funciona bem em desfocar o segundo plano quando entrega a funcionalidade. Por outro lado, a ausência de Full HD a 60 fps obriga a escolher entre imagens com maior definição, ou a fluidez de mais quadros por segundo. Os dois juntos, sem chance.

Apesar de ser melhor ter um microfone dedicado para fazer suas transmissões, a própria KIYO X vem com um microfone integrado, localizado no furinho da parte inferior. Ele funciona bem e capta um raio grande de alcance, com qualidade satisfatória, mas não chega no nível de um dedicado.

Considerações finais

A Razer sem dúvida manteve o nível alto de seus produtos com estes dois dispositivos. O Seiren V2 Pro e a KIYO X podem não ser perfeitos, porém certamente atenderão a grande parte da necessidade dos gamers, ou mesmo de quem deseja para realizar conferências com mais qualidade.

O microfone tem qualidade indiscutível de captação de áudio, só que peca em não atingir uma redução de ruídos desejada. Isso graças à abertura de ganho bem ampla. O usuário precisará controlar manualmente para alcançar um meio termo entre um volume alto da sua voz e uma quantidade baixa de som ambiente. Talvez seja mais vantagem utilizar em uma vara de boom, e não na base própria. No entanto, a peça não acompanha a caixa.

Por sua vez, a câmera agrada em qualidade e consegue capturar uma imagem clara e com bom nível de nitidez mesmo em ambientes escuros. Certamente, o modelo KIYO Pro com a ring light integrada vai te dar uma performance melhorada, contudo o modelo X já é capaz de satisfazer o usuário sem grande problema.

Já o software Synapse serve como base para ambos os dispositivos. Ele conta com muitas opções de gerenciamento, mas ainda tem espaço para recursos importantes que estão ausentes até o momento.

Caso queira ver o rendimento na prática do microfone e da câmera, você poderá conferir, ao final deste texto, a entrevista com o diretor da Razer Gold para a América Latina, Dennis Ferreira. A introdução e a conversa foram gravadas na íntegra por este jornalista com os dois equipamentos da marca.

Razer Seiren V2 Pro

Construção premiumSom de alta qualidadeCaptação amplaConector para foneEspuma na caixaSuporte a vara de boomSynapse oferece ajustes finosPlug and play
Ganho muito sensívelPouca redução de ruídoCriação excessiva de canais no sistemaPreço elevado

Razer KIYO X

Design compactoSuporte a tripéImagem de alta qualidadeSuporte a Full HDSuporte a 60 fps em 720pBoa performance em baixa luzGerenciamento de ajustes pelo SynapsePlug and play
Sem ring lightFalta Full HD a 60 fpsMicrofone não tem ajuste manualTripé não acompanhaSynapse não tem FPS nem resoluçãoPreço elevado

Vale a pena?

O Razer Seiren V2 Pro e a KIYO X têm previsão de disponibilidade no Brasil para este próximo mês de dezembro, pelos preços sugeridos de R$ 1.599 e R$ 829, respectivamente.

Eles podem ter preços considerados elevados, na comparação com outras marcas – como Logitech ou HyperX –, porém oferecem as vantagens da integração com o mesmo software e no ecossistema da Razer – o qual ainda está o Razer Gold. Para quem deseja completar o setup com esses equipamentos, serão peças que não vão decepcionar.

Qual é a sua avaliação sobre os novos produtos da Razer? Acha que o microfone Seiren V2 Pro e a câmera KIYO X formam um conjunto ideal para as suas transmissões de games? Participe conosco!

Veja mais


0

Comentários

Razer Seiren V2 Pro e KIYO X: melhor microfone e webcam para streamer? | Análise / Review
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas