LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Processadores mobile: quais são as melhores soluções de entrada do mercado

12 de março de 2018 29

Em 2016, listamos os melhores chipsets encontrados em smartphones de entrada ou intermediários básicos. No entanto, de lá para cá tivemos novos lançamentos neste segmento, o que tornou a atualização de nossa matéria obrigatória.

Se você está buscando um novo smartphone, mas está em dúvida se vai de Snapdragon, Exynos, Spreadtrum ou MediaTek, aqui reunimos os modelos mais comuns que equipam os smartphones básicos lançados recentemente.

Qualcomm

A Qualcomm é a mais famosa globalmente, trazendo chipsets que vão desde modelos simples com processador dual-core até soluções poderosas com oito núcleos de processamento. A empresa também trabalha com diversos níveis de litografia, indo da mais antiga em 28nm, até a mais aperfeiçoada em 10nm.

Snapdragon 425 e 427

O Snapdragon 425 chegou ao mercado em 2016, mas ainda equipa vários aparelhos básicos e intermediários simples. Este chipset promete um desempenho satisfatório ao contar com quatro núcleos Cortex-A53 e uma GPU Adreno 308 para a parte gráfica. Este chip é compatível com displays de resolução HD a 60 FPS, câmera principal de até 16 megapixels e taxa de download de até 75 Mbps graças ao seu modem X6 LTE.

Especificações técnicas:

  • CPU formada por 4 Cortex-A53 de 1,4 GHz 64-bit
  • GPU Adreno 308 de 550 MHz
  • Memória RAM LPDDR3 single-channel de 667 MHz
  • Wi-fi 802.11ac
  • Modem LTE X6 Cat 6 download e Cat 4 upload (425) e Cat 13 download e Cat 7 upload (427)
  • IZat Gen8C Lite GPS
  • Fabricação 28nm LP

Entre os smartphones populares com Snapdragon 425 temos o Xiaomi Redmi 4A, LG K8 Novo (modelo internacional), ZTE Blade A513, Moto E4 (modelo americano) e até mesmo a versão Lite do Zenfone 4 Selfie lançada ano passado pela Asus.

Este chipset também possui uma variante, chamada de Snapdragon 427. A única diferença está no modem LTE usado, sendo X6 no Snapdragon 425 e X9 no segundo modelo. O que muda é que o modem mais avançado é capaz de alcançar o dobro de velocidade na transferência de dados via redes móveis. Este chip está presente na variante norte-americana do Moto E4 Plus.

Snapdragon 430 e 435

O Snapdragon 430 foi anunciado ainda no final de 2015, mas apenas em 2016 que começou a chegar ao mercado. Este chip ainda é popular entre os lançamentos básicos de 2017, onde trouxe como grande diferencial o suporte ao Quick Charge 3.0, levando a tecnologia de carregamento acelerado para os smartphones mais baratos.

Especificações técnicas:

  • CPU formada por 8 Cortex-A53 de 1,4 GHz 64-bit
  • GPU Adreno 505 de 550 MHz
  • Memória RAM LPDDR3 single-channel de 800 MHz
  • Modem LTE X6 Cat 4 download e Cat 5 upload (430) e Cat 7 download e Cat 13 upload (435)
  • Bluetooth v4.1, 802.11ac Multi-User MIMO (MU-MIMO), IZat Gen8C
  • Fabricação 28nm LP

Entre os smartphones com Snapdragon 430 temos o Xiaomi Redmi 4, Asus Zenfone 4 Selfie, Nokia 6, Motorola Moto G5 e Honor Holly 4. Para aqueles que buscam modelos com o modem mais rápido, temos o Xiaomi Redmi 4X, LG Q6 e Oppo A57.

Assim como nos chips mais simples, a única diferença entre os Snapdragon 430 e 435 está no modem mais rápido para download e upload em redes móveis.

Snapdragon 450

O Snapdragon 450 é o modelo básico mais potente da Qualcomm. Ele foi anunciado na segunda metade de 2017 e deve equipar os smartphones de entrada a chegar em 2018 e 2019. A empresa também vem trabalhando no Snapdragon 460, mas ainda não há um prazo para este chipset ser anunciado oficialmente.

Especificações técnicas:

  • CPU formada por 8 Cortex-A53 de 1,8 GHz 64-bit
  • GPU Adreno 506 de 600 MHz (suporte otimizado telas 18:9 FHD+)
  • Memória RAM LPDDR3 single-channel de 933 MHz
  • Modem LTE X9 Cat 7 download (300 Mbps) e Cat 13 upload (150 Mbps)
  • Bluetooth v4.1, 802.11ac Multi-User MIMO (MU-MIMO), IZat Gen8C
  • Fabricação 14nm LPP

Entre os smartphones lançados com Snapdragon 450 temos o Vivo V7 Plus e Xiaomi Redmi 5. Rumores apontam que a Motorola também deverá adotar este chipset com o Moto G6 – que ainda segue sem data de apresentação oficial.

Samsung

Samsung investe em seus próprios chips para a linha Galaxy. No entanto, a gigante sul-coreana também adota modelos de outras empresas, seja Qualcomm, MediaTek e até mesmo Spreadtrum. Em 2017, no entanto, a fabricante não trouxe nada de novidade para o segmento de entrada, preferindo incorporar hardware das correntes em seus smartphones básicos.

Exynos 7570

Diferente dos chipsets da Qualcomm listados aqui, o Exynos 7570 foi fabricado utilizando o avançado processo de 14 nanômetros FinFET. Ele traz quatro núcleos Cortex-A53, modem LTE Cat.4, Wi-fi, Bluetooth, serviços de localização GNSS, rádio FM, suporte a resoluções de até 1280x800 pixels e compatibilidade com módulos de câmera de até 8MP (frontal) e 13MP (traseira).

Especificações técnicas:

  • CPU formada por 4 Cortex-A53 de 1,4 GHz 64-bit
  • GPU Mali-T720MP2 de 600 MHz
  • Memória RAM LPDDR3 single-channel de 800 MHz
  • Modem LTE Cat 4 download e Cat 2 upload
  • Bluetooth v4.1, 802.11ac Multi-User MIMO (MU-MIMO)
  • Suporte a telas com resolução máxima de 1280 x 800 pixels
  • Suporte a câmeras com resolução máxima de 13 MP (traseira) e 8 MP (frontal)
  • Fabricação 14nm LP

Samsung não é muito de investir em chipsets próprios para o segmento de entrada. A empresa vem apostando em soluções da Spreadtrum ou MediaTek neste segmento. Devido a isso, o Exynos 7570 é encontrado em poucos aparelhos, como o Galaxy J3 2017 e o Galaxy XCover 4..

MediaTek

A MediaTek é a mais popular quando o assunto são smartphones de entrada. A empresa não é apenas a queridinha das chinesas, mas também marca presença em smartphones básicos de marcas grandes, como LG, Motorola e Samsung. A fabricante abandonou o mercado de chips de alto desempenho, por enquanto, para investir em nossas soluções para o segmento de entrada.

MT6737

Talvez este seja o chipset mais famoso da nossa lista. O modelo básico da MediaTek não é apenas popular na China, mas também equipa uma infinidade de smartphones lançados no Brasil em 2016 e 2017. Ele conta com processador quad-core de 1,35 GHz, GPU Mali-T720 MP2 e traz modem Cat 4 com suporte à gravação de vídeos em Full HD a 30 quadros por segundo.

Especificações técnicas:

  • CPU formada por 4 Cortex-A53 de 1,3 GHz 64-bit
  • GPU Mali-T720MP2 de 550 MHz
  • Memória RAM LPDDR3 single-channel de 640 MHz
  • Modem LTE Cat 4 download e Cat 2 upload
  • GSM, UMTS, GPRS, HSPA+, HSUPA, TD-SCDMA e EVDO
  • Suporte a telas com resolução máxima de 1280 x 800 pixels
  • Suporte à gravação de vídeos em 1080p30
  • Fabricação 28nm HPM

O popular chipset da MediaTek pode ser encontrado no Motorola Moto C Plus, LG K4 Novo, Motorola Moto E4 (modelo nacional), Motorola Moto E4 Plus (modelo nacional), LG K8 Novo (modelo nacional), Nokia 3 e Samsung Galaxy J2 Prime.

Este chipset possui duas variantes: M e T. O que muda é apenas a velocidade de operação da CPU e GPU, mas a diferença no desempenho entre as três é pequena.

MT6739

O modelo MT6739 chega como uma leve atualização do já conhecido MT6735, este lançado ainda em 2014. Assim como o MT6737, que equipa uma vasta quantidade de smartphones básicos atualmente, o novo também não chega a empolgar em termos de especificações.

Aqui temos um processador quad-core formado por quatro núcleos Cortex-A53 com velocidade máxima de 1,5 GHz e GPU PowerVR GE8100, que tem força para renderizar imagens na resolução máxima HD+.

Especificações técnicas:

  • Processador quad-core Cortex-A53 com velocidade máxima de 1,5 GHz
  • GPU IMG PowerVR GE8100 com velocidade máxima de 570 MHz
  • Até 3 GB de RAM LPDDR3 (667 MHz) e memória eMMC 5.1
  • Reprodução de vídeos até 1080p com suporte aos codecs H.264 e H.265
  • Gravação até 1080p e 30 fps com H.264
  • Processador de imagens para captura de fotos até 13 MP
  • Suporte a foco automático, redução de ruídos e câmera dupla
  • Suporte a tela com resolução máxima HD+ (1440 x 720)
  • Modem global LTE FDD/TDD categoria 4 (download) e 5 (upload)
  • Suporte a VoLTE e dual SIM
  • Wi-Fi a/b/g/n, Bluetooth 4.2 LE, GPS + Glonass, GPS + Beidou e rádio FM

O chipset MediaTek MT6739 pode ser encontrado no Alcatel 3X, lançado na MWC 2018. Outras opções com este chipset são os Ulefone Armor X e Wiko View Max e Oukitel U19.

MT6750

Para quem busca uma solução mais potente que o MT6739, temos o modelo MT6750. Ele conta com processador octa-core de 1,5 GHz, GPU Mali-T860 MP2 e traz modem Cat 6 com suporte a câmeras de até 16 megapixels.

Especificações técnicas:

  • CPU formada por 4 Cortex-A53 de 1,5 GHz + 4 Cortex-A53 de 1 GHz
  • GPU Mali-T860 MP2 de 520 MHz
  • Memória RAM LPDDR3 single-channel de 666 MHz
  • Modem LTE X6 Cat 6 download e Cat 4 upload
  • GSM, UMTS, GPRS, HSPA+, HSUPA, TD-SCDMA e EVDO
  • Suporte a telas com resolução máxima de 1920 x 1200 pixels
  • Suporte à gravação de vídeos em 1080p30 e captura de imagens em 16 megapixels
  • Fabricação 28nm HPM

Este chipset da MediaTek vem equipando os aparelhos intermediários básicos lançados no começo de 2017, entre eles o LG K10 Novo e LG K10 Power. Podemos encontrar o modelo também em vários smartphones chineses, como o Elephone P8 Mini, Oppo A77, Oukitel K1000 Pro, Ulefone Power 2, Nubia M2 Lite, entre outros.

Spreadtrum

A Spreadtrum é uma fabricante chinesa de chipsets que vem brigando com MediaTek e Qualcomm por seu espaço em hardware para smartphones. A empresa fechou parceria recentemente com a Intel, permitindo que seus chipsets sejam fabricados a 14nm e também tragam chip dedicado de IA para funções de gerenciamento de dados do usuário.

SC9830A

É um modelo básico, como os outros da nossa lista, mas este é o que oferece a arquitetura mais defasada. Enquanto todos os outros apostam nos núcleos Cortex-A53 da ARM, o SM9830A ainda traz o Cortex-A7 de 32-bit. Aqui temos uma CPU quad-core de 1,5 GHz e a defasada GPU Mali-400 MP2.

Especificações técnicas:

  • CPU formada por 4 Cortex-A7 de 1,5 GHz
  • GPU Mali-T400 MP2 de 450 MHz
  • Memória RAM LPDDR3 single-channel de 400 MHz
  • Modem LTE X6 Cat 4 download e Cat 2 upload
  • TD-LTE, FDD LTE, TD-SCDMA, WCDMA e EGG
  • Suporte a telas com resolução máxima HD
  • Suporte à gravação de vídeos em 1080p30 e captura de imagens em 13 megapixels
  • Fabricação 28nm HPM

Este chipset da Spreadtrum pode ser encontrado em alguns smartphones da Samsung, como os modelos Galaxy J1 Mini Prime, Galaxy J3 e Z2.

SC9860

O SC9860 é mais avançado que o SC9830A por trazer processo de fabricação mais atual – 16nm contra 28nm. Este avanço permite que a nova solução não apenas consuma menos bateria, mas também reduza o aquecimento. Outro diferencial vai para o processador, que vem com dobro de núcleos.

Especificações técnicas

  • CPU formada por 8 Cortex-A53 de 2 GHz
  • GPU Mali-T880 MP4 de 450 MHz
  • Memória RAM LPDDR3/LPDDR4 dual-channel de 933 MHz
  • Modem LTE Cat 7 download (300 Mbps) e Cat 4 upload (100 Mbps)
  • TD-LTE, FDD LTE, TD-SCDMA, WCDMA e EGG
  • Suporte a telas com resolução máxima FHD
  • Suporte à gravação de vídeos em 1080p30 e captura de imagens em 13 megapixels
  • Fabricação 16nm HPM

29

Comentários

Processadores mobile: quais são as melhores soluções de entrada do mercado

Samsung Galaxy J7 Pro ou Motorola Moto G5S Plus? Comparativo TudoCelular ajuda a escolher

Ranking TudoCelular: gráficos com todos os testes de desempenho e autonomia

10 melhores smartphones top de linha para fotos e vídeos | Guia do TudoCelular

10 melhores smartphones de entrada para fotos e vídeos | Guia do TudoCelular