LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Autonomia do Razer Phone | Teste de bateria oficial do TudoCelular

30 de dezembro de 2017 12

O Razer Phone chega com várias promessas. Ele é o primeiro com tela de 120 Hz para oferecer jogos rodando a 120 fps. Em nossos testes vimos que poucos jogos tiram proveito disso, por enquanto. É claro que futuramente o aparelho terá maior suporte por parte das desenvolvedoras de jogos, mas o que queremos saber neste momento é se sua bateria suporta sessões longas de uso.

A Razer incluiu no seu primeiro smartphone uma generosa bateria de 4.000 mAh, que deve lidar bem com o hardware poderoso e sua tela de 120 Hz. No entanto, em nossos primeiros testes vimos que a autonomia fica abaixo a de outros aparelhos com Snapdragon 835. Será que a tão desejada tela é a grande vilã no consumo aqui?

O aparelho vem com carregador potente que oferece 3A em 5V, além de fornecer tecnologia de carregamento acelerado, levando 2h13 para fazer a bateria ir de 0 a 100%. Com 30 minutos carregando, a bateria recupera 39%; com 60 minutos na tomada temos 64% de carga.


Em nossos testes iniciais foi possível assistir vídeos por 6h44 ou gravar vídeos por 4h com uma carga de bateria. Telas do tipo LCD geralmente apresentam um consumo maior ao executar vídeos comparadas às telas OLED. No caso do Razer este consumo foi muito além do esperado.

Em chamadas tivemos um total de 22h28, sendo um valor mais aceitável para um aparelho com 4.000 mAh. No teste com Skype tivemos um rendimento de apenas 3h26. Em jogos o Razer Phone rendeu 6h10 de jogatina (média calculada com seis jogos). Esta é basicamente a média que vimos em outros flagships com Snapdragon 835, mas com baterias menores.

A segunda parte do nosso teste consiste em simular um uso mais real, usando o aparelho o dia inteiro com vários apps e jogos. Em nossos testes seguimos a metodologia abaixo, usando o smartphone com as configurações padrão de fábrica e com o brilho de tela regulado em 200 lux (usando um luxímetro).

  • 6 minutos de navegação no site do Tudo Celular usando o Chrome, vídeos no YouTube, vídeo no MX Player, streaming no Spotify, músicas no PowerAMP, WhatsApp e jogos;
  • 4 minutos de chamadas;
  • 2 minutos de Facebook, Gmail e Google Maps.

Resultados

Ficamos com o Razer Phone durante praticamente um dia inteiro em nosso teste de bateria para chegarmos aos resultados que você confere abaixo:

  • Foram necessárias 2 horas e 13 minutos para o carregador padrão (5V-3A) encher totalmente a bateria de 4.000 mAh. Com 30 minutos conectado na tomada você consegue aproximadamente 39% de carga; após 1 hora temos 64% recuperados.
  • Após 15 horas e 30 minutos o aparelho apresentava 2% de carga, mas acabou descarregando logo após as capturas de tela.
  • Durante o teste o Razer Phone permaneceu com a tela ligada por 7 horas e 55 minutos.
  • Realizamos 11 ciclos completos de testes que incluíram:
    • 66 minutos de navegação no Chrome;
    • 230 minutos de WhatsApp, Spotify, PowerAMP, MX Player e YouTube (66 minutos cada);
    • 66 minutos de jogos (Pokémon Go, Subway Surfers, Modern Combat 5, Injustice, Asphalt 8, Candy Crush Saga);
    • 66 minutos de Facebook, Gmail e Google Maps (22 minutos cada);
    • 44 minutos de chamadas de voz conectado às redes móveis;
  • A temperatura permaneceu entre 32 e 40°C na maior parte do teste.
  • O consumo em standby ficou em 1% a cada hora.
  • O app que mais consumiu foi o YouTube
  • O que menos consumiu foi o Gmail.
Conclusão

O Razer Phone traz uma generosa bateria de 4.000 mAh, que precisa lidar com o hardware potente e uma avançada tela de 120 Hz. Ele acaba entregando uma autonomia inferior ao de outros aparelhos com a mesma capacidade de bateria, ficando abaixo até mesmo de outros flagships com baterias menores.

Como estamos diante de um smartphone para jogos, não espere que a bateria dure o dia inteiro se você jogar no aparelho. Para que isso seja possível terá que fazer um uso mais leve, evitando também vídeos no YouTube (grande vilão do consumo no Razer Phone).

Mesmo contando com 8 GB de RAM, o Razer Phone encerrava boa parte dos apps de nosso teste, não conseguindo manter os seis jogos testados na memória – algo que o OnePlus 5T foi capaz de fazer. Talvez o gerenciamento agressivo de RAM seja uma medida para fazer a bateria render mais, mas ainda assim vimos uma autonomia abaixo do esperado.

Transmissão encerrada!

30/12/2017 - 22.44

Atualizaremos a matéria com todos os dados apurados durante o nosso teste de bateria com o Razer Phone. Agradecemos a todos que acompanharam mais este teste do TudoCelular. E até a próxima! o/

30/12/2017 - 22.42

Acima temos os gráficos de temperatura de bateria e sinal de rede. O GSam Battery também mostra quando o modo Doze do Android entrou em ação, o que ajudou o Razer Phone a economizar bateria nos intervalos. De qualquer forma, o aparelho deixou a desejar com seus 4.000 mAh, ficando abaixo de smartphones como o Galaxy S8 Plus e OnePlus 5T com baterias de 3.500 mAh e 3.300 mAh, respectivamente. 

30/12/2017 - 22.37

E chegamos ao final do nosso teste de bateria com o Razer Phone. Foram realizados 11 ciclos completos, resultando em 15h28 de teste com 7h55 de tela ligada. A bateria ficou oscilando entre 32 e 40ºC. O app que mais devorou bateria foi o YouTube, enquanto o Gmail foi o que menos consumiu energia. 

30/12/2017 - 21.33

Voltamos com 11%. Prontos para a última rodada? Vamos lá!

30/12/2017 - 21.06

Em breve voltamos com mais uma rodada, e possivelmente a última.

30/12/2017 - 21.04

10º ciclo encerrado e o teste de bateria do Razer Phone vai chegando à reta final. Temos agora 12% restante, o que deve ser suficiente para mais um clico completo. 

30/12/2017 - 20.03

De volta para o décimo ciclo com o Razer Phone. Temos 21% de bateria.

30/12/2017 - 19.37

No próximo ciclo o aparelho deverá emitir o primeiro alerta de bateria, mas antes disso deixaremos o Razer Phone parado por 30 minutos.

30/12/2017 - 19.35

Ciclo de número 9 encerrado e o Razer Phone segue com 22%. Estamos perto do final do nosso teste e tudo indica que o aparelho renderá 11 ciclos. Temos 12h de teste com 6h de tela ligada. O gráfico acima mostra o uso do Wi-Fi, tela, chamadas e GPS. Também vemos quando o doze entrou em ação para ajudar a reduzir o consumo de bateria. 

30/12/2017 - 19.25

Acima temos o gráfico do sinal de rede. O Razer Phone está conectado na rede 4G da Claro e vem apresentando um nível de sinal decente, apesar das oscilações no decorrer do dia. 

30/12/2017 - 18.36

Iniciando mais uma rodada... Razer Phone segue com 32% de bateria.

30/12/2017 - 18.09

Daqui a pouco voltamos com o nono ciclo em nosso teste.

30/12/2017 - 18.08

Oitavo ciclo encerrado e ainda temos 33% de bateria restante no Razer Phone. Até o momento o aparelho foi usado por 11h, incluindo 5h40 de tela ligada. A temperatura da bateria deu uma reduzida e agora fica na média de 36°C. YouTube e Spotify são os apps com maior consumo, enquanto dos jogos temos Modern Combat 5 e Asphalt 8 no topo. 

30/12/2017 - 17.52

Modern Combat 5 roda com média de 62 fps no Razer Phone. Para quem é viciado no jogo de tiro em primeira pessoa da Gameloft, é possível curti-lo por 3h com uma carga de bateria. 

30/12/2017 - 17.10

E aqui vamos nós para mais uma rodada com o Razer Phone. Temos 41% de bateria ainda sobrando.

30/12/2017 - 16.43

Depois do intervalo de 30 minutos daremos início ao oitavo ciclo em nosso teste.

30/12/2017 - 16.41

Chegamos ao final do sétimo ciclo com 42% de bateria restante. De acordo com o GSam Battery, ainda será possível usar o Razer Phone por 7h. A bateria continua com média de 32°C. 

30/12/2017 - 15.43

Estamos de volta para mais uma rodada... agora com 50% de bateria.

30/12/2017 - 15.18

Deixaremos o Razer Phone parado por 30 minutos antes de partimos para o sétimo ciclo.

30/12/2017 - 15.15

Chegamos à metade do nosso teste de bateria com o Razer Phone. Temos seis ciclos completos até agora. Se continuar neste rimo teremos 12 no total. Foram 8h de teste com mais de 4h de tela ligada. Os 4.000 mAh devem garantir energia suficiente para o dia inteiro, mas está abaixo de outros aparelhos com baterias menores. 

30/12/2017 - 14.52

YouTube é o maior vilão no consumo de bateria do Razer Phone, ficando disparado acima de todos os outros apps e jogos testados. 

30/12/2017 - 14.16

Voltamos com 61% de bateria. Iniciando o sexto ciclo em nosso teste com o Razer Phone.

30/12/2017 - 13.48

Quinto ciclo encerrado com o Razer Phone. Estamos perto de 7h de teste com 3h30 de tela ligada. O smartphone da Razer segue com 62% de bateria, o que indica que deve chegar ao final do dia com apenas uma carga. Mas ainda temos um longo caminho pela frente. Enquanto isso deixaremos o aparelho parado por alguns minutos e então partiremos para o sexto ciclo. 

30/12/2017 - 13.33

Até o momento, Injustice é o jogo com o menor consumo de bateria no Razer Phone. 

30/12/2017 - 12.49

Iniciamos o quinto ciclo com 69% de bateria. O recurso Doze do Android Nougat realmente está ajudando a reduzir o consumo de bateria em standby no Razer Phone.

30/12/2017 - 12.24

Em poucos minutos voltaremos para o quinto ciclo em nosso teste de bateria.

30/12/2017 - 12.22

Mesmo contando com 8 GB de RAM, ele segue encerrando alguns apps que deveriam permanecer rodando em segundo plano.

30/12/2017 - 12.20

Quarto ciclo concluído. Razer Phone segue com 69% de bateria. De acordo com as estatísticas do GSam Battery, ainda será possível usar o aparelho por 11h. Se isso for confirmado, o Razer Phone deverá render de 11 a 12 ciclos em nosso teste de bateria. 

30/12/2017 - 11.23

Após mais um intervalo continuamos com 77% de bateria. O Razer Phone vem apresentando baixo consumo em standby. Daremos início ao quarto ciclo.

30/12/2017 - 10.57

Mais uma pausa de 30 minutos e então voltaremos para o quarto ciclo no teste de bateria do Razer Phone.

30/12/2017 - 10.55

Terceiro ciclo encerrado e ainda temos 77% de bateria. O Razer Phone vem apresentando uma média de 7/8% por ciclo. Até o momento temos quase 4h de teste com 2h de tela ligada. A bateria apresenta média de 37°C, um pouco acima do que vimos em outros aparelhos com Snapdragon 835. O YouTube segue disparado como o maior vilão de bateria. Já em jogos temos uma disputa entre o Asphalt 8 e Modern Combat 5. 

30/12/2017 - 10.27

Asphalt 8 roda com média de 29 fps no Razer Phone, mesmo ao tentar forçar o jogo a rodar a 120 fps no Game Booster. Com uma carga de bateria é possível curtir o game de corrida da Gameloft por 6h18. 

30/12/2017 - 09.56

Iniciamos o terceiro ciclo com os mesmos 85% de bateria. Será que o Razer Phone renderá 12 ciclos?

30/12/2017 - 09.32

Após mais um intervalo de 30 minutos daremos início ao terceiro ciclo.

30/12/2017 - 09.29

O YouTube continua disparado como o maior vilão da bateria, mas o Asphalt 8 foi substituído pelo Modern Combat 5 como o jogo com maior consumo.

30/12/2017 - 09.28

Segundo ciclo encerrado e o Razer Phone segue com 85% de bateria restante. A temperatura da bateria começou a subir e chega próximo dos 40°C, o que é um pouco preocupante. Quanto mais alta é a temperatura, mais rápido a bateria se desgasta. Mas veremos como o aparelho irá se comportar no decorrer do nosso teste.  

30/12/2017 - 09.15

Mesmo com 8 GB de RAM, o Razer Phone não conseguiu segurar todos os jogos abertos em segundo plano. Apenas Asphalt 8 e Injustice continuaram de onde deixamos na primeira rodada. Será uma medida para ajudar a reduzir o consumo de bateria? O OnePlus 5T manteve todos os apps abertos nos seus 8 GB de RAM e ainda entregou ótima autonomia de bateria.

30/12/2017 - 08.44

O Razer Phone vem com DPI reduzida por padrão, o que faz a interface do Android ficar espremida na tela do aparelho. Alguns apps reconhecem o smartphone como sendo um mini tablet, como é o caso do Chrome. No entanto, é possível alterar a densidade da interface nas configurações do sistema. 

30/12/2017 - 08.30

Razer Phone perdeu 1% no seu primeiro intervalo. Agora com 93% de bateria daremos início ao segundo ciclo.

30/12/2017 - 08.01

Deixaremos o Razer Phone parado por 30 minutos antes de partimos para o segundo ciclo. Veremos quanto o aparelho perde de bateria ao ficar em standby.

30/12/2017 - 08.00

Chegamos ao final do primeiro ciclo em nosso teste de bateria com o Razer Phone. O smartphone voltado para gamers registrou uma perda de 6% na primeira rodada. Até o momento, o YouTube é o maior vilão de bateria, enquanto o Asphalt 8 é o grande devorador de energia dos jogos testados. 

30/12/2017 - 07.48

Cada ciclo do nosso teste segue o padrão abaixo:

  • 6 minutos de navegação no site do Tudo Celular usando o Chrome, vídeos no YouTube, vídeo no MX Player, streaming no Spotify, músicas no PowerAMP, WhatsApp e jogos;
  • 4 minutos de chamadas;
  • 2 minutos de Facebook, Gmail e Google Maps.
30/12/2017 - 07.02

Daremos início ao nosso teste com o Razer Phone. Aparelho segue com as configurações ativas por padrão e brilho de tela configurado em 200 lux.

30/12/2017 - 07.01
30/12/2017 - 06.49

A bateria de 4.000 mAh do aparelho já está totalmente recarregada. Em poucos minutos daremos início ao nosso teste.

30/12/2017 - 06.48

Animados para acompanhar mais um teste de bateria com o TudoCelular? Desta vez temos o Razer Phone, um smartphone voltado para gamers.

O Razer Phone ainda não está disponível nas lojas brasileiras. Para ser notificado quando ele chegar clique aqui.

12

Comentários

Autonomia do Razer Phone | Teste de bateria oficial do TudoCelular

OnePlus 6 e Redmi Note 5 entram na lista dos 15 aparelhos mais radioativos

Huawei no Brasil fará diferença? Positivo fecha trimestre no vermelho

Samsung Galaxy J7 Pro ou Motorola Moto G5S Plus? Comparativo TudoCelular ajuda a escolher

Ranking TudoCelular: gráficos com todos os testes de desempenho e autonomia até junho