LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Mais um recurso! LinkedIn testa transmissões ao vivo para convidados

12 de fevereiro de 2019 0

Utilizada por mais de 600 milhões de pessoas, o LinkedIn, conhecido por ser uma rede social profissional, cada vez mais testa recursos para se aproximar do publico jovem.

Buscando conexão com produtores de conteúdo e com o uso cada vez mais crescente do vídeo, a rede começará a testar transmissões ao vivo na plataforma, com o LinkedIn Live, que se soma a outras iniciativas, como os Trending Storylines, semelhante ao Moments, do Twitter, a adição de geolocalização e a função Stories, nascida no Snapchat e popularizada no Instagram e Facebook, mas que não deu muito certo.

O recurso chegará aos Estados Unidos em função beta apenas para convidados no primeiro momento. Nas próximas semanas, o LinkedIn terá um formulário de cadastro para aqueles que desejam participar da ação. Ainda não está claro se a funcionalidade chegará a todos os usuários.

Para trazer mais conteúdo ao novo recurso, não apenas com conteúdo gerado por usuários, mas com fluxo de vídeos que se encaixam na plataforma, o LinkedIn trouxe uma série de parceiros, desenvolvedores de serviços de streaming que darão suporte aos criadores de conteúdo para ampliar a qualidade dos vídeo. Entre eles, o Switcher Studio, a Wowza Media Systems, a Socialive e a Brandlive. A rede disse ainda que haverá novidades nas próximas semanas.

A Microsoft, que adquiriu o LinkedIn em 2016, ficará mais próxima da plataforma, fornecendo os serviços de mídia do zure, parte de sua divisão de nuvem. O Skype, contudo, não faz parte dos planos neste primeiro momento.


O LinkedIn Live é uma chegada tardia do LinkedIn ao universo dos vídeos. Twitter e Facebook já contam com funcionalidades nesse sentido há muito mais tempo. Os primeiros recursos de vídeo da rede social profissional vieram apenas em 2017.

Nesse período a plataforma viu um grande aumento no tráfego e na receita de vídeo em sua plataforma. O LinkedIn disse que anúncios em vídeo geram 30% mais comentários do que os que não são nesse formato. E o recurso é uma oportunidade para a empresa explorar outras formas de monetizar o conteúdo além de anúncios.

LinkedIn

Desenvolvedor: LinkedIn

Preço: grátis - oferece compras no app

Tamanho: Varia de acordo com a plataforma


0

Comentários

Mais um recurso! LinkedIn testa transmissões ao vivo para convidados

OnePlus 6 e Redmi Note 5 entram na lista dos 15 aparelhos mais radioativos

Huawei no Brasil fará diferença? Positivo fecha trimestre no vermelho

Samsung Galaxy J7 Pro ou Motorola Moto G5S Plus? Comparativo TudoCelular ajuda a escolher

Ranking TudoCelular: gráficos com todos os testes de desempenho e autonomia até junho