LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Detetive TudoCelular: Huawei pode repetir caso antigo para tornar Ark OS quase um Android

30 de maio de 2019 8

Com o objetivo de tentar contornar as sanções impostas pelos Estados Unidos – e a consequente perda da parceria com o Google –, a Huawei tem buscado alternativas para continuar a oferecer seus smartphones com qualidade semelhante ao Android.

Para isso, a fabricante chinesa trabalha em um novo sistema operacional, o qual contaria com suporte aos aplicativos presentes na plataforma da gigante de Mountain View, mas sem os GApps. Além disso, viria em duas versões: Ark OS como a internacional; e HongMeng OS, na China.

Mas como seria possível criar um SO novo compatível com as aplicações do Android, sem qualquer acordo com o Google? Esta não se tornaria a primeira vez que um experimento do tipo foi realizado. A coluna Detetive TudoCelular explica os detalhes abaixo:

Android Open Source Project

A plataforma do Google para dispositivos móveis é baseada em kernel do Linux e possui código aberto. Isso significa que as suas alterações podem ser feitas livremente pelas fabricantes, por meio de uma base “pura” sem qualquer modificação, disponibilizada pela companhia a OEMs e desenvolvedores independentes.

Essa versão sem modificações é o chamado Android Open Source Project (AOSP). Por meio dele, a Huawei poderia criar um sistema operacional totalmente personalizado, o qual pudesse suportar as instalações de apps via APK ou por meio de uma loja própria – possivelmente, Huawei AppGallery.

É importante não confundir com a interface do usuário. Construir um novo sistema operacional vai além de uma personalização comum. Apesar de a companhia chinesa já ter o costume de fazer grandes alterações para a sua EMUI, a criação de um SO diferente e independente implica na não-utilização do nome “Android”, por exemplo.

Sem GApps

A companhia chinesa ainda poderia optar por fazer maiores modificações no seu visual, ou por manter uma aparência semelhante ao antigo parceiro – até para facilitar a adaptação dos usuários de seus próximos smartphones.

Contudo, uma questão definida é a ausência dos aplicativos do Google. Como a empresa libera o código do Android de graça, é exatamente no contrato com seus serviços de aplicações que a gigante de buscas rentabiliza a sua plataforma.

Tal qual já foi falado acima, a loja de apps da Huawei não deverá ser um problema. Porém, o grande desafio fica por conta de um suporte a ferramentas as quais exigem ao menos o Google Play Services instalado.

Exemplo antigo

Além das famosas ROMs customizadas, como LineageOS, um dos grandes casos de uso do AOSP para a criação de um sistema paralelo foi para a linha Nokia X. A empresa – até então pertencente à Microsoft – criou um SO chamado Nokia Platform, a fim de tornar aquela série de aparelhos compatíveis com os aplicativos para Android.

Apesar de ter um launcher muito mais parecido com o Windows Phone, a Nokia permitiu que os usuários dos poucos dispositivos da X-Series conseguissem instalar apps por APK ou outras lojas de terceiros, como o Aptoide.

Entretanto, ainda havia o problema de rodar os apps com exigência dos serviços do Google. Pelo fato de a linha Nokia X não ter ganhado tanta expressão quanto a Huawei atualmente, a solução acabava por ser apenas uma: fazer root no smartphone.

Para quem não conhece, “root” é um processo para liberar o acesso de “super administrador” e permitir que apps executem comandos privilegiados, não liberado de forma nativa. Com ele, era possível até instalar os GApps no Nokia Platform. No entanto, vale ressaltar que o procedimento não é recomendável para quem não tiver conhecimento de como fazê-lo – e o TudoCelular não se responsabiliza pela sua tentativa.

Ark OS e suas incertezas

Por ainda não ter grandes informações sobre as suas características, é difícil saber qual será o caminho tomado pela Huawei para contornar o fim da parceria com o Google. A opção pelo AOSP seria a alternativa com maior facilidade para o Ark OS oferecer uma “experiência Android” sem precisar de muitos esforços.

E aí, qual é o seu palpite para o futuro sistema operacional da Huawei? Compartilhe conosco a sua opinião!


8

Comentários

Detetive TudoCelular: Huawei pode repetir caso antigo para tornar Ark OS quase um Android

OnePlus 6 e Redmi Note 5 entram na lista dos 15 aparelhos mais radioativos

Huawei no Brasil fará diferença? Positivo fecha trimestre no vermelho

Samsung Galaxy J7 Pro ou Motorola Moto G5S Plus? Comparativo TudoCelular ajuda a escolher

Ranking TudoCelular: gráficos com todos os testes de desempenho e autonomia até junho