LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Evite golpes: passo a passo para obter o auxílio de R$600 | Tutorial TudoCelular

07 de abril de 2020 41

Nesta terça, dia 07 de abril, o Governo liberou o acesso ao seu aplicativo oficial para que as pessoas possam se cadastrar e receber a Renda Básica Emergencial. Através de um app ou site, pelo seu celular ou computador você consegue preencher seus dados para conseguir sacar esse dinheiro.

Se você quer saber como baixar, acessar e preencher direitinho, confira agora um tutorial aqui no TudoCelular.

Tenha cuidado, evite golpes

Primeiro, você precisa saber que existe apenas um aplicativo oficial para pedir o benefício. Todos os outros são de oportunistas que já encheram a Play Store e a App Store de apps falsos. Sites falsos também já existem.

Esses apps e sites pegam suas informações pessoais e as utilizam para roubar seu benefício ou usam seus dados para fazer cadastros em outros lugares, dando golpes. Tome cuidado com isso e, muito importante, use apenas o app e o site que estão na descrição, não baixe nada além disso. O ícone do aplicativo tem que ser como esses abaixo:


Quem tem direito ao benefício

Se você está com dúvidas sobre ter direito ou não a sacar a grana, o site oficial para conferir as informações é o https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio, onde você também pode fazer o cadastro.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, para receber essa ajuda, é preciso corresponder aos seguintes requisitos:

  • Ter mais de 18 anos
  • Não ter emprego formal
  • Não receber os seguintes benefícios:
    • Previdenciário
    • Assistencial
    • Seguro-desemprego
    • Programa de Transferência de Renda Federal (Bolsa Família não impede receber Auxílio Emergencial).
  • Ter renda familiar mensal de:
    • Até R$ 522,50, por pessoa ou
    • Até R$ 3.135,00, renda familiar total
  • Não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70
  • Exercer atividades em uma das seguintes condições:
    • Micro Empreendedor Individual (MEI)
    • Contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social
    • Trabalhador Informal

Se você já recebe o Bolsa Família, pode escolher o auxílio emergencial de 600 reais se ele for maior do que o dinheiro que você já recebe. Essa troca vai valer por três meses, o mesmo tempo em que o auxílio vai valer para todo mundo.

Se você não sabe mexer com aplicativos, não consegue acessar a internet ou outro problema, pode ligar no telefone 111 ou ainda ir em agências da Caixa ou em lotéricas para tirar dúvidas e fazer o cadastro.

Quem já está cadastrado no Cadastro Único ou no Bolsa Família não precisa fazer esse cadastro no app de Auxílio Emergencial.

Tenha paciência

Se você está tentando obter informações ou se cadastrar agora no começo, é preciso ter paciência. São muitas pessoas acessando o sistema ao mesmo tempo, seja pela internet, pelo app ou nas agências.

Isso vai fazer com que, pelos próximos dias, você encontre dificuldades para acessar tudo. O site e o app podem dar problemas, erros e fechar repentinamente. Tenha calma e tente novamente em alguns minutos ou em algumas horas.

Não há limite de tempo estabelecido para pedir o benefício, todos os que têm direito e fizerem o cadastro receberão. Agora, vamos aprender como fazer o cadastro e usar o app e o site.

Como fazer o cadastro no auxílio de R$ 600?

No Android, baixe e instale o app Caixa | Auxílio Emergencial para Android cujo link está abaixo. Clique em Instalar, espere terminar e clique em Abrir. Em seu iPhone, baixe e instale o app para iPhones. Clique em Instalar, espere terminar e clique em Abrir.

CAIXA | Auxílio Emergencial

Desenvolvedor: Caixa Econômica Federal

Preço: grátis

Tamanho: varia de acordo com o dispositivo

Para fazer pelo site, acesse o site https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio.

  • Clique em “Realize sua solicitação”
  • Confira as regras para ter direito ao auxílio de 600 reais por três meses
  • Se cumprir os requisitos, toque nos dois quadradinhos, informando que se enquadra e que autoriza o uso dos seus dados para que o Governo cheque a veracidade das informações.
  • Clique em “Tenho os requisitos, quero continuar”.

A próxima tela pede os seus dados pessoais, preencha com atenção para não errar nada.

  • Preencha com seu nome completo, CPF sem pontos e números (o sistema completa para você), data de nascimento (também só os números) e o nome completo da sua mãe.


A seguir, se você não tem seu cadastro já feito no Cadastro Único, aparece uma tela para preencher o seu número de celular.

  • Preencha com seu número de celular sem parênteses ou traços, o sistema completa, mas coloque o seu DDD. A seguir, selecione na lista qual a sua operadora, a marca do seu chip. Clique em continuar.
  • Na nova área, digite o código que você receber por celular. Ele será enviado via SMS para o seu smartphone, basta conferir no app em que você recebe mensagens. Pode levar até 10 minutos para receber. Se não receber, feche o app e comece novamente.
  • Clique em Continuar.


Então, a tela de Dados complementares aparece, veja como preencher:

  • Escolha na lista quanto você ganhava em média até o começo da quarentena, quando passou a ter dificuldades para receber dinheiro. Não dê informações erradas, pois a Receita pode conferir esse valor.
  • Selecione a sua última atividade profissional.
  • Escolha o estado onde mora e a cidade onde vive.
  • Clique em Continuar.


Agora, a área é Composição Familiar. Preencha:

  • Digite quantos membros da sua família que moram com você e possuem CPF na casa. Isso inclui filhos, pais, esposa ou marido, tios, etc. Não tem problema morar sozinho, mas se outras pessoas na sua casa tiverem CPF, é preciso informar.
  • Seus dados vão aparecer e você pode clicar no quadrado caso seja mulher e chefe de família, sem companheiro, para receber o auxílio duplo.
  • Depois, há um botão de nome “Adicionar membros da família”, para ser usado se mais pessoas morarem com você.
  • Clique nesse botão e preencha o grau de parentesco, CPF e a data de nascimento da pessoa.
  • Clique em “Adicionar membros da família” para preencher cada membro da casa.
  • Clique em Continuar.


O app segue e chegamos a parte “Recebimento do benefício”. Você tem duas opções, Receber em uma conta existente que esteja no seu CPF (e servem até contas digitais) ou abrir uma conta digital da Caixa. O dinheiro vai cair na conta existente a partir do dia 08 de Abril, e se você abrir uma nova, ela é digital e gratuita, da Caixa, e o dinheiro será depositado nela.

Se escolher uma conta que já existe:

  • Escolha o banco onde tem a conta (pode ser conta digital)
  • Escolha tipo de conta, Poupança ou Corrente.
  • Preencha com a agência, conta e dígito da conta.


Se escolher abrir uma conta nova, chamada Poupança Social Digital, o app vai pedir que você escolha entre RG ou número de habilitação, e você deverá preencher esses dados.

Quando preencher tudo, aparecerá um resumo de todas as informações que você preencheu. Aproveite para conferir se está tudo correto, e se precisar corrigir algo, clique na frase “Corrigir…”. No final, clique no quadrado onde você declara ter preenchido tudo corretamente e autoriza o uso dos seus dados. A seguir, clique em “Concluir sua solicitação”.

Um aviso escrito “Obrigado! Sua solicitação de Auxílio Emergencial está em análise” aparece. Se você já tem o Cadastro Único, Bolsa Família ou outro benefício, basta preencher seus primeiros dados pessoais e o aviso que aparece é “Você está no Cadastro Único do Governo Federal”, e o app vai informar que os seus dados serão avaliados.

Clique em “Entendi”. O auxílio já está sendo preparado para você e será depositado automaticamente na conta já cadastrada antes.

Como conferir o andamento da aprovação do benefício

Depois, você pode conferir uma vez por dia o andamento da avaliação, mas ela deve levar até 24 horas.

  • Entre novamente no aplicativo e clique em “Acompanhe a sua solicitação”.
  • Digite seu CPF sem pontos e números (o sistema completa para você).
  • Clique no quadradinho para provar que não é uma máquina preenchendo automaticamente, clicando depois em Continuar.
  • Você receberá um novo código no smartphone que deve ser preenchido na área pedida.
  • Clique em Continuar.
E se der erro?

Alguns leitores informaram erros no preenchimento de dados. Apesar de preencherem tudo corretamente, algumas vezes o app pode informar que "Os dados não encontrados não conferem com os da receita federal". Você pode ter digitado uma data ou um nome errado, confira certinho se não comeu nenhuma letra.

Se você casou ou mudou de nome e ainda não mudou isso na Receita Federal, precisa usar seu nome antigo.

Isso também pode ser um erro de excesso de acessos, basta tentar novamente dentro de algumas horas. Outros relatam que o app desliga sozinho, ou que aparece um erro em Inglês, ou ainda o erro “Ops! Dados não encontrados”. Nesses casos, é a mesma coisa, espere algumas horas e tente novamente.

Quando vou receber o benefício?

Você preencheu o app e ele te disse obrigado, e agora? Foi aprovado? Como saber se vai receber?

Para conferir, acesse o app uma vez ao dia para ver como está a sua solicitação, que deve levar até 24 horas para ser processada.

Para pessoas que estão no Cadastro Único, mas não são beneficiários do bolsa família

  • Dia 9 de abril, para quem tem conta no Banco do Brasil e poupança na Caixa;
  • Dia 14 de abril, para os demais trabalhadores;

Informais que se cadastrarem pelo aplicativo ou site

  • Cinco dias úteis após o cadastro;

Beneficiários do Bolsa Família

  • Calendário regular, sempre nos 10 últimos dias úteis de cada mês;

Para beneficiários do Bolsa Família, as parcelas serão parcelas pagas em abril, maio e junho.


41

Comentários

Evite golpes: passo a passo para obter o auxílio de R$600 | Tutorial TudoCelular

MIUI, OneUI, EMUI: as diferenças entre as interfaces Android | TudoCelular Entenda

Mi 9 vs Mi Note 10 Pro: top custo benefício ou intermediário caro? | Comparativo

Galaxy A20 vs Galaxy A20s: para manter o preço, não aconteceu a evolução | Comparativo

OnePlus 6 e Redmi Note 5 entram na lista dos 15 aparelhos mais radioativos