LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Redmi Note 9 vs Note 8: supera irmão Xiaomi mais vendido do mercado? | Comparativo

25 de junho de 2020 61

O Redmi Note 8 é um sucesso de vendas no mundo e todos os meses está entre os celulares mais buscados no site TudoCelular.com. Com o lançamento do seu sucessor muita gente acaba criando expectativas na esperança de que o novo seja melhor que o anterior. Lançado por R$ 2.699 no Brasil, o Redmi Note 9 chega com preço bastante salgado. E aí surge a dúvida: vale investir na novidade ou é melhor economizar e escolher o mais antigo?

Índice do comparativo

Design

Redmi Note 9

Redmi Note 8

Do Redmi Note 7 para o Note 8 tivemos poucas mudanças. O design frontal foi praticamente mantido com o entalhe em formato de gota e mesmas dimensões. Agora no Note 9 a Xiaomi decidiu adotar um entalhe mais moderno com furo no canto da tela.

Essa mudança permitiu reduzir as bordas e entregar maior aproveitamento frontal, mas isso não faz o novo ser mais compacto que o antigo porque a Xiaomi decidiu aumentar a tela. O Note 9 não é apenas maior como também é mais gordinho e pesado. Mesmo que tenha trocado a traseira de vidro por uma mais simples de plástico.

77.2 x 162.3 x 8.9 mm
6.53 polegadas - 2340x1080 px
75.3 x 158.3 x 8.4 mm
6.3 polegadas - 2340x1080 px
Ir para página de comparação

Podemos pôr a culpa disso na bateria que cresceu e agora tem 1.020 mAh a mais que antes. De qualquer forma, a troca de materiais não impacta tanto na qualidade de construção e algumas pessoas nem devem notar diferença. Mas se busca o mais compacto e com qualidade mais premium, vai preferir o Note 8.

A boa notícia é o que o novo está mais completo por agora vir com Bluetooth 5.0 e NFC. De resto ambos são iguais, incluindo emissor de infravermelho no topo. O leitor biométrico continua na traseira e funciona bem nos dois, apenas o layout que mudou no Note 9 e agora fica próximo do bloco das câmeras.

Iniciamos com empate: o antigo é mais compacto e tem melhor qualidade, enquanto o novo é mais completo.

Multimídia e software

Tela e som


A tela cresceu e continuou com a mesma tecnologia IPS LCD e resolução Full HD+ de antes. A parte negativa é que o Note 9 entrega menos brilho e contraste inferior ao seu antecessor. Usar o celular fora de casa ficou mais complicado e até as cores ficam mais lavadas na tela.

Aliás, a calibração padrão adotada pela Xiaomi é ruim deixando o cinza parecido com ciano. Você pode reduzir isso nas configurações de tela, mas não chegará na mesma reprodução de cores do Note 8.

O novo mantém o mesmo alto-falante na parte inferior de antes, mas agora com som menos potente e mais abafado. É incrível como a Xiaomi não dá atenção à parte sonora dos seus smartphones.

O mesmo podemos dizer para a qualidade do som ao ouvir músicas com fones de ouvido. Há muito mais distorção na reprodução sonora do que normalmente vemos em intermediários de outras marcas.

E damos ponto duplo ao Redmi Note 8 por melhor tela e alto-falante.

Software


O Redmi Note 9 sai da caixa com Android 10 e MIUI 11 e logo em breve receberá a nova interface da Xiaomi. Já o Note 8 ainda segue preso ao Android Pie, o que deixa claro que a fabricante chinesa não dá muita atenção aos seus smartphones intermediários e o mesmo pode acontecer ao Note 9 quando o Android 11 for lançado.

Os recursos são os mesmos nos dois. Você pode curtir o Game Turbo 2.0 que vem com o Note 9 para aprimorar a experiência com jogos e até medir a taxa de fps. O recurso de controle remoto funciona bem nos dois, sendo compatível com diversos eletrônicos.

Note 9 leva ponto na parte de software.

Desempenho

Quanto menor o tempo, melhor

O Note 8 vem equipado com Snapdragon 665, bastante popular e presente em vários intermediários lançados em 2020. No Note 9 temos o Helio G85, uma plataforma mais recente da MediaTek e que está presente em poucos celulares. Qual é melhor?

Em nosso teste de velocidade tivemos uma boa vantagem para o Redmi mais antigo. É uma diferença de mais de um minuto no tempo de abertura e reabertura de apps e jogos, e você sentirá essa diferença na prática.

Isso não quer dizer que o novo hardware da MediaTek seja fraco. A prova disso é que em testes sintéticos de benchmarks ele foi em média 15% mais rápido. Em jogos os dois mandam bem em qualquer título para Android. É até possível jogar PUBG em HD com qualidade alta no Note 9 sem engasgos.

Damos ponto ao Redmi Note 8 por melhor desempenho.

Bateria

Quanto maior o tempo, melhor (exceto recarga)

A bateria cresceu e como esperado a autonomia aumentou. Em nossos testes tivemos uma diferença de 25% na duração de bateria. Isso quer dizer que quando o Note 8 descarregar, o Note 9 ainda terá um quarto da bateria sobrando para usar. Ele pode não render dois dias completos, mas sobrará um pouco de carga para o dia seguinte.

E a melhor parte é que a Xiaomi foi mais generosa com o carregador que vem junto na embalagem e entrega potência maior do que antes. Isso faz com que o Note 9 demora menos para recarregar, mesmo que tenha uma bateria consideravelmente maior.

E damos ponto duplo ao Redmi Note 9.

Câmeras

Até agora temos um empate, o que mostra que as duas gerações estão balanceadas. O que compromete o novo lançamento da Xiaomi é sua câmera. Temos o mesmo conjunto com câmeras de antes, incluindo até resolução e abertura focal similares. Era esperado ver mesma qualidade para fotos e vídeos, mas não é isso que acontece.

A câmera principal do Redmi Note 9 sofre com nitidez, tem cores mais frias, as sombras perdem detalhes e o HDR não ajuda a balancear o resultado final. A qualidade também caiu com a lente grande-angular e sofre bastante em locais fechados e à noite. A macro e a de profundidade sofrem menos que as demais. Mas fica claro que parte da culpa está na falta de um bom processamento do hardware da MediaTek.

Note 8 leva a melhor em fotos.

Fotos tiradas com o Redmi Note 9

Na frontal temos a mesma câmera de 13 MP nos dois com abertura focal menor no Note 9, o que resulta em selfies mais escuras. O Note 8 registra mais detalhes da pele e apresenta melhor equilíbrio entre contraste e cores.

A câmera frontal do Note 9 sofre mais em locais com luz mais fraca. Se você tira mais selfies à noite é melhor escolher o mais antigo. O modo retrato também funciona melhor no Note 8 e não desativa o HDR deixando o fundo da foto estourado.

Para selfies damos ponto ao Redmi Note 8.

Fotos tiradas com o Redmi Note 8

E por fim temos a filmadora que também sofreu retrocesso: antes filmava em 4K e agora está limitada apenas a Full HD. A qualidade caiu junto com a resolução e há mais tremidos do que antes. Pelo menos o foco continua ágil. A parte mais decepcionante é que o áudio gravado é apenas mono.

Fechamos a parte de câmera com o último ponto para o Note 8.

Preço

Como dito no início, o Redmi Note 9 chegou por salgados R$ 2.699 no Brasil. Atualmente é possível comprar o Note 8 nacional por R$ 2 mil e se optar pela versão com 128 GB de armazenamento ainda vai pagar menos do que a Xiaomi pede em seu novo intermediário.

Mesmo que decida partir para o importado vai economizar se escolher o Redmi Note 8, que é um celular melhor no geral.

Por ter melhor custo-benefício, damos o último ponto ao Note 8.

7.8 Hardware
3.9 Custo Benefício

Redmi Note 9

Comparar Aviso de preço
8.2 Hardware
5 Custo Benefício

Redmi Note 8

Comparar Aviso de preço

Conclusão

O Note 9 chegou com design mais atual, conjunto mais completo e melhor bateria, mas cobra caro por isso. Faz sentido comprá-lo? De forma alguma. É melhor você economizar e escolher o Note 8 que entrega melhor qualidade de construção, tela com brilho mais forte, som mais potente, desempenho superior e melhor conjunto de câmeras. O que decepciona é ainda estar no Android Pie, mas em breve deverá ser atualizado.

RESULTADO

Redmi Note 8: 8 PONTOS

  • Mais compacto e leve
  • Tela com brilho mais forte
  • Som mais potente
  • Desempenho superior
  • Melhor câmera para fotos
  • Melhor para selfies
  • Filma com melhor qualidade
  • Melhor custo-benefício

Redmi Note 9: 4 PONTOS

  • Design mais atual e completo
  • Software mais recente
  • Maior autonomia de bateria
  • Menor tempo de recarga

Esperava mais do Redmi Note 9 ou acha que a Xiaomi ainda tem um bom intermediário contra a concorrência? Comente abaixo.

(atualizado em 01 de outubro de 2020, às 04:06)

61

Comentários

Redmi Note 9 vs Note 8: supera irmão Xiaomi mais vendido do mercado? | Comparativo

Galaxy A20s vs A21s: vale trocar ou ir direto no mais novo? | Comparativo

Galaxy M31 vs LG K61: qual o melhor celular intermediário barato? | Comparativo

Galaxy M31 vs A51: você tem certeza que deve levar o celular mais novo? | Comparativo

Galaxy M31 vs Moto G8 Power: buscando o melhor intermediário de 2020 | Comparativo