LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Mi 11 Ultra: top de linha Xiaomi é o verdadeiro rei das câmeras? | Análise / Review

16 de julho de 2021 26

Temos em mãos o Mi 11 Ultra, o celular mais avançado da Xiaomi e que veio para brigar com as melhores opções da Samsung e Apple. O seu design está mais ousado e traz bloco gigante de câmeras com direito a uma pequena tela secundária herdada da Mi Band 5. O que ele tem de bom e ruim? Vamos descobrir.

O Mi 11 Ultra tem acabamento premium com corpo de metal e traseira em cerâmica, além de ter certificação IP68 para proteção contra água e poeira. Há Gorilla Glass Victus para proteger a tela contra riscos e possíveis quebras. O top da Xiaomi não tem entrada P2, mas vem com adaptador na caixa, o que é raro nos dias atuais.

A tela AMOLED tem painel de 120 Hz, brilho forte e cores bem calibradas. Ela vem por padrão em modo 60 Hz para ajudar a bateria a render mais, mas vale a pena mudar para o modo automático que vai de 30 a 120 Hz para ter fluidez superior. Há som estéreo com alto-falantes da grife Harman Kardon que entregam boa potência e qualidade sonora.

O celular vem equipado com a plataforma Snapdragon 888 aliada a muita memória RAM. Em nosso teste de velocidade não vimos um salto comparado ao Mi 11 ou mesmo o Mi 10 Ultra, mas a MIUI 12.5 já mostrou em outros aparelhos que carece de otimização. Pelo menos ele rodou todos os jogos na qualidade máxima com a melhor fluidez possível.

A bateria de 5.000 mAh poderia render mais. Ela tem boa autonomia e até pode durar o dia todo se não exigir muito do aparelho e com a tela em 60 Hz. Ele fica abaixo do rival da Samsung que entrega muito mais autonomia com a tela em 120 Hz. Pelo menos o modelo da Xiaomi passa pouco tempo na tomada para ter a bateria completamente recarregada.

O Mi 11 Ultra estreia o novo sensor de 50 MP da Samsung. Ele registra ótimas fotos de dia e não sofre com ruídos à noite. A ultra-wide captura imagens mais limpas que o iPhone e a teleobjetiva consegue fazer boas fotos com o zoom óptico de 5x, mas ainda incapaz de competir com o zoom avançado do S21 Ultra. A frontal registra boas selfies, mas poderia ser melhor em locais mais escuros.

Vale a pena comprar o Mi 11 Ultra? Depende. O modelo tradicional será uma melhor escolha para quem não liga tanto para câmeras. Esperávamos mais do modelo mais poderoso da Xiaomi, especialmente no multitarefas e na duração de bateria. Para mais detalhes, só conferir a análise completa pelo link abaixo.

O Xiaomi Mi 11 Ultra ainda não está disponível nas lojas brasileiras. Para ser notificado quando ele chegar clique aqui.

26

Comentários

Mi 11 Ultra: top de linha Xiaomi é o verdadeiro rei das câmeras? | Análise / Review
  • O tamanho do coro que tomou do Iphone 12 em desempenho, 18 segundos kkkkk.

    Androidinho tá cada ano ficando mais pesado e judiando mais dos processadores. Perdendo até para as versões anteriores no android 10 e 9.

      • O preço no Brasil será de 8.000,00 pra cima,prefiro esperar baixar pra 3.000 para poder ter ele pois o preço do produto Android sempre cai, diferente do celular da maçã mordida o xiaomi é acessível e menos burocrático.

          • Detesto esse site, mas como amante de tecnologia eu sempre me disponho a ver opiniões alheias... Porém o motivo pelo qual não vou com esses pseudo reviews é que sempre querem por iphone no meio... Samsung e xiaomi tem tanto a oferecer... Todos os big techers do mundo colocaram mi11 ultra como # mundo em câmeras e dxmark que faz reviews minuciosos em condições diversas testando sensor das câmeras....
            Daí me ver o grandioso "tdc" falar que a tela traseira não tem muita utilidade?
            Falar sobre bateria? Em um aparelho com 5000mha?
            Falar que esperava mais de um aparelho que vai te atender brutalmente bem em tudo?
            Apple está atrasar há anos... Mesmo assim consegue alienar muitos...
            Qualquer Android topo hoje em dia bate fácil na maçã... Em tudo... Se você não for fã baba tal qual tdc sabe que é verdade... Prova é que tem uns 7 aparelhos Android na frente do 12 pro max em câmeras que é o topo até a data de hoje... E custam beeeeem menos e entregam bem mais... Como baterias enormes
            Telas com refresh rate de até 144htz
            Biometria na tela pois deve ser maravilhoso ter faceid em pandemia né?
            Enfim...
            Mais um review de fã da maçã

            • Teria um, mas está bem longe do que eu gastaria com smartphone..
              Gostei da disposição das câmeras.

                • O tudo celular não faz revisão antes de publicar as matérias? Na análise está misturado as informações de desempenho e bateria... E parabéns por colocarem fotos do mesmo cenário do Mi 11 e do IPhone 12 facilita ter uma ideia do desempenho de ambos lado a lado nesse quesito

                    • Só por ter o snapdragon já vale a pena. Reportagem tendenciosa essa aí. Minha opinião

                      • Pensei que a câmera traseira serviria para tirar self com mais qualidade. Eu achei lindo e compraria com certeza se tivesse grana.

                          • A tela traseira só serve para fotografia com o sensor principal (Não sei se a Ultra Wide está funcionando para esse fim), se eu não estiver enganado. Não filma com ela. Triste, tem a possibilidade de fazer gravação mas não faz, ou então, tem alguma limitação para fazer isso.

                              • Pode usar a câmera traseira e aquela telinha que tem atrás para se ver antes de fotografar

                                • Faz um Vídeos com os melhores celulares com autonomia de bateria %uD83D%uDD0B os 10 melhores

                                    • Tela secundária deve contar na pontuação de selfie e recursos...

                                        • tela secundária só pra encher linguiça....

                                          • "tela secundária não tem muito utilizade"

                                            Se fosse no iPhone seria ponto positivo por inovação. rs

                                            • Estabilização eletrônica?

                                              Galaxy Z Fold 2: dobrando melhor do que você esperava | Hands-on em vídeo

                                              Moto G9 Plus vs Moto G8 Plus: uma nova geração realmente evolui? | Comparativo

                                              Galaxy A20s vs A21s: vale trocar ou ir direto no mais novo? | Comparativo

                                              Galaxy M31 vs LG K61: qual o melhor celular intermediário barato? | Comparativo