LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

OnePlus 10T: top de linha regrediu para reduzir também o preço | Vídeo hands-on

05 de agosto de 2022 6

A OnePlus segue lançando atualizações de seus flagships entre gerações, que a empresa apenas denomina como modelo T, algo como a Apple fazia com os iPhones antigamente que carregavam a letra S no final do nome. Este ano não tivemos um OnePlus 10, mas apenas a versão 10 Pro. Mesmo assim, não impediu a fabricante chinesa de lançar a versão atualizada 10T, sendo esta que iremos conhecer hoje graças a uma parceria com o HDBlog.

Índice do hands-on

Design e acessórios

O design do 10T é bastante parecido com o do OnePlus 10. Ao olhar de perto verá que o acabamento é diferente: o Pro tem o bloco de câmeras feito em cerâmica, enquanto o 10T usa do mesmo vidro da traseira com Gorilla Glass 5. Além disso, as laterais em metal dão lugar a um acabamento mais simples de plástico.

Há pequenas diferenças no próprio bloco de câmeras. O flash foi realocado para a posição superior ao mesmo tempo em que dois dos quatro aros são maiores que os demais, diferente do OnePlus 10 Pro com design mais simétrico.

O acabamento do vidro traseiro muda de acordo com a cor escolhida: o modelo em preto traz uma textura única para melhor pegada e reduzir acúmulo de marcas de dedo; já a versão verde tem acabamento espelhado com pintura que imita cerâmica. A lateral em plástico é do tipo fosco e acompanha a cor da traseira.


Um detalhe curioso é que o 10T não vem com aquele botão deslizável para colocar o celular no silencioso, como é típico de celulares da OnePlus. Do lado esquerdo temos apenas a tecla de controle de volume, enquanto do lado direito há apenas o botão de energia.

As partes superior e inferior são menos curvas do que as laterais. No topo temos um alto-falante e o microfone para cancelamento de ruídos, enquanto na parte inferior há outro alto-falante, o microfone de chamadas, a entrada USB-C e a gaveta para dois chips. E como já esperado, nada de slot para microSD ou entrada para fones de ouvido.

A frente do aparelho é coberta por uma peça plana de vidro com proteção Gorilla Glass 5. A moldura é fina e apresenta bordas quase simétricas com bom aproveitamento frontal. A câmera de selfies fica localizada em furo na parte superior em posição centralizada.


O OnePlus 10T é um pouco mais espesso e levemente mais pesado comparado ao 10 Pro, por mais que este tenha uma bateria menor e troque o metal por plástico. Sem falar que ele não traz a certificação IP68 do modelo lançado no começo do ano, então nada de proteção reforçada contra água para este aqui.

A OnePlus manda com o 10T o mesmo carregador SuperVOOC de 150W que estreou com o 10R há alguns meses. É um carregador poderoso, mas há um pequeno detalhe: ele fica limitado a 125W em tomadas de 110v. Apenas aqueles que moram em região com 220v irão tirar o máximo proveito do carregamento acelerado do aparelho.

Em alguns mercados, como o indiano, a OnePlus também manda uma capinha de silicone de brinde com o celular.

Tela e hardware

Então temos a tela que traz o mesmo tamanho de 6,7 polegadas e taxa de 120 Hz do OnePlus 10 Pro, mas as semelhanças param por aí. O 10T não vem com o painel mais avançado do tipo LTPO 2 e temos aqui apenas uma tela Fluid AMOLED mais tradicional com resolução Full HD+ e não Quad HD como o modelo lançado anteriormente.

De qualquer forma, este painel adotado ainda é capaz de exibir um bilhão de tons diferentes com cores vibrantes que saltam aos olhos. A calibração nativa é boa e chega perto do considerado ideal dentro do padrão sRGB. O nível de brilho é alto e deve garantir uma boa visibilidade em locais com forte iluminação.

A tela do 10T vem por padrão no modo dinâmico que alterna a taxa de atualização a depender do conteúdo. Há suporte a HDR10, HDR10+ e HLG, mas nada de Dolby Vision como visto em alguns modelos recentes da Xiaomi. Por baixo da tela temos o leitor biométrico que neste caso é do tipo óptico e responde bem.

75.4 x 163 x 8.75 mm
6.7 polegadas - 2412x1080 px
Ir para página de comparação

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

  • Tela Fluid AMOLED com 6,7 polegadas, resolução de 2412 X 1080 pixels e taxa de atualização adaptativa de 120 Hz
  • Plataforma Snapdragon 8 Plus Gen 1 da Qualcomm
  • GPU Adreno 730
  • 8 GB, 12 GB ou 12 GB de RAM
  • 128 GB ou 256 GB de armazenamento interno
  • Câmera frontal de 16 MP
  • Três câmeras traseiras:
    • Lente principal com sensor de 50 MP
    • Lente ultra grande-angular com sensor de 8 MP
    • Lente macro com sensor de 2 MP
  • Conexão 5G SA / NSA, WiFi 6, Bluetooth 5.3, NFC, USB-C 2.0, dual band e GPS
  • Bateria de 4.800 mAh com suporte para carregamento SuperVOOC de 150W
  • Android 12 sob a interface OxygenOS 12.1

Além das duas saídas de som para oferecer bom som estéreo com filmes e jogos, o OnePlus 10T também traz hardware de ponta para entregar desempenho ágil com qualquer tarefa. Temos aqui a combinação de Snapdragon 8 Plus Gen 1 com até 16 GB de RAM e 256 GB de armazenamento.

A bateria de 4.800 mAh é um pouco menor do que a de 5.000 mAh do OnePlus 10 Pro, mas ainda deve ser suficiente para uma boa autonomia. O poderoso carregador de 150W divide sua potência entre dois módulos de 75W para reduzir o aquecimento e evitar que a vida útil da bateria seja comprometida com o tempo.

Há várias melhorias no software assim como um chip dedicado que controla a corrente para evitar que as células da bateria entrem em desgaste desnecessário. A OnePlus alega que a bateria do 10T ainda será capaz de reter 80% de sua carga mesmo após 1600 ciclos completos de recarga, o que seria equivalente a 4 anos de uso.

Software

O OnePlus 10T sai da caixa com Android 12 modificado pela OxygenOS 12.1. A empresa já anunciou a versão 13 do seu sistema que será liberado em breve para o aparelho e outros recentes lançamentos da marca.

A fabricante promete três atualizações do Android, o que vai garantir que o 10T receba até a versão 15 do robozinho. Além disso, há a promessa de quatro anos de atualizações de segurança.

A OxygenOS 12.1 tem muito em comum com a ColorOS e traz diversos recursos que encontramos em celulares da realme e Oppo. Há várias opções de customização, assim como a possibilidade de expandir a RAM ao usar até 7 GB de armazenamento. A primeira impressão é positiva e o sistema parece responder muito bem mesmo com tarefas mais exigentes. Desempenho sempre foi o forte da OnePlus e isso parece não ter mudado.

Câmeras

O conjunto fotográfico do OnePlus 10T é formado por câmera principal de 50 MP com sensor Sony IMX 766, uma ultra-wide de 8 MP e uma macro de 2 MP, ambas com sensor da OmniVision e sem foco automático. A frontal também fica devendo ao ter foco fixo e aqui temos um sensor de 16 MP da Samsung.

Diferente do modelo 10 Pro, o 10T não traz a grife de lentes Hasselblad, o que deixa claro que temos um conjunto fotográfico mais modesto e que foi todo projetado apenas pela própria OnePlus. Mas o que isso implica na prática?

O 10T é capaz de registrar boas fotos, mas ele sofre do pós-processamento exagerado que é padrão em celulares inferiores da marca. Enquanto o 10 Pro trouxe um conjunto mais equilibrado, neste temos um celular que sofre um pouco em determinadas situações.

As cores saem um pouco distorcidas devido ao software que exagera na saturação, porém há inteligência artificial que reconhece o tipo de cenário e tenta fazer um ajuste mais correto. O contraste além do ideal também acaba matando detalhes nas sombras.


A ultra-wide não decepciona nas primeiras fotos capturadas e faz boas imagens, diferente da macro que peca nas cores, contraste e saturação. A frontal captura imagens em 4 MP e faz upscale para 16 MP, o que compromete um pouco a nitidez, mas ainda é capaz de registrar belas selfies.

A câmera principal é capaz de filmar em 4K a até 60 fps, mas se você pretende usar os recursos de melhoria de imagem com ajuda de inteligência artificial, a estabilização óptica ou mesmo o desfoque de fundo terá que filmar apenas em Full HD. Porém, a estabilização eletrônica está disponível em 4K. As demais câmeras filmam apenas em Full HD.

Primeiras impressões e preço

O que achamos do OnePlus 10T inicialmente? Ele é um bom celular com hardware de top de linha, apesar de deixar claro que cortes foram feitos para reduzir o preço, como as laterais de plástico, a ausência de resistência à água, as câmeras mais simples com uma macro de celular básico ou mesmo a falta do tradicional botão deslizável silenciador dos celulares da marca.

O motivo dos cortes está no preço de €719 para a versão com 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, enquanto a mais completa com o dobro de RAM e memória interna custa €819 (algo entre R$ 3,8 e R$ 4,3 mil). Vale o investimento? Saberemos apenas quando testarmos o OnePlus 10T para conferir seu desempenho, bateria e câmeras mais a fundo.

O OnePlus 10T ainda não está disponível nas lojas brasileiras. Para ser notificado quando ele chegar clique aqui.

6

Comentários

OnePlus 10T: top de linha regrediu para reduzir também o preço | Vídeo hands-on

Xiaomi 12S Ultra supera iPhone 13 Pro Max em teste de desempenho em jogos

Motorola Moto G Go tem design oficial e especificações reveladas em vazamento

Galaxy Z Fold 2: dobrando melhor do que você esperava | Hands-on em vídeo

Moto G9 Plus vs Moto G8 Plus: uma nova geração realmente evolui? | Comparativo