LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Xiaomi explica o porquê de seus smartphones não serem à prova d'água

19 de junho de 2016 77

Em um evento oficial de imprensa ontem, o fundador da Xiaomi finalmente esclareceu o público a respeito dos motivos que levam a empresa a não fornecer proteção à prova d'água em seus dispositivos, embora muitos de seus fãs peçam para a empresa que esse recurso seja incluído ao menos em seus carros-chefe.

Muitos usuários buscam por aparelhos resistentes à água e existem alguns modelos impermeáveis ou que apresentam alguma proteção mínima, sendo que uma parcela deles pode até mesmo ser submerso durante um período limitado de tempo.

A Samsung, que ofereceu proteção contra a água em alguns de seus modelos, está praticamente sozinha entre as fabricantes de aparelhos top de linha com esse tipo de tecnologia. A Sony, cuja linha Xperia Z destaca proteção contra água, eliminou essa vantagem em seus novos modelos Xperia X. A Motorola e HTC têm proteção limitada em seus dispositivos, suficiente apenas para respingos e chuva leve.

Lin Jun, co-fundador da Xiaomi

Uma empresa que nunca ofereceu impermeabilização de qualquer tipo em seus aparelhos é a Xiaomi. O fundador da empresa Lin Jun explicou por que eles decidiram não incluir essa proteção em seus dispositivos, apesar dos pedidos de seus clientes para que a incluíssem.

Em primeiro lugar dentre os motivos é que qualquer dano no aparelho fará com que a proteção à prova d'água venha a deteriorar-se. Isso pode acontecer mesmo com pequenos danos causados em um smartphone. Além disso, o custo da adição de impermeabilização também impede a Xiaomi de oferecer essa proteção aos seus lançamentos. Lin diz que poderia considerar o desenvolvimento de um modelo deste tipo, se seus clientes se mostrarem dispostos a pagar entre 20% a 30% do custo do produto, que seria o necessário para adicionar o recurso.

Mas até que isso aconteça, os proprietários de dispositivos Xiaomi terão que manter seus aparelhos longe da água.


77

Comentários

Xiaomi explica o porquê de seus smartphones não serem à prova d'água

OnePlus 6 e Redmi Note 5 entram na lista dos 15 aparelhos mais radioativos

Huawei no Brasil fará diferença? Positivo fecha trimestre no vermelho

Samsung Galaxy J7 Pro ou Motorola Moto G5S Plus? Comparativo TudoCelular ajuda a escolher

Ranking TudoCelular: gráficos com todos os testes de desempenho e autonomia até setembro de 2019