LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Niantic, desenvolvedora de Pokémon Go, já foi subsidiária da Google

12 de julho de 2016 16

A Niantic tomou uma notoriedade absurda ao redor do mundo após o lançamento de Pokémon Go, porém o que muita gente não sabe é que a companhia já emplacou outro título de sucesso anteriormente, sendo uma empresa fundada ainda em 2010. A história desta desenvolvedora começou quando John Hanke, principal responsável pela criação do Google Earth, foi incumbido de elaborar novas funcionalidades para o Google Maps, ainda na época em que realidade aumentada e navegação GPS estavam começando a ser exploradas.

Hanke então juntou sua equipe e começou a elaborar meios de levar mais funções voltadas para o Maps, algo que em 2012 culminou com o lançamento do aplicativo Field Trip, utilizado para auxiliar pessoas na exploração de cidades, busca por pontos de interesse e muito mais, tudo por meio da localização coletada pelo GPS. Este grupo formado por John Hanke e outros engenheiros da Google foi responsável por criar a Niantic Labs, que obviamente trabalhava como subsidiária da gigante das buscas e por isso contava com recursos muito mais abundantes do que uma startup qualquer, porém sem a mesma liberdade.

Em 2013 a nova companhia anunciou o Ingress, sendo este o primeiro grande jogo baseado em realidade aumentada para dispositivos móveis. O título rapidamente se mostrou um sucesso em diversos países, demonstrando que a Niantic Labs havia finalmente atingido um bom nível de maturidade, sendo então capaz de "se sustentar com as próprias pernas". Ainda assim, grande parte dos méritos pelo desenvolvimento do jogo foi para a Google, já que a empresa foi responsável por todo o aporte financeiro que tornou o projeto possível, além de seus desenvolvedores serem "crias" da casa.

Pokémon Go não foi o primeiro grande título da Niantic

Com a criação da Alphabet em meados de 2015, a Niantic Labs decidiu se tornar uma empresa totalmente independente ao invés de juntar-se ao novo conglomerado criado pela Google, podendo então finalmente guiar seus próprios projetos e partir para o rumo que achasse melhor. Por maior que seja a ironia, o primeiro trabalho independente da companhia foi justamente para a Google, onde ela auxiliou na criação de uma divertida brincadeira de 1º de Abril em que o Google Maps ganhou um mini-game da franquia Pokémon.

A partir daí, a Niantic foi atrás da NIntendo com o projeto do Pokémon Go, recebendo até mesmo um investimento de US$ 30 milhões para que pudesse dar andamento no projeto, algo com o qual a Google possui participação. Como vimos com o lançamento do Google na última semana, a empresa está mais do que pronta para dar voos ainda mais altos, podendo então continuar a evoluir o modo como a realidade aumentada é utilizada em smartphones e tablets de todo o mundo. Aos que estão curiosos sobre o atual cenário da Google com relação à Niantic Labs, a gigante das buscas é responsável por prover informações de mapas que Niantic usará em seus projetos, além de contar com uma boa quantidade de ações dentro da empresa.


16

Comentários

Niantic, desenvolvedora de Pokémon Go, já foi subsidiária da Google

OnePlus 6 e Redmi Note 5 entram na lista dos 15 aparelhos mais radioativos

Huawei no Brasil fará diferença? Positivo fecha trimestre no vermelho

Samsung Galaxy J7 Pro ou Motorola Moto G5S Plus? Comparativo TudoCelular ajuda a escolher

Ranking TudoCelular: gráficos com todos os testes de desempenho e autonomia até junho