LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Melhor fone de ouvido on-ear para comprar | Guia do TudoCelular

23 de setembro de 2021 71

Destaque de cada fone on-ear

O TudoCelular vem preparando vários guias para te ajudar a escolher o seu próximo celular para comprar, além de outros eletrônicos interessantes para comprar. E claro que não poderíamos esquecer dos fones de ouvido. Se você não curte os modelos intra auriculares que são inseridos no ouvido, aqui listamos as melhores opções de on-ear (os modelos que ficam sobre as orelhas).

Estes fones são mais compactos e leves que os do tipo over-ear (aqueles que cobrem totalmente as orelhas). Se você não é chegado em fone trambolhão e quer algo mais discreto para sair por aí ouvindo música na rua ou enquanto pratica atividades físicas, vai encontrar em nosso guia as melhores opções.

Lembrando que o foco aqui são fones com fio. Se você busca mais opções sem fio temos o guia com os melhores fones Bluetooth abaixo.

Nossa lista busca reunir modelos mais acessíveis que apenas entregam bom som, assim como modelos mais robustos que trazem tecnologias mais avançadas de cancelamento de ruído e qualidade de som profissional.

Os modelos serão organizados por preço, mas deixaremos claro o destaque de cada um e as vantagens de se investir em um modelo mais caro. Como os preços mudam com frequência, nem sempre os produtos listados estarão ordenados por preço perfeitamente.

Sony MDR-ZX110

Quer um fone on-ear baratinho, mas com design mais moderno e boa qualidade sonora? O MDR-ZX110 da Sony seria a nossa indicação por pouco mais de R$ 50.

Por este valor não espere alta qualidade de construção. Ele é feito totalmente de plástico e seu nível de conforto não chega a ser exemplar.

O seu destaque mesmo fica para a parte sonora. Curte graves mais fortes? Este é o diferencial do MDR-ZX110 nesta faixa de preço. O ruim é que o excesso de graves acaba sobrepondo os agudos, mas os médios não chegam a ser afetados.

Outro problema de exagerar nos graves é que ao aumentar muito o volume, você notará uma distorção acima da média. O isolamento acústico também não é dos melhores, mas o vazamento de som é um dos mais baixos dos modelos do nosso guia.

Philips UpBeat TAUH201

A Philips renovou recentemente a sua linha de fones de ouvido do tipo on-ear e chega apostando nos modelos da série 200 também conhecidos como UpBeat.

A aposta mais básica é o TAUH201, um fone tão leve que você esquecerá que ele está na sua cabeça. Ele tem cabo plano para reduzir o emaranhado com 1,2 m de comprimento.

Os drivers acústicos de 32 mm em neodímio proporcionam som nítido e graves bastante marcantes, como é de se esperar de um bom fone da Philips.

Há microfone integrado ao cabo com cancelamento de eco para garantir alta clareza de som nas suas chamadas. Você também pode usar o botão de chamadas para passar as músicas.

Sony MDR-ZX310

Começamos o nosso guia com o baratinho ZX110 e agora listamos o MDR-ZX310, que é uma versão melhorada. O acabamento e design são similares entre os dois fones de ouvido da Sony. O que muda é que este tem microfone e controles no cabo.

Enquanto o mais barato exagera nos graves, o ZX310 tem som mais equilibrado devido à faixa de frequência mais ampla, elevando a claridade dos agudos.

Ele também pode ser encontrado em outras cores não disponíveis no ZX110, além de contar com acabamento externo metalizado que carrega um plugue folheado a ouro para aumentar a qualidade de seu som.

Agora se espera melhor conforto ou maior isolamento acústico, ficará decepcionado com o ZX310. No geral, os dois são bem parecidos, mas vale a pena pagar a diferença neste aqui.

JBL C300

O C300 da JBL é mais uma boa opção por volta dos R$ 100. Ele é leve e tem qualidade de construção um pouco melhor que o Sony MDR-ZX110 e você terá que pagar apenas R$ 30 a mais por isso.

O seu cabo tem o mesmo comprimento de 1,2 metro (que é o padrão em fones de ouvido), porém aqui no modelo da JBL o cabo é um pouco mais grosso, o que aumenta sua durabilidade.

Como o modelo da Sony, este também foca bastante nos graves, mas não distorce tanto no volume máximo. Você pode usar um reprodutor de músicas com equalizador para tentar equilibrar a reprodução sonora.

O seu isolamento acústico é um pouco melhor que o da Sony, mas ainda é perceptível o ruído à sua volta. O vazamento de som não chega a ser muito alto.

JBL Tune 500

Quer uma opção mais caprichada da JBL? Por volta de R$ 130 é possível encontrar o Tune 500, que sucede o elogiado T450 que fez bastante sucesso por aqui ano passado.

Não confunda este com o 500BT, que é sem fio. O Tune 500 traz tecnologia Pure Bass para apresentar graves reforçados como a opção mais barata do nosso guia, mas com melhor qualidade.

Ele vem com botão dedicado para ser usado com assistentes virtuais, seja a Siri no iOS ou o Google Assistente no Android.

A sua qualidade é boa para o preço e ele entrega conforto acima da média comparado a outros nessa faixa de preço. O isolamento acústico é melhor que o C300 e também vaza menos som. Se você busca um bom fone de ouvido e não quer pagar muito, o Tune 500 seria nossa melhor indicação.

AKG K414P

A AKG é conhecida mundialmente por sua alta qualidade sonora. Com o fone K414P, você tem um fone que é compacto e leve, mas sem abrir mão da qualidade com sua estrutura de aço escovado. Ele tem duas borrachas laterais que tornam o uso mais confortável que o do famoso Koss Porta Pro (que está logo abaixo em nosso guia).

O seu cabo tem quase 2 metros de comprimento sendo suficiente para diversos tipos de uso. Ele é bastante utilizado como auxiliar para retorno de palco, pela alta fidelidade sonora e preço bastante acessível.

Para quem está de olho neste fone de ouvido para ouvir músicas com o celular, é bom estar ciente que ele acaba distorcendo um pouco quando o volume está no máximo, mas se você não se importa muito com a potência sonora, terá uma excelente qualidade de áudio.

Pelo valor que a AKG pede nele poderá ser uma compra mais interessante que outros que listamos em nosso guia. Mas para quem busca um fone mais robusto para músicas com batidas agressivas há opções melhores em nossa lista.

JBL Tune 500BT

Curtiu o Tune 500, mas está fugindo dos fios? Temos na nossa lista o 500BT, que é sua versão sem cabo que usa tecnologia Bluetooth, como já deu para imaginar pelo nome do modelo.

Ele é o sucessor do T450BT, um dos fones de ouvido Bluetooth de entrada mais buscados pelos brasileiros e que já apareceu em nosso guia de fones de ouvido sem fio.

Não há muito o que falar sobre o 500BT. Ele entrega a mesma qualidade sonora do irmão com fio, e as únicas diferenças que valem a pena comentar são a presença da tecnologia Bluetooth 4.1 e a autonomia média de 16 horas para a bateria.

O Tune 500BT é um bom fone básico com suporte à tecnologia Pure Bass da JBL para graves intensos. Seus drivers de 32 mm garantem uma boa reprodução de médios e agudos. Ah, e o suporte às assistentes do Google e Apple também está presente.

Philips SHB3175

Curtiu o SHL3075 da Philips, mas prefere uma alternativa sem fio já que seu celular não tem entrada P2? Tudo bem, também listamos o modelo SHB3175, que é igual, mas vem com tecnologia Bluetooth.

Este modelo também faz parte da linha BASS+ da Philips e promete som encorpado com batidas marcantes. Ele tem bom encaixe nas orelhas e é confortável, mas quando o volume está no máximo tende a vazar muito som. Isso vai incomodar um pouco quem estiver por perto.

Seus diferenciais para o modelo com fio ficam para a conectividade Bluetooth 4.1 com distância máxima de 10 metros e a bateria que entrega autonomia média de 12 horas de músicas.

No geral, é um bom fone com preço justo que entrega boa qualidade sonora e que não fica devendo para rivais da JBL e Sony.

Apple Beats EP

O Beats EP é uma boa opção de fone on-ear. Ele aperta mais na cabeça que outros da nossa lista, o que pode causar um pouco de desconforto ao usá-lo por várias horas, mas isso faz com ele seja bom para a prática de atividades, já que não escorregará fácil.

Seu cabo é o mesmo de fones mais caros da Apple e traz os mesmos controles para atender chamadas e música. A qualidade sonora é boa, dando destaque mais para os médios. Alguns podem achar os graves um pouco abafados, mas este fone reproduz qualquer tipo de música sem distorção.

Mesmo sendo mais apertado que outros, ele ainda deixa entrar muito ruído do ambiente e também há um vazamento de áudio acima do ideal.

A surpresa fica para o seu microfone no cabo, que registra uma qualidade sonora muito boa e até consegue suprimir os ruídos à sua volta com certa eficiência.

Sennheiser PXC 250 II

Fones de ouvido do tipo on-ear normalmente apresentam alto vazamento de som, o que vai incomodar quem estiver preto de você. O PXC 250 II da Sennheiser

Esse modelo é bastante leve, mas não traz um bom conforto. O problema não é nem tanto nas almofadas, mas sim a faixa que cruza a cabeça que tem pouco revestimento acolchoado.

Se curte um fone com estilo retrô e não curtiu a falta de graves do Porta Pro da Koss, o PXC 250 II traz graves com sub-graves mais presentes e sem interferir nas demais frequências. Por outro lado, o seu ponto fraco é justamente nos agudos, entregando menos clareza nas vozes que o da Koss.

O isolamento acústico é decente graças ao sistema de cancelamento ativo (que necessita de uma pilha AAA para funcionar), mas o destaque mesmo fica para o baixo vazamento de som, sendo o melhor dos modelos que listamos.


71

Comentários

Melhor fone de ouvido on-ear para comprar | Guia do TudoCelular

Galaxy Z Fold 2: dobrando melhor do que você esperava | Hands-on em vídeo

Moto G9 Plus vs Moto G8 Plus: uma nova geração realmente evolui? | Comparativo

Galaxy A20s vs A21s: vale trocar ou ir direto no mais novo? | Comparativo

Galaxy M31 vs LG K61: qual o melhor celular intermediário barato? | Comparativo