LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Sai LCD, entra OLED! Linha iPhone 12 tem especificações das telas vazadas

18 de maio de 2020 32

Vazamentos divulgados hoje pela Display Supply Chain Consultants revelaram diversos detalhes sobre as telas que serão usadas nos novos iPhones desse ano. As informações revelam que a Maçã deve permanecer usando painéis OLED, mas com inúmeras melhorias voltadas para sua qualidade e custo. Vale lembrar que a associação já havia vazado anteriormente detalhes sobre o sucessor do Galaxy Fold, indicando uso do Ultra-Thing Glass no novo dobrável da Samsung.

Conforme revelado por rumores mais antigos, a Apple deve lançar quatro smartphones nesse ano: o iPhone 12 Pro Max, o iPhone 12 Pro, o iPhone 12 Max e o iPhone 12. Cada um traria soluções diferentes para o display, mas enfim todos abandonariam as telas LCD em favor da tecnologia OLED.

iPhone 12 Pro Max

Como era de se esperar, o iPhone 12 Pro Max deve oferecer o melhor display da linha, sendo anunciado com a marca "Super Retina XDR". Com 6,68" e resolução de 2778x1284 pixels, o principal destaque da nova tela seria a aplicação da tecnologia Y-OCTA, que permite que os circuitos de toque sejam integrados ao painel OLED, dispensando a necessidade de uma camada extra para acomodar tais sensores e consequentemente tornando o display mais fino e barato. A Samsung seria a única fornecedora desses painéis.

O dispositivo traria ainda suporte a profundidade de cores de 10-bit, sendo capaz de exibir mais de 1 bilhão de cores. Com isso, a Apple seria uma das únicas a oferecer tal nível de fidelidade de cores, ao lado de OnePlus e OPPO, com seus OnePlus 8 Pro e OPPO Find X2 Pro. Por fim, a taxa de atualização finalmente faria jus ao nome Pro, e atingiria os 120Hz.

iPhone 12 Pro

Enquanto isso, o iPhone 12 Pro seria equipado com um display menor de 6,1" com resolução de 2532x1170 pixels, apresentando a mesma densidade de 458 PPI vista no irmão maior. A Samsung também seria a única fornecedora deste painel, que deve manter a profundidade de cores de 10-bit e o alto brilho, mas deixaria de lado a tecnologia Y-OCTA, usando uma camada extra para os sensores de toque. Ainda assim, também veríamos por aqui a taxa de atualização de 120Hz.

iPhone 12 Max

A novidade desse ano seria a versão Max do iPhone mais simples, que tomaria o lugar do iPhone 11. O novo modelo também viria equipado com tela de 6,1", mas teria seus painéis fornecidos pela BOE e pela LG, algo que já havia sido vazado no ano passado. Diferente de seu antecessor, o iPhone 12 Max deve finalmente abandonar a baixa resolução e adotar o mesmo número de pixels do modelo Pro, com 2535x1170 pixels e densidade de 458 PPI.

No entanto, como medida para diferenciar a linha Pro da normal, o dispositivo não deve trazer a alta profundidade de cores ou mesmo a alta taxa de atualização. Ainda assim, a qualidade dos novos painéis deve ser excelente, especialmente quando comparado com o utilizado no iPhone 11.

iPhone 12

Por fim, o iPhone mais básico compartilharia a maioria das especificações de seu irmão maior, mas trazendo tela de 5,4". Ainda não se sabe com certeza quem será responsável pelo fornecimento do display do iPhone 12, com algumas fontes apontando para a Samsung, enquanto outras indicam tecnologia BOE. Acredita-se que a resolução vista nos modelos maiores seja mantida, mas há chances da Maçã reduzir os números para manter os 458 PPI de densidade.

Ainda segundo os rumores, o lançamento da linha deve ser adiado para outubro, já que a produção dos painéis estaria atrasado em decorrência da crise causada pela COVID-19. De toda forma, não deve demorar muito para que mais detalhes dos aparelhos surjam.

Vale lembrar que a Apple pode ter novos problemas com o nome "iPhone" o Brasil, já que a Gradiente, com quem briga pela marca há mais de 12 anos, conseguiu levar a disputa para o STF. Os conflitos começaram em 2008, quando a gigante de Cupertino lançou seu primeiro smartphone em terras brasileiras. Meses antes, a fabricante brasileira havia conseguido os direitos do nome no país.


32

Comentários

Sai LCD, entra OLED! Linha iPhone 12 tem especificações das telas vazadas

iPhone XR vs iPhone SE: vale comprar o mais novo, mesmo mais simples? | Comparativo

iPhone SE vs iPhone 8: qual celular menos caro da Apple você deve escolher? | Comparativo

Ranking TudoCelular: gráficos com todos os testes de desempenho e autonomia até novembro de 2019

10 melhores smartphones top de linha para fotos e vídeos | Guia do TudoCelular