LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Três é demais?! Zenfone Max Shot está no nível de G7 Power e MS80X para fotos

14 de março de 2019 25

A ASUS oficializou, nesta quarta-feira, 13, dois novos smartphones exclusivos (por ora) para o público brasileiro. O Zenfone Max Plus M2 veio acompanhado do Max Shot, sendo este segundo uma versão do primeiro com três câmeras na parte traseira. Ambos têm, em seu interior, a nova plataforma Snapdragon SiP1, da Qualcomm.

Pensados para o consumidor brasileiro, os dispositivos têm como mote "sair do básico", ou seja, quer atrair o usuário do smartphone de entrada para ingressar na categoria intermediária. E um dos pontos fortes da campanha é o conjunto de câmeras, com flash para as selfies e recursos fotográficos inexistentes em modelos mais simples.

Na apresentação realizada em São Paulo, a fabricante comparou preços de alguns modelos vendidos em território nacional. O TudoCelular foi ao evento e tinha alguns modelos mais básicos em mãos, então aproveitamos para fazer um comparativo prévio de câmeras com esses concorrentes.

Além dos dois novos modelos, tiramos algumas fotos com o Moto G7 Power, da Motorola, e o MS80X, da Multilaser. São aparelhos mais baratos e que não oferecem tantos recursos em fotografia, mas que encaixam mais ou menos na proposta de pular do basicão para um intermediário de entrada.

76 x 159.4 x 9.3 mm
6.2 polegadas - 1520x720 px
76.24 x 159.28 x 8.49 mm
6.26 polegadas - 2280x1080 px
76.24 x 159.28 x 8.49 mm
6.26 polegadas - 2280x1080 px
76 x 156 x 7.7 mm
6.2 polegadas - 2246x1080 px
Ir para página de comparação

Dos aparelhos utilizados, apenas o Moto G7 Power não possui câmera dupla na parte traseira. O Max Shot é o único com uma terceira opção, que é uma grande-angular, para captar uma área maior do cenário na mesma imagem.

No geral, as especificações são bastante próximas, com uma ligeira vantagem dos modelos da ASUS na abertura da câmera principal. Na frontal, quem permite mais entrada de luz é o Ms80X. As resoluções variam pouco, então a comparação fica bem próxima.

Sem mais delongas, vamos às fotos.

Foto 1: cores

No primeiro cenário de nosso comparativo prévio, podemos analisar um pouco a diferença no balanço de branco, principalmente. G7 Power e Max Shot entregam resultados parecidos, com contraste mais forte no segundo, enquanto o Max Plus M2 tem uma imagem mais esbranquiçada, ou lavada, se você assim preferir.

O MS80X tem cores mais vívidas, ou seja, saturação um pouco mais acentuada. Mas em um nível ainda aceitável, deixando a foto mais chamativa.

Foto 2: foco e nitidez

No segundo cenário, podemos perceber que a nitidez é muito próxima nos quatro dispositivos. Aliás, a foto mais diferente é a do Max Plus M2, que ficou mais clara que a dos outros três. O que leva muita gente a considerar a melhor imagem, mas não é necessariamente verdade.

Foto 3: cores e nitidez

Agora uma imagem que mistura uma certa variedade de cores com mais de um elemento no quadro. Aqui fica mais evidente que nem sempre a foto mais clara é a melhor. O registro do Max Plus M2 lavou demais as cores e perdeu detalhes da imagem.

O MS80X tentou entregar cores mais quentes, mas acabou exagerando e registrou uma imagem amarelada. As melhores imagens são as do G7 Power e do Max Shot, mais equilibradas na temperatura e ambas com boa nitidez. A escolha fica por sua conta. Pessoalmente, eu escolheria a do modelo da Motorola.

Foto 4: Modo Retrato

Um smartphone atual não pode ser considerado uma câmera de bolso se não faz o efeito Bokeh, ou Modo Retrato. E é aí que o Moto G7 Power fica para trás da concorrência: só registra fotos com fundo desfocado se tiver uma pessoa na imagem.

Tecnicamente, os outros três foram muito bem nesse cenário proposto, com bom recorte no objeto da imagem (ok, uma taça de suco não é um desafio tão grande) e, enfim, resultados interessantes e totalmente "instagramáveis".

Foto 5: selfie

Nem todo mundo gosta, mas as selfies são essenciais na análise de um 'cameraphone'.E o Moto G7 Power foi o melhor dos quatro mais uma vez, entregando um resultado com boa nitidez e sem arriscar muito nas cores. O MS80X está razoável, mas um pouco tremido (e tiramos as fotos sempre mais de uma vez) e muito amarelado.

Já os dois novos dispositivos decepcionaram. Apesar de ser uma selfie e ter uma pessoa em frente à câmera, nenhum dos dois acertou o foco (note que o fundo não está tremido e nem embaçado). Um lembrete que, em fotografia, a pressa é inimiga da perfeição. E com aparelhos mais simples, é bom dar o tempo deles se encontrarem antes de fazer o clique.

Traduzindo: o foco das câmeras frontais é lento.

Por algum motivo, a selfie em Modo Retrato que tiramos com o Max Shot acabou se perdendo. Dificilmente ela saiu tão ruim quanto a do Max Plus M2, que simplesmente ignorou o fato que uma pessoa tem uma orelha, e que esta deve estar focada junto com o restante do rosto - ou, no máximo, levemente apenas desfocada.

O G7 Power desfocou bem pouco o fundo, mas ainda ficou melhor que a versão amarelada do MS80X.

Grande-angular (Max Shot)

As fotos com a câmera wide (grande-angular) do Max Shot não agradaram. As cores ficam lavadas, as laterais ficam muito distorcidas. Alguns vão justificar dizendo que é normal em lentes com essa angulação de 120°, mas o S10 tem uma ultra-wide de 123° com bem menos distorção.

Difícil encontrar algo para elogiar nessa câmera. Pega um quadro maior, mas a um custo muito elevado na qualidade. Não descarto que existam cenários em que a lente vai se dar bem. A questão é encontrar algum.

Conclusão

Os novos dispositivos da ASUS tiram fotos aceitáveis nos cenários que propusemos, mas a câmera frontal, especialmente o Modo Retrato, precisa de ajustes. Nada que uma atualização de software não possa corrigir.

Já a câmera grande-angular do Max Shot não serve para muita coisa: cores lavadas, distorção absurda, nível de detalhes bem abaixo da principal... Vai ser difícil encontrar cenários em que esta lente vai se sair bem.

No entanto, o Moto G7 Power, mais barato que ambos e com apenas uma câmera na parte traseira, saiu-se melhor em quase todos os cenários - tirando o Modo Retrato. Já o MS80X foi bem, mas também tem algumas falhas um pouco chatas, principalmente na temperatura de cores.

No geral, são quatro bons aparelhos básicos para tirar fotos. O nível de ruídos é baixo - apesar de todos os cenários terem iluminação razoável - e as imagens são bem ok para jogar nas redes sociais.

Quer conhecer melhor esses aparelhos e a proposta da ASUS? Dá uma conferida no nosso vídeo de hands-on abaixo.

(atualizado em 24 de maio de 2019, às 15:44)

25

Comentários

Três é demais?! Zenfone Max Shot está no nível de G7 Power e MS80X para fotos
Android

Melhores smartphones: TOP 5 do TudoCelular para você | Maio 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular