LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Comparativo em tamanho real: iPhone 13 Pro e 13 Pro Max vs S21 Ultra, Mi 11 Ultra e mais rivais

14 de setembro de 2021 3

A Apple apresentou os seus novos celulares iPhone 13 Pro e 13 Pro Max, em evento realizado nesta terça-feira (14). Eles se destacam por melhorias em desempenho, tela e câmeras, além do suporte ao 5G em mais bandas.

Mas o que os recém-anunciados smartphones da “Maçã” podem oferecer, na comparação com seus principais rivais do mercado? O TudoCelular preparou um Comparativo em tamanho real entre a linha Pro e concorrentes como Galaxy S21 Ultra, Mi 11 Ultra, Zenfone 8 Flip, P50 Pro e OnePlus 9 Pro, para mostrar a você os detalhes.

71.5 x 146.7 x 7.65 mm
6.06 polegadas - 2532x1170 px
78.1 x 160.8 x 7.65 mm
6.7 polegadas - 2778x1284 px
75.6 x 165.1 x 8.9 mm
6.8 polegadas - 3200x1440 px
74.6 x 164.3 x 8.38 mm
6.81 polegadas - 3200x1440 px
77.28 x 165.04 x 9.6 mm
6.67 polegadas - 2400x1080 px
72.8 x 158.8 x 8.5 mm
6.6 polegadas - 2700x1228 px
73.6 x 163.2 x 8.7 mm
6.7 polegadas - 3216x1440 px
Ir para página de comparação
Design e tela

Em design, a Apple ainda mantém a tradição que já perdura quatro anos de lançar seus celulares com um notch no formato retangular – mesmo menor desta vez –, algo que as demais fabricantes já abrirão mão por soluções que diminuem as distrações na tela. Contudo, os iPhones continuam sem um sensor biométrico físico e colocam as fichas no Face ID. Já os rivais Android entregam a possibilidade diretamente sob a tela.

Outra manutenção na atual família Pro de smartphones da “Maçã” está nas proteções, como Ceramic Shield para guardar a tela – assim como os rivais contam com Gorilla Glass, menos o P50 Pro – e certificação IP68 para resistir contra água e poeira – algo ausente apenas no Zenfone 8 Flip. Para seguir a linha que encontramos em modelos premium, há a construção de alumínio nas laterais, não diferente dos outros.

Finalmente, a Apple aumentou a taxa de atualização das telas de seus celulares, e agora promete tecnologia variável que pode chegar a 120 Hz. Isso a faz igualar seus principais rivais – menos o da ASUS.

Ainda assim, o display OLED está mantido nos iPhones, material que só está presente no smartphone da Huawei entre os demais aparelhos listados. Samsung, Xiaomi, ASUS e OnePlus já preferiram seguir no AMOLED, para ter um contraste superior.

Hardware e software

A Apple atualizou o seu chipset para o A15 Bionic, que promete núcleos de alto desempenho e outros focados em dar maior eficiência energética. Além disso, ele possui GPU de seis núcleos e outros 16 dedicados à Inteligência Artificial e suporte a 5G – assim como os demais modelos de outras marcas.

Segundo a companhia norte-americana, a sua nova plataforma é 50% mais rápida que os principais concorrentes flagships. Sem mencionar quais, a tendência é que se aplique tanto ao Exynos 2100, presente no S21 Ultra, como no Snapdragon 888, que equipa os demais concorrentes. Além disso, a performance gráfica seria 30% mais veloz que os rivais.

Outro detalhe é a presença de armazenamento de 1 TB no total. Estes são os iPhones com a maior quantidade já vista em um aparelho da marca. Entre os seus concorrentes, não há nenhum deles que tenha variante com essa quantidade de armazenamento – o máximo deles não passa de 512 GB.

Já em memória RAM, a Apple resolveu ampliar e agora entrega 8 GB de RAM, o que fica mais similar ao encontrado em variantes mais básicas de tops de linha Android, porém alguns já atingem 12 ou 16 GB. Ou seja, a aposta da “Maçã” mais uma vez ficará por conta das otimizações do seu sistema iOS.

Câmeras

A Apple permanece sem aumentar a resolução das suas câmeras, como as outras marcas fazem. A preferência da gigante de Cupertino é por incluir mais ferramentas específicas para determinadas funções. Para aprimorar as fotos noturnas, por exemplo, a opção foi por aumentar o tamanho do sensor e dos pixels, para capturar mais luz e detalhes.

Também foi mantido o sensor-shift que desloca fisicamente a lente para reduzir tremidos. Na prática, algo parecido com que os concorrentes aqui já trazem na estabilização óptica de imagem.

Já em vídeos, a Apple não quis incluir suporte a 8K, como foi iniciado no S21 Ultra e aplicado por Mi 11 Ultra, Zenfone 8 Flip e OnePlus 9 Pro. Isso significa que o iPhone 13 Pro e o 13 Pro Max chegam a 4K a 60 fps, porém aplicados também a todas as câmeras, diferencial que os demais não adicionaram.

Até mesmo a câmera de selfies filma nessa resolução com a mesma quantidade de quadros por segundo, algo que apenas o Galaxy também aplica. A Huawei ainda inseriu suporte a 4K na frontal em seu P50 Pro, porém limitado a 30 fps. Já a ASUS, neste ponto, é a que leva vantagem e permite vídeos de frente em 8K, uma vez que o sistema Flip utiliza as mesmas câmeras traseiras para essa tarefa.

Para você, os novos tops de linha da Apple são muito superiores aos concorrentes Android? Compartilhe conosco a sua opinião!

(atualizado em 23 de setembro de 2021, às 23:52)

3

Comentários

Comparativo em tamanho real: iPhone 13 Pro e 13 Pro Max vs S21 Ultra, Mi 11 Ultra e mais rivais
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Agosto 2021

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas