LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Concurso de fotografia da Zeiss divulga fotos finalistas e vencedor

15 de maio de 2019 4

Anunciado no fim do ano passado, o prêmio Zeiss de Fotografia divulgou os vencedores da edição deste ano. O tema proposto para o concurso de 2019 era de que os fotógrafos deveriam apresentar de 5 a 10 registros "inesperados" abordando algo imprevisto ou surpreendente.

No fim, os organizadores da premiação receberam 58 mil imagens de todo o mundo, sendo que participantes de mais de 150 países se inscreveram. As fotos foram julgadas por Simon Frederick (artista, fotógrafo, diretor e radialista no Reino Unido), Shoair Mavlian (diretor da Photoworks do Reino Unido) e Dagmar Seeland (editor de imagens da STERN Magazine na Alemanha).

Após o processo de filtragem, os juízes elegeram um vencedor e mais sete competidores que tiveram grande destaque na proposta apresentada pela Zeiss. Confira abaixo os trabalhos selecionados e o grande vencedor:

Vencedor - Delta Hill Riders por Rory Doyle

O fotógrafo estadunidense Rory Doyle teve a sua série de imagens "Delta Hill Riders" escolhida como a vencedora da competição deste ano. Ele explica que a sua coleção de imagens desafia o esteriótipo clássico de cowboy nos EUA.

Além disso, Doyle afirma que, após a guerra civil, um em cada quatro cowboys são "afro-americanos" e isso não é apresentado na cultura estadunidense:

O trabalho é oportuno para o ambiente político atual e traz um foco renovado na América rural. O projeto apresenta uma contra-narrativa para o retrato muitas vezes negativo de afro-americanos. Eu capturei cavaleiros demonstrando amor por seus cavalos, enquanto também transmitiam tradições entre gerações.

Como vencedor da premiação deste ano, o fotógrafo ganhou € 12.000 (~R$ 54 mil) em lentes Zeiss e € 3.000 (~R$ 14 mil) para cobrir custos com outros projetos.

Terra de Ibeji - Benedicte Kurzen & Sanne De Wilde

As fotógrafas Benedicte Kurzen & Sanne De Wilde tiveram seus registros selecionados graças a uma temática incomum: a mitologia de "Twinhood", na Nigéria.

Kehinde Deborah e Taiwo Celestine, de 10 anos, são gêmeas e estão em um pequeno monte no final de um dia de celebração na Igreja Celestial. As irmãs gêmeas idênticas estão vestidas de branco, descalças, como a Igreja Celestial proíbe.

Esse lugar é conhecido mundialmente por apesentar uma alta taxa de nascimento de gêmeos. Por isso, as imagens destacam uma estética de que irmãos gêmeos são "mágicos" e "sobrenaturais".

A intenção do trabalho é abrir os olhos do espectador para o conceito dos gêmeos como uma figura mitológica e como uma metáfora poderosa descrevendo a dualidade dentro da humanidade

Mallakhamba - Ken Hermann

Essa foto foi selecionada por apresentar um esporte incomum que combina ginástica e ioga em ambientes urbanos. A comissão explicou o registro de Ken Hermann:

O trabalho do fotógrafo Ken Hermann concentra-se no equilíbrio entre as pessoas e seu ambiente. Sua série com nome de Mallakhamba foi filmada em Mumbai (Índia) e captura o esporte de Mallakhamba; uma mistura de ginástica, yoga e grips, que se juntam em torno de uma corda ou um poste. As imagens resultantes criam formações incomuns com corpos humanos.

Eu gostaria de ser britânico - Michela Carmazzi

A fotografa Michela Carmazzi pensou em uma ideia um tanto incomum com o seu trabalho "eu gostaria de ser britânico". As fotos destacam o estado de incerteza que os migrantes europeus se encontram no meio do Brexit - saída do Reino Unido da União Europeia.

A artista de Londres Carmazzi trabalha tanto na fotografia quanto no cinema. Com a Europa em estado de incerteza, a série oportuna "eu gostaria de ser britânico" traz auto-retratos investigando a relação entre identidade pessoal e a liberdade de trânsito. O projeto foi um caminho para a artista processar a experiência do Brexit.

Geometria Diária - Petra Leary

Apesar de não trazer algo tão incomum, a série apresentada por Petra Leary destaca a simetria das quadras de basquete na Nova Zelândia, quando são vistas de cima.

A premiada fotógrafa aérea Petra Leary é reconhecida pela Daily Geometry. Em toda a temporada de 2017-2018, a série destaca as incríveis formas e simetrias das quadras de basquete na Nova Zelândia. Fortemente influenciada pela experiência do trabalho em design gráfico, a obra é brilhante, ousada e atraente.

Paisagens expostas - Lara Wilde

Lara Wilde resolveu focar no drama humano. Por isso, a sua série de imagens explora a solidão humana por trás de "portas fechadas". É uma espécie de momento íntimo e solitário que não mostramos na nossa interação diária. A fotógrafa explica:

Pessoas da cidade [...] nós nos apressamos entre cafeterias, clubes e calçadas movimentadas, no meio de tudo, com nossos brilhantes feeds do Instagram, sempre com um encanto. Até entrarmos em minúsculos apartamentos e reencontrarmos na solidão, atrás de portas fechadas. A escuridão dos nossos próprios pensamentos, algo que estava escondido no mundo cintilante do lado de fora. Conheci estranhos no meio da noite em Berlim, conversei com eles e os fotografei no conforto da escuridão e contei suas histórias com luz.

'Like' e 'Companheirismo' - Gangfeng Zhou (岗 峰 周)

A série apresentada por Gangfeng Zhou mostra a relação incomum entre pessoas e bonecas de silicone, que simulam humanos reais. Seria uma visão diferente de cultura ou apenas a solidão? O fotógrafo explica que na China muitas pessoas compram esses bonecos sexuais e o usam com outros propósitos:

Bonecos de silicone e bonecas" renascidas ", simulam corpos humanos reais, com pele, cabelo e olhos. Bonecas de silicone foram criadas como produtos para adultos, disponíveis em lojas eróticas offline [...] Independentemente do seu propósito original, nos corações dos "Doll Friends", esses bonecos superam seus estereótipos. Alguns são obcecados com a perfeição física das bonecas. Elas são sempre jovens e imortais: se uma boneca tem um defeito, você pode consertá-la ou trocá-la por uma nova.


4

Comentários

Concurso de fotografia da Zeiss divulga fotos finalistas e vencedor
Android

Melhores smartphones: TOP 5 do TudoCelular para você | Junho 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular