LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Pesquisadores da Califórnia propõem novo olhar sobre matéria escura e como encontrá-la

11 de junho de 2019 9

A matéria escura, que representa mais de 85% do universo como o conhecemos, é um dos principais mistérios para os pesquisadores que buscam respostas para o que compõem o universo. Cientistas buscam encontrar a misteriosa partícula da qual a matéria é composta.

E esses estudos ganharam um novo elemento graças às pesquisas de físicos da Universidade da Califórnia. Em seis se junho, na conferência Planck 2019, os pesquisadores John Terning e Christopher Verhaaren apresentaram uma nova teoria para o que compõe a matéria escura e como é possível detectá-la.

É possível ver a evidência da existência da matéria escura graças aos seus efeitos na gravidade e na expansão do universo. E sabe-se que uma partícula invisível está escondida e é a responsável pelo funcionamento do universo. Encontrar essa única partícula é alvo de diversas teorias, como a de que o universo é composto de um fluido escuro.

Terning e Verhaaren defendem um novo tipo de matéria escura e uma maneira de detectá-la, um duplo teste de teoria e validação experimental. Essa verificação, contudo, pode levar algum tempo. Esse tipo é diferente das teorias anteriores, que sugerem que as partículas exóticas e invisíveis por serem constituídas por partículas massivas que interagem de forma fraca, ou WIMPs. Até então, nenhum experimento foi capaz de encontrar essas partículas.


Ainda não sabemos o que é matéria escura. O principal candidato por muito tempo foi o WIMP, mas parece que está quase completamente descartado."
John Terning, em comunicado à imprensa

Os pesquisadores analisaram uma teoria oposta para a matéria escura com um nome igualmente fantástico: "eletromagnetismo escuro", que diz que existe uma partícula subatômica conhecida como fóton escuro, que pode interagir com os fótons regulares que já é possível detectar. A essa convicção, os pesquisadores adicionaram um dado que mostra que que a matéria escura pode ser causada por "monopólios escuros", que são baseados na teoria quântica.


9

Comentários

Pesquisadores da Califórnia propõem novo olhar sobre matéria escura e como encontrá-la
Android

Melhores smartphones: TOP 5 do TudoCelular para você | Junho 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular