LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Dica: como produzir vídeos relevantes para as redes sociais

04 de julho de 2019 3

A Firework, uma plataforma fundada em 2017 que tem o objetivo de ser a casa dos criadores de vídeos que estão em transição de produções amadoras para conteúdos profissionais, é uma rede social de vídeos que em pouco tempo já alcançou mais de 2 milhões de usuários no mundo.

Em seus cinco primeiros meses ela já batia seu primeiro 1 milhão de pessoas utilizando o app (ainda em versão beta) – por aqui, no Brasil, a previsão é alcançar 5 milhões de usuários em até um ano.

Com tanta popularidade, ela, de fato, entende sobre conteúdo viral em vídeo, por isso, em contato com o TudoCelular, resolveu dar algumas dicas importantes para nossos leitores; mas antes, é bom deixar todos um pouco a par do cenário atual.

Já parou para pensar em quantos vídeos por semana você assiste no smartphone, computador, smart TV ou tablet? Estamos falando de publicidade, notícias, compartilhamento de momentos do cotidiano e, é claro, os indispensáveis vídeos de gatinhos.

O hábito de consumo voraz de conteúdo virou tendência, e nós aqui no Brasil, também entramos nessa.

Segundo informações passadas pela Firework, o brasileiro passa, em média, 19 horas por semana acompanhando vídeos em plataformas digitais – um aumento de 135% em relação aos últimos quatro anos.

Desde 2015, o número global de usuários acessando vídeos em dispositivos móveis aumentou assustadoramente, passando de 14 para 35 minutos por dia (em 2018).

Levando em consideração esses dados, não é à toa que empresas investem pesado em campanhas de marketing em vídeo para reforçar o posicionamento de suas marcas, produtos e serviços, bem como para ampliar seu engajamento, tudo isso visando aumentar a receita.

Em um mercado já saturado por conteúdo em vídeo, não basta apenas ter uma câmera boa – existem muitos detalhes que podem ser cruciais para o sucesso nos vídeos. Lucas Alves, porta-voz da Firework no Brasil, compartilhou conosco os seguintes tópicos:

1. Celular como equipamento profissional

Atualmente grande parte dos celulares vem com cameras boas o suficiente para começar a gerar conteúdo quase que no mesmo nível de um equipamento profissional. De acordo com Alves:

Engana-se quem pensa que para criar é necessário ter o último modelo da marca mais cara. Basta utilizar todos os recursos do telefone corretamente e aproveitar que hoje em dia existem diversos aplicativos gratuitos (ou pagos) de edição, efeitos e captura de imagem ou som.




E, por falar em som, é preciso ter bastante cuidado ao gravar – é mais comum do que parece uma voz ficar muito baixa em uma entrevista ou o áudio estourar em um grave mais forte. O som em geral tem um papel muito importante na hora dos usuários decidirem se passam para o próximo vídeo ou não.

2. Horizontal vs. vertical

Esta escolha vai depender muito da forma que você quer contar sua história; com a popularização dos Stories no Instagram, e um universo cada vez mais crescente nos dispositivos móveis, vídeos verticais, sem dúvidas, estão se tornando cada vez mais populares.

O formato acaba se encaixando bem, afinal de contas, na maior parte do tempo, as pessoas seguram o telefone na vertical; a boa notícia é que ele garante enquadramentos bons para cenários onde uma parte da imagem é extremamente relevante como, por exemplo, um apresentador falando ou uma dançarina/cantor/músico durante uma performance.

Mas engana-se quem pensa que filmar na vertical é fácil; os movimentos precisam ser bem pensados e uma variação maior de ângulos ajuda muito na hora da edição.

Para conteúdo na horizontal, é possível incluir uma gama maior de informações na tela em cada quadro, por isso, ele acaba sendo quase sempre o formato preferido dos criadores, especialmente para vídeos que incluem paisagens e outros cenários mais abrangentes.

3. Engajamento com o público

Independente do assunto, é preciso ter uma verdadeira interação e conexão com sua audiência. sobre isso, Alves discorre o seguinte:

Independente do assunto, para prender sua audiência, seus vídeos precisam contar uma boa história e, se possível, incluir o espectador de alguma forma.




Programas e personagens que interagem com sua audiência acabam tendo resultados fantásticos de retenção de público, especialmente quando conseguem transformar parte do conteúdo em brincadeiras, perguntas e respostas etc. Até mesmo conteúdos educativos se utilizam de interatividade para que o aprendizado seja menos cansativo.


De fato, criar conteúdos de qualidade ajuda a alcançar uma maior audiência, mas não podemos esquecer de que se conectar a quem está assistindo também é muito importante, por isso, é interessante ter uma certa periodicidade nas postagens e também consistência de conteúdo.

Dificilmente um vídeo vai se tornar viral do dia para a noite; na maior parte dos casos, canais vão crescendo aos poucos – pense nisso como uma sementinha que foi plantada ali e que precisa ser regada com frequência para crescer, florecer e dar alguns frutos.

4. A edição faz toda a diferença

Por diversas vezes, o segredo do sucesso dos vídeos digitais não está só no conteúdo em si, mas na edição, que acaba ornando tudo muito mais divertido, dinâmico e interessante.

Antes era necessário ter uma ilha de edição poderosa, com computadores caríssimos, múltiplos monitores, caixas acústicas para monitoramento e muito mais – o que acabava inviabilizando o processo para muitos.

Mas atualmente, com apenas um smartphone moderno é possível realizar uma edição (ainda que não tão elaborada). Existem inúmeros apps para esse propósito, inclusive, muitos deles são gratuitos.

5. Conteúdos informativos: a bola da vez

Algum dia você já precisou de uma indicação para um produto, serviço, ou até mesmo precisou saber como fazer determinada comida em casa? Pois bem, uma das categorias de vídeo que mais "bomba" na internet são os tutoriais e dicas.

Vídeos de unboxing, review e comparativos – como os que fazemos aqui no TudoCelular – costumam gerar muitos acessos e ter uma ótima resposta da audiência.

Mas não precisa se focar exclusivamente em produtos físicos; há, por exemplo, YouTubers que simplesmente contam histórias, outros que focam mais em conselhos e compartilham suas experiências pessoais para auxiliar os espectadores.

Outra ideia interessante, principalmente se você conhece alguém que já costuma produzir conteúdo, é fazer collabs (colaborações) com os produtores de conteúdo mais experientes, o que pode te garantir alguns seguidores e expandir o seu público. Sobre o tema, Alves aconselha:

Nunca se esqueça de se colocar no lugar da sua audiência, não é pelo fato de que você conhece tal assunto, que todo mundo deva saber.




Tente sempre estar à frente da sua concorrência. Não deixe de experimentar na realização de vídeos curtos sobre assuntos específicos, eles podem funcionar como pílulas para os seus espectadores.


3

Comentários

Dica: como produzir vídeos relevantes para as redes sociais
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Agosto 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular