LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Russo que acusou Apple de torná-lo gay desiste de processo

18 de outubro de 2019 112

Atualização (18/10/19) - JB

Depois de acusar a Apple de torná-lo gay, um russo que processava a empresa acabou desistindo da ação onde pedia a indenização de um milhão de rublos. A denúncia foi retirada nesta quarta-feira (17) após a primeira audiência do caso em um tribunal de Moscou.

De acordo com o advogado do homem, conhecido apenas como D.E Razumilov, o processo foi abandonado para preservar o anonimato do rapaz. Além disso, a vítima começou a enfrentar pressão online de homofóbicos e também de fãs da Apple, que encontraram suas informações na web.

O advogado Sapizhat Gusnieva também justificou a desistência afirmando que o rapaz precisaria participar das próximas audiências e isso iria expor a sua identidade. Como a homofobia é generalizada na Rússia, a situação poderia gerar ataques violentos contra o rapaz.

Hoje abandonamos as exigências legais. O meu cliente não quer mais continuar com o caso.


Além do advogado, um representante da Apple também esteve presente durante a audiência, mas ele não quis se manifestar oficialmente sobre o assunto. Com a desistência, o caso provavelmente será arquivado pelo tribunal.

Cabe ressaltar que Razumilov entrou com esse processo contra a Apple após abandonar sua a namorada e assumir um relacionamento homossexual. Caso você queira saber mais sobre, basta acessar o texto original abaixo.

Texto original (03/10/19)

Um tribunal de Moscou aceitou um processo contra Apple em um caso no mínimo curioso. De acordo com um russo, identificado apenas como D.E. Razumilov, a empresa de Cupertino foi responsável por levá-lo a ter comportamentos homossexuais. Por isso, ele pede uma indenização de um milhão de rublos (~R$ 62 mil).

Aparentemente, Razmilov instalou um aplicativo de transações em criptomoedas da App Store em seu iPhone. No entanto, no início deste ano, alguns "homens desconhecidos" depositaram "69 GayCoins" (moedas gays, em tradução livre) na sua conta.

O remetente da transação ainda incluiu uma mensagem em inglês que dizia: "não julgue sem tentar". Como resultado, o homem disse que tentou:

Pensei, de fato, como posso julgar algo sem tentar? E decidi tentar relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo


A tentativa do russo deu certo e ele chegou a encontrar um namorado, mas isso não o deixou muito feliz com a situação:

Eu tenho um namorado estável e não sei como explicar isso para meus pais. Depois de receber a mensagem, minha vida mudou para pior e nunca mais será normal.

Por isso, ele acusa a Apple de lhe causar "sofrimento moral e danos à saúde mental". Entretanto, acusar a empresa não é algo que vai mudar a situação do rapaz. Além disso, o aplicativo de criptomoedas nem pertence a gigante de Cupertino, mas sim a empresa ucraniana Waves Platform.

De toda forma, não é fácil ser homossexual na Rússia e o ato de "incitar a homossexualidade" é um crime previsto no código penal do país. A lei controversa foi aprovada na gestão de Vladimir Putin e repercute na sociedade com diversos relatos de perseguição, abusos, bullying e mortes de gays.


112

Comentários

Russo que acusou Apple de torná-lo gay desiste de processo
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Fevereiro 2020

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular