LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Ex-engenheiro de chips do iPhone e iPad é processado pela Apple por quebra de lealdade

20 de janeiro de 2020 4

Não é pouca responsabilidade ser o responsável pelo design dos chips da Apple, e não apenas por estarmos falando de um produto da Maçã, mas sim por estarmos por tabela conversando sobre os SoCs mais velozes do mercado.

Gerard Williams III foi o responsável por criações do Apple A7 até o A12x, mas decidiu traçar novos rumos em abril do ano passado quando decidiu se desligar da gigante de Cupertino. O que poucos esperavam era que ele fosse abrir sua própria empresa de SoCs, a Nuvia.

Quando o fez, ainda acabou levando oito funcionários da Maçã consigo, conseguindo boa mão de obra para seus novos desafios. Obviamente Tim Cook não gostou nada disso, e por isso a Apple está processando seu ex-engenheiro.


A dona do iPhone está acusando Gerard de ter quebrado seu contrato com ela ao violar o dever da lealdade, já que segundo a Maçã no processo, a Nuvia já era uma ideia consolidada enquanto o funcionário trabalhava em Cupertino.

Gerard, em sua defesa, acaba por confirmar essa cláusula, mas aponta que ela está em desacordo com uma lei da Califórnia que permite aos empregados tocarem seus próprios negócios enquanto ainda fazem parte de outra empresa. O advogado dele, Claude Stern, entrou com pedido de anulação do processo, mas no entanto o juiz que está analisando o caso, Mark Pierce, alegou que a lei não contempla casos da criação objetiva do negócio enquanto funcionário de uma outra indústria, apenas preparação do terreno para tal.

Outro ponto que o advogado de Williams III tentou levantar foi o do constrangimento da interceptação de conversas pela Apple para descobrir negociações do ex-funcionário com até então empregados da Apple. A alegação porém não foi aceita já que não fora comprovado que este foi o caso, e os diálogos podem ter sido obtidos por outros meios, como livre apresentação das conversas por essas pessoas.

Sendo assim, o caso continuará ativo nos Estados Unidos, e Gerard poderá ser multado em valores altos ou até sofrer sanções piores que façam seu negócio ser desfeito.

Enquanto seus advogados vão aos tribunais, a Apple está indo fazer compras, e pode fechar parcerias para novos podcasts exclusivos nas suas plataformas.

E você, o que acha desse caso todo? A Apple está correta? Conte para a gente nos comentários!


4

Comentários

Ex-engenheiro de chips do iPhone e iPad é processado pela Apple por quebra de lealdade
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 25.598 mortes em 411.821 casos confirmados | Relatório diário da Covid-19

Samsung

Dividindo com a TSMC! Samsung fabricará GPUs básicas de 7 nanômetros para a Nvidia

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Maio 2020

Tech

De Peste Antonina à Covid-19: pandemias que abalaram o mundo | Detetive TudoCelular