LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Google inicia construção de cabo submarino de fibra óptica para conectar EUA, Brasil e Argentina

09 de junho de 2021 2

A manhã desta quarta-feira (09) iniciou com um grande anúncio do Google. A empresa revelou o “Firmina”, um extenso cabo submarino de fibra óptica que partirá da costa leste dos EUA e terá passagens pelo litoral brasileiro e uruguaio até chegar à praia de Las Toninas, na Argentina.

Uma vez concluída, essa estrutura tem o objetivo de tornar as conexões de rede mais estáveis em toda a América do Sul. O cabo administrará o tráfego de usuários do Google com maior agilidade e segurança entre os países, reduzindo a latência no mecanismo de buscas, Gmail, YouTube e outros serviços.

O cabo submarino terá estações de pouso pelo litoral brasileiro e uruguaio antes de chegar à Argentina.

O Firmina, que recebe o nome em homenagem à considerada primeira romancista negra do Brasil, Maria Firmina dos Reis, será mais um dos dezesseis cabos submarinos que a empresa desenvolveu com influência da ampla adoção de tecnologias em nuvem, tal que passou a comportar jogos, streaming e outras aplicações.

Segundo a gigante californiana, os dados viajarão na tecnologia de pulsos de luz da fibra óptica, que serão amplificados a cada 100 km através de correntes de alta tensão fornecidas em estações em cada país — sendo a cidade de Praia Grande, no litoral do estado de São Paulo e Punta del Este, no Uruguai.

A SubCom, empresa de tecnologias de comunicação submarina que já trabalhou com o Google em projetos anteriores, foi escolhida para a fabricação do cabo ao longo deste ano em suas instalações no estado de New Hampshire.

Em cabos extensos do tipo, a disponibilidade de energia costuma ser uma limitação, mas a empresa diz que o Firmina quebra essa barreira. Com capacidade de alimentação de energia de uma única extremidade, o cabo possui tensão cerca de 20% maior do que com os sistemas anteriores implementados pela própria.

O Brasil possui diversos sistemas de conexão intercontinentais submarinos. O mais recente, até então, é o cabo da EllaLink de 6 mil quilômetros que conecta o país à Europa, mais especificamente na cidade de Sines, em Portugal.

Com a adição do Google, os problemas de internet do maior país da América Latina deverão ser atenuados. O novo sistema submarino deverá beneficiar os usuários sem quaisquer entraves causados pela grande distância até 2023, segundo as projeções da empresa.


2

Comentários

Google inicia construção de cabo submarino de fibra óptica para conectar EUA, Brasil e Argentina
  • Se eles não o fazem vem a china e faz, simples assim.

    O problema é o quesito proteção de dados...a infraestrutura estatal de teleconumicações ainda é da decada de 90 e houve pouca modernização.

    Nos EUA o exectito faz essas tecnologias com grande maestria, pq sabem da necessida disso.

      • Very bom!

          Android

          Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

          Android

          Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

          Android

          Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

          Android

          Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020