LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

iPhone 14 Pro: Apple A16 Bionic é maior e tem menos cache que o A15 Bionic, revela fotografia

23 de setembro de 2022 7

A Apple lançou o iPhone 14 Pro com destaque para o A16 Bionic, seu primeiro chip fabricado com processo de 4 nanômetros da TSMC. Prometendo grandes melhorias de desempenho, o hardware despertou a curiosidade do entusiasta TechanaLye, que capturou uma fotografia macro e analisou a plataforma em toda a sua glória na última quinta-feira (22).

A fotografia tem baixa resolução, mas é possível identificar cada elemento que compõe o A16 Bionic. Ao comparar com a imagem do die do A15 Bionic — utilizado no iPhone 13 e iPhone 14 —, é possível observar que o novo chip tem área maior que seu antecessor. Esse acréscimo de tamanho deve ter ocorrido em função do aumento de transistores.

(Imagem: TechanaLye/TechInsight/Angstronomics)

O A16 Bionic é equipado com 16 bilhões de transistores, cerca de 200 milhões a mais que o A15 Bionic. Outra mudança da nova geração é os núcleos de alto desempenho e baixo consumo, agora maiores e chamados de “Everest” e “Sawtooth”, respectivamente, sucedendo aos “Avalanche” e “Blizzard” que compõem a CPU do iPhone 14.

O cache L2 dos núcleos de alto desempenho tiveram um aumento de 33% em sua capacidade. Desta forma, os módulos de memória dos “Everest” possuem 16 MB, contra 12 MB dos antecessores. Aumentar a capacidade dos módulos de cache resulta em economia de energia, uma vez que dispensa comunicação com unidades mais distantes.

O vídeo abaixo mostra que o A16 Bionic é pouco menor que o Apple M2, processador da nova geração do MacBook Air e Pro.

Um fato curioso é que a Apple reduziu a capacidade do System Level Cache (SLC) no A16 Bionic. O chipset possui total de 24 MB, enquanto o A15 Bionic ostenta 32 MB. Embora não divulgue o motivo dessa decisão, é possível que o fator de custo de produção tenha sido considerado, uma vez que a nova plataforma tem fabricação mais cara.

Enquanto há grandes mudanças na CPU, o mesmo não pode ser dito sobre a GPU. Com a mesma arquitetura e quantidade de núcleos, a unidade gráfica ainda promete saltos de performance em relação ao A15 Bionic. Testes do AnTuTu mostraram que a GPU do A16 Bionic é capaz de entregar 28% mais desempenho que sua antecessora.

(Imagem: Reprodução/Apple)

O iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max são lançamentos recentes, mas fontes da indústria já especulam o que a Apple está reservando para 2023. A expectativa é que o iPhone 15 Pro seja equipado com o A17 Bionic, um suposto chip que será fabricado com processo de 3 nanômetros da TSMC.

71.5 x 146.7 x 7.65 mm
6.06 polegadas - 2532x1170 px
71.5 x 147.5 x 7.85 mm
6.1 polegadas - 2556x1179 px
78.1 x 160.8 x 7.65 mm
6.7 polegadas - 2778x1284 px
77.6 x 160.7 x 7.9 mm
6.7 polegadas - 2796x1290 px
Ir para página de comparação
Veja mais!

(atualizado em 09 de dezembro de 2022, às 00:38)

7

Comentários

iPhone 14 Pro: Apple A16 Bionic é maior e tem menos cache que o A15 Bionic, revela fotografia
Economia e mercado

Motorola lança primeira conta digital do mundo integrada a um smartphone

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Asus

ASUS lança novo celular gamer ROG Phone 5s e 5s Pro no Brasil; confira os preços