George Zhao, CEO da Honor, espera levar os celulares e outros dispositivos da empresa a mais regiões globais.