De acordo com autoridades espanholas, testes rápidos para identificar o coronavírus comprados da China não são muito eficientes.