LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Vale o preço? Galaxy S9 Plus tem tela e som melhores que iPhone X, Pixel 2 XL e Note 8

06 de maio de 2018 45

Os principais smartphones que chegaram ao mercado de 2017 para cá possuem um aspecto em comum, mais tela e menos borda. A Samsung continua apostando na receita da tela infinita para o Galaxy S9 Plus, que está praticamente igual em design ao modelo anterior. E para avaliar se a qualidade se manteve, nós colocamos o novo top de linha da marca coreana em um comparativo de tela e qualidade de áudio contra o Galaxy Note 8, o Pixel 2 XL da Google e o iPhone X da Apple.

Em nosso comparativo buscamos identificar qual tela apresenta o melhor equilíbrio com relação ao nível de brilho, reflexos no vidro que protege a tela, nível de saturação, contraste e fadiga visual (brilho excessivo em ambientes escuros).

A avaliação é feita com a exibição de pelo menos cinco diferentes imagens e em diferentes condições de iluminação:

  • Ambiente externo ensolarado
  • Ambiente interno com luz artificial
  • Ambiente interno noturno

Para o ambiente externo ensolarado, desativamos o ajuste automático de brilho para aplicar o no nível máximo permitido pela configuração manual, possibilitando perceber como os dispositivos se saem ao terem que enfrentar iluminação excessiva.

No teste em ambiente interno com luz artificial foi realizado com as telas de todos os aparelhos niveladas manualmente para 200 lux, algo possível graças ao uso de um luxímetro digital. Desta forma, neste teste comparamos basicamente a fidelidade de cores e o contraste de cada uma delas.

Um teste no escuro também é realizado para mostrar qual dispositivo atinge o maior brilho e qual oferece o brilho mais baixo, considerado um fator importante para ajudar a reduzir o cansaço visual.

73.8 x 158.1 x 8.5 mm
6.2 polegadas - 2960x1440 px
74.8 x 162.5 x 8.6 mm
6.3 polegadas - 2960x1440 px
70.9 x 143.6 x 7.7 mm
5.8 polegadas - 2436x1125 px
76.2 x 157.5 x 7.6 mm
6 polegadas - 2880x1440 px
Ir para página de comparação

Conhecendo as características técnicas dos quatro modelos temos todos com resolução QHD+, sendo que os modelos da Samsung com tela Super AMOLED e proporção 18,5:9. O Galaxy S9 Plus tem tela de 6,2 polegadas com aproveitamento frontal de 84,2%, enquanto o Galaxy Note 8 é um pouco maior, com 6,3 polegadas e aproveitamento frontal de 83,2%.

Para o iPhone X a Apple apostou na tecnologia AMOLED em uma tela de 5,8" e aproveitamento de 82,9%, deixando o título de pior aproveitamento frontal para o Google Pixel 2 XL, com uma tela P-OLED de 6 polegadas que toma cerca de 76,4% da parte frontal, por conta das bordas um pouco maiores.

No quesito áudio, com exceção do Note 8, todos os demais possuem alto falantes estéreos.

Ambiente ensolarado (brilho máximo)

No primeiro teste o destaque foi o iPhone X, com uma exibição mais clara e de melhor contraste. A curvatura nos smartphones Samsung causam um reflexo desagradável nos cantos, o que acaba afetando também a qualidade geral da imagem. Um detalhe que também afeta o Pixel 2 XL, que fica em último aqui por apresentar cores menos vivas que os demais.

Ambiente interno (200 lux)

Em ambiente interno e com brilho controlado, ou seja, a mesma intensidade para todos, as telas Super AMOLED se mostraram mais vivas e com saturação e contraste mais agradáveis, sendo seguidos pela P-OLED do Pixel. O iPhone X apresenta uma regulagem de cor mais quente e menos viva.

É importante destacar que as fabricantes atualmente permitem regular o perfil de cor da tela, oferecendo mais ou menos opções, mas o nosso teste se deu com os dispositivos na regulagem padrão, que é a utilizada pela grande maioria dos usuários.

Ambiente noturno (brilho máximo)

Testando o brilho máximo em um ambiente sem iluminação vemos algo interessante. A ausência de reflexo permite notar novamente a saturação mais chamativa e agradável dos modelos Samsung, com contraste também mais equilibrado.

Em uma imagem totalmente branca não notamos diferença na qualidade, mas quando em uma imagem escura, o cenário muda, com o iPhone X conseguindo demonstrar um preto profundo, enquanto os demais vão de cinza amarronzado no Pixel 2 XL, até quase branco no S9 Plus.

Ambiente noturno (brilho mínimo)

Finalmente, para evitar o cansaço visual, recomenda-se regular os brilhos das telas no mínimo, e foi isso que fizemos, para perceber que o iPhone X e o Pixel 2 XL conseguem exibir um preto mais profundo com o efeito colateral de suprimir maiores detalhes nas imagens, como demonstramos em destaque no vídeo mais acima.

Imagens do teste

Buscando tornar o comparativo mais justo, disponibilizamos acima as imagens utilizadas nos testes, permitindo que você as visualize em seu próprio smartphone e compare ao resultado aqui apresentado.

Lembramos também que algumas variações correspondem também à própria câmera utilizada para registrar as cenas, já que ela é configurada para tornar tudo o mais balanceado possível, mas nem sempre isto é possível.

Medição de brilho

Com o auxílio de um luxímetro digital pudemos capturar alguns parâmetros concretos de comparação, sendo escolhida uma imagem completamente preta e outra completamente branca para ver o nível máximo e mínimo de brilho dos aparelhos ao reproduzir ambas.

Os dados abaixo são medições feitas na unidade lux, que mede a intensidade de luz que é emitida da tela de cada aparelho:

Brilho máximo com imagem preta

  • Galaxy S9 Plus: 0 lux
  • Galaxy Note 8: 0 lux
  • iPhone X: 0 lux
  • Pixel 2 XL: 0 lux

Brilho mínimo com imagem preta

  • Galaxy S9 Plus: 0 lux
  • Galaxy Note 8: 0 lux
  • iPhone X: 0 lux
  • Pixel 2 XL: 0 lux

OBS.: Os modelos com tela P-OLED, AMOLED ou Super AMOLED desligam de fato os pixels ao exibir uma imagem preta, o que significa que temos pretos com completa ausência de luz, algo que não acontece nos aparelhos com IPS LCD.

Brilho máximo com imagem branca

  • Galaxy S9 Plus: 754 lux
  • Galaxy Note 8: 778 lux
  • iPhone X: 1026 lux
  • Pixel 2 XL: 607 lux

Brilho mínimo com imagem branca

  • Galaxy S9 Plus: 3 lux
  • Galaxy Note 8: 3 lux
  • iPhone X: 12 lux
  • Pixel 2 XL: 2 lux
Sistema de som

Finalmente, fechamos com um teste de qualidade em reprodução de áudio. O Galaxy Note 8 ficou claramente em último por não contar com alto-falantes estéreos.

O iPhone X e o Pixel 2 XL ficam em segundo, com uma leve vantagem para o smartphone da Google por conta da posição dos alto-falantes, que ficam nas extremidades da tela, tornando mais difícil que você tape a saída de áudio ao assistir algum vídeo, por exemplo.

Mas o grande campeão aqui é o Galaxy S9 Plus, ao combinar o som estéreo com a tecnologia dolby atmos, que realmente dão impressão de maior imersividade, com um áudio mais cristalino.

Conclusão

O veredito para tela é muito simples, se você utiliza bastante o smartphone sob o sol ou simplesmente odeia reflexos na tela, o iPhone X é a escolha acertada. Para quem está sempre em ambientes com luz controlada, o Galaxy S9 Plus e o Note 8 entregam melhor saturação com cores mais vivas.

O Pixel tem um pouco das qualidades e defeitos dos rivais, ficando em último neste comparativo. Ao adicionarmos o quesito áudio na balança, o Galaxy S9 Plus consegue um destaque ainda maior para assumir a vitória incontestável.

Consideramos justo observar que, para quem observa o fator custo x benefício, o preço do Galaxy Note 8 em comparação com os demais o tornam uma opção digna de apreciação.

(atualizado em 23 de abril de 2019, às 14:12)

45

Comentários

Vale o preço? Galaxy S9 Plus tem tela e som melhores que iPhone X, Pixel 2 XL e Note 8
Android

Melhores smartphones: TOP 10 do TudoCelular para você | Abril 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular