LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Concorrência amiga: Google Gboard ganha suporte a código Morse no iOS

11 de julho de 2018 5

A Google anunciou nesta quarta-feira a chegada de mais um recurso ao seu teclado Gboard, para o sistema iOS. Agora, a ferramenta da gigante de buscas inseriu o suporte ao código Morse na plataforma da concorrente Apple.

Presente no Android desde o mês de maio deste ano, a função teve desenvolvimento da Google em parceria com a desenvolvedora Tania Finlayson. Ela é especialista no assunto, uma vez que nasceu com paralisia cerebral e utiliza um teclado especial para se comunicar. Conheça um pouco mais de sua história no vídeo a seguir:

“Ao trabalhar de forma bem próxima à equipe, eu ajudei a desenvolver o layout do teclado, a adicionar sequências Morse à sugestão automática exibida sobre o teclado e a criar as definições para que o Gboard permita às pessoas usarem o código Morse em vez do teclado tradicional para digitar texto.”


Tania Finlayson

Desenvolvedora do código Morse no Google Gboard

Na versão para o seu sistema operacional Android, a gigante de Mountain View permite conectar dispositivos externos ao smartphone, a fim de gerar os comandos por pessoas com alguma restrição motora. A empresa ainda libera de forma gratuita o código-fonte da funcionalidade.

Vale lembrar que a mais nova edição do Gboard para a plataforma da Google também recebeu novidades nesta quarta-feira. Para atualizá-lo tanto no Android quanto no iOS, basta acessar os links abaixo.

Para você, qual a importância de soluções do tipo para pessoas com limitações de movimentos? Participe conosco!

Gboard

Desenvolvedor: Google

Preço: grátis

Tamanho: Varia de acordo com dispositivo


5

Comentários

Concorrência amiga: Google Gboard ganha suporte a código Morse no iOS
  • História emocionante. Parabéns Tânia. Parabéns Google. %uD83D%uDE22

    • Queremos o Braille funcional para Android também!Em meados da década de 1820, o grande educador francês, Louis Braille, revolucionou a escrita para cegos com o seu Sistema Braille. quase 200 anos depois, %u2003o desenvolvedor de aplicativos, Daniel Dalton, revolucionou a escrita de cegos em telas de toque no Android com o Soft Braille Keyboard, o primeiro teclado braille verdadeiramente funcional para o sistema da Google para celulares. Porém, para que se possa usar um teclado braille funcional no Android, hoje, é necessário que se desative o Talkback, leitor de telas para cegos nativo do no sistema da Google para celulares, e, desativar/ativar o Talkback a cada vez que se quer escrever braille, que já era difícil, agora tem ficado cada vez mais complicado a partir do Android 8.Mas agora temos um pouco mais de esperança, porque o Google adicionou código morse ao teclado Gboard para iOS, e Android, com o apoio da desenvolvedora especializada em tecnologia assistiva de código Morse, Tania Finlayson. Como já Temos o Soft Braille Keyboard, um teclado braille plenamente funcional para Android, que, além do mais, ainda é de código aberto, fica muito fácil ao Google incluir o braille no Gboard também.Por isso contamos com a sua ajuda para pedir ao Google e suas equipes de desenvolvimento, que facilitem o uso de teclados Braille no Android, seja criando um teclado braille de qualidade nativo no Android, seja integrando o Soft Braille Keyboard, que é de código aberto, no seu sistema, ou ainda disponibilizando um código de programação acessível aos desenvolvedores para desativação/ativação da exploração por toque no Talkback, que, atualmente, é o verdadeiro empecilho para o uso de teclados braille funcionais no Android.Por favor, assine essa petição, compartilhe com todos os seus amigos, e colabore! Contamos com a sua ajuda!https://secure.avaaz.org/po/petition/Google_Inc_Talkback_Development_Team_Google_Disabi lity_Support_Team_PRECISAMOS_DO_BRAILLE_NO_ANDROID _TAMBEM/Antonio Cezar, um cego que vive a grande revolução do Braille no Android.

        • Mas existe o braile back. Ele não funciona?

            • O Brailleback serve para quem usa linhas braille, que, aliás, são muito caras e inacessíveis para a grande maioria dos brasileiros. Depois, com uma linha braille, o cego tem que andar com mais uma geringonça juntamente com o seu celular. Já o teclado braille que eu uso, esse não requer nada disso, porque se digita tocando com os dedos na tela do celular, aliás, com uma agilidade incrível de digitação, para quem tenha um mínimo de afinidade com o braille. Como é necessário tocar com os 6 dedos na tela, acontece o conflito com a exploração por toque no Talkback, que só aceita 2 toques de cada vez. Isso obriga a desativações/ativações constantes do Talkback, a cada vez que se quer escrever alguma coisa. Imagina então para se preencher um formulário, por exemplo, porque a partir do Android 8, ficou muito mais difícil para se desativar o leitor de telas no Android. Por enquanto, não penso em rootear meu aparelho para realizar a desativação/ativação do leitor de telas com um app de terceiro. Daí essa urgente necessidade de que o Google faça alguma coisa para facilitar a vida dos usuários de teclados braille no Android.

            Android

            TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

            Android

            TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular

            Android

            TOP 10 smartphones intermediários com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

            Android

            TOP 10 smartphones intermediários com melhor autonomia | Guia do TudoCelular