LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Finalmente! YouTube Music começa a liberar reprodução de arquivos locais no Android

29 de abril de 2019 12

Atualização em 29/04/2019 - por CM

Estamos há um bom tempo alertando que o YouTube Music tem se preparado nos últimos meses para lançar um recurso do Google Music, permitindo que arquivos locais sejam reproduzidos dentro do app.

A novidade permitiria que o próprio usuário suprisse lacunas faltando no serviço, como versões exclusivas de músicas, ou a inserção de artistas não presentes nela. Porém, já vimos que a função será liberada de forma bem limitada: por exemplo, não será possível transmitir arquivos locais via Chromecast, e mesmo essas faixas não poderão ser colocadas em playlists com músicas do YouTube Music.

Com essas particularidades em vista, a novidade é que o recurso está finalmente sendo lançado para os usuários na versão estável mais recente do programa.

Vale lembrar que Spotify, Deezer, e outros serviços já permitem que arquivos locais sejam submetidos à conta do usuário. O interessante da solução nas concorrentes da Google é que os arquivos são mandados para servidores das empresas, e as faixas podem ser sincronizadas em qualquer dispositivo, e inclusive transmitida para outros dispositivos do tipo cast...

Confira mais sobre o YouTube Music na linha do tempo a seguir:

Atualização (02/04/19) - por JB

O YouTube Music continua sua jornada em busca de substituir o Google Play Music oferecendo o suporte para a reprodução de arquivos locais. Recentemente, nós mostramos que a novidade ainda contava com muitos poréns.

Agora, o APK do YouTube Music 3.0.9 traz mais detalhes sobre as limitações de reprodução. Segundo uma análise prévia feita pelo pessoal do 9to5Google, os arquivos locais não poderão ser reproduzidos em dispositivos que usam a tecnologia Cast. Assim, o Google Home e o Android TV não serão compatíveis.

Outro problema identificado mostra que a lista de reprodução não poderá misturar arquivos de áudio locais com faixas do YouTube Music. Assim, o usuário terá que ouvir suas músicas de forma separada, uma limitação um tanto chata e que impossibilita a criação de boas playlists. A versão 3.0.9 deverá chegar em breve para todos os usuários no Android.


Atualização em 27/03/2019 - por CM

Já há algumas boas semanas o YouTube Music mostra indícios de que em breve será capaz de rodar arquivos locais de músicas. Essa é uma boa solução para quem não acha no serviço por uma versão específica de certas músicas, como um remix, e assim poderá completar sua biblioteca de forma mais prática.

Agora, a versão 3.07.52 do app mostra que os trabalhos para isso estão quase prontos: já está sendo possível, através de um gerenciador de arquivos externo, selecionar uma faixa e mandar que ela seja reproduzida com o player da Google. Uma pop-up surge então, e a música começa a tocar.

Ainda não é possível que todo esse trabalho seja feito dentro do aplicativo, o que deve ocorrer em atualizações futuras. Ou seja, por enquanto a solução é extremamente limitada, e diferente daquela lançada por concorrentes como Spotify e Deezer que permitem subir seus arquivos para uma nuvem pessoal e escutá-los em qualquer dispositivo desejado.

Essa, porém, é uma boa notícia. Mas nem todas novidades são: a nova versão do app também demostra que em breve a companhia pode passar a limitar a quantidade de aparelhos em que uma conta do YouTube Music pode ser vinculada. Assim sendo, chegará um momento em que 3, 4 ou 5 dispositivos deverão ser priorizados, o que é um número até razoável, mas pode prejudicar aqueles mais aficionados que possuem uma vastidão de gadgets compatíveis.

Artigo original de 04/03/2019

Após ganhar compatibilidade com o Android Auto, o YouTube Music pode estar prestes a ganhar uma novidade. O aplicativo foi atualizado para a versão 3.05 no Android e sinalizou para o suporte à reprodução de arquivos na memória interna.

Outra mudança no app foi na interface gráfica. A ferramenta passou a refinar alguns recursos já existentes em outras edições mais antigas, como é possível conferir nas capturas de tela abaixo:

Interfaces antiga (à esq.) e nova (à dir.) do YouTube Music / Imagens: Reprodução

Apesar de ter sido introduzido de forma inicial na versão 3.03, o update 3.05 parece avançar na possibilidade de executar arquivos de áudio – possivelmente nos formatos MP3 e M4A – do armazenamento do aparelho.

A tendência é que o recurso seja adicionado no aplicativo especialmente para os usuários que desejam substituir o Google Play Música pelo YouTube Music. Por enquanto, o leitor lembra uma prévia de faixa e pode ser aberto após a pessoa escolher acessar a ferramenta na escolha do arquivo.

Imagens: Reprodução

Para completar, o app também deverá receber no futuro a possibilidade de baixar vídeos em Full HD 1080p, a fim de ser reproduzido offline. As configurações também reduziram as opções de qualidade de áudio e vídeo a um mesmo item – com todos os tipos de mídia.

O que você espera das alterações futuras para o YouTube Music? Participe conosco!

YouTube Music

Desenvolvedor: Google LLC

Preço: grátis

Tamanho: Varia de acordo com o dispositivo


12

Comentários

Finalmente! YouTube Music começa a liberar reprodução de arquivos locais no Android
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 67.964 mortes em 1.713.160 casos confirmados | Relatório diário

Google

Nearby Share: "AirDrop do Google" começa a chegar aos usuários Android em versão beta

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Junho 2020