LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

VP do Google Stadia revela intenções para demos, compartilhamento familiar e cross-save e mods

10 de setembro de 2019 0

Com lançamento agendado para novembro nos Estados Unidos, Canadá, e outros territórios, o Google Stadia já passou por testes públicos e a recepção foi boa. Agora, o vice-presidente de produtos para o serviço deu uma entrevista a um podcast norte-americano e contou entusiasmado algumas das próximas ideias para a plataforma.

Segundo John Justice, o Stadia contará com a degustação de jogos através de demos se for a vontade da desenvolvedora. Essa é uma funcionalidade que não estará disponível com a inauguração do serviço, mas que será trabalhada nos meses seguintes.

A ideia é que os interessados testem não apenas jogos mas também a plataforma do Google, sugerindo que como na maioria dos serviços hoje em dia haverá um trial para quem desejar experimentar antes de assinar o serviço.

Um grande desejo da equipe do Stadia é levar o cross-save para diversas plataformas. O VP acredita que essa será uma característica crucial para o sucesso da próxima geração de jogos, com o usuário podendo sincronizar progresso e itens de um mesmo jogo em diversos dispositivos. Mesmo mods são estudados, como acontece hoje na Steam para títulos específicos, mas esse é um recurso que requer a aceitação por contratos, de acordo com a desenvolvedora e título em questão.

Para o início de 2020 a plataforma deverá contar com recursos de Family Sharing, ou seja, uma biblioteca poderá ser compartilhada com um número limitado de familiares. Assim, um jogo comprado por alguém poderá ser partilhado com os irmãos, pais e outros. Controles parentais também estarão disponíveis ao longo do próximo ano.

Controle limitado

O controle do Stadia será a forma mais prática de jogar os títulos da plataforma. Ele, porém, não virá com sensores de movimentação.

Segundo o VP do serviço, isso aconteceu por duas razões: não houve demanda dos desenvolvedores parceiros pelo recurso, e a empresa quer manter o joystick barato para chegar a mais pessoas.

De forma geral isso não prejudicará a experiência na plataforma: mesmo jogos que abusam desses recursos, como Just Dance, se apoiam nos smartphones em suas versões para PlayStation 4 e Xbox One. Como Just Dance 2020 será lançado para o Stadia, é provável que também requira um celular para captura dos movimentos.

Vale lembrar, o xCloud entra em ação no próximo mês com testes públicos na Coreia do Sul, graças a uma parceria entre Microsoft e a SK Telecom que fornecerá redes 5G para a jogatina.

Certamente é uma época interessante para os jogadores, cada vez menos dependentes do hardware, e encarando que, ironicamente, o céu - e as nuvens - são o limite.


0

Comentários

VP do Google Stadia revela intenções para demos, compartilhamento familiar e cross-save e mods
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Agosto 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular