LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Streets of Rage 4 é um grande exemplo de que jogos 2D não devem morrer | Análise / Review

04 de maio de 2020 6

Se você teve um Mega Drive nos anos 90, então deve ter jogado muito a franquia Streets of Rage. A saga é uma das mais famosas do estilo beat’em up, também conhecido como "andar e bater", já que o jogo consiste sempre em seguir em frente descendo porrada em todo mundo que aparecer no seu caminho.

O quarto título da série chega vários anos depois para os consoles da atual geração e também PC. Se você tem um PS4, Xbox ou Nintendo Switch, chegou a hora de conhecer um jogo que tem mecânica simples, mas que conseguiu encantar gerações com seu ritmo frenético e direto ao ponto.

Testamos a versão para PC (via Steam) com todos os gráficos no máximo para conferirmos em detalhes a evolução visual da série, e o mais importante: ele continua tão divertido quanto antes?

Belos gráficos 2D


Se você já viu algum trailer de divulgação de Streets of Rage 4, já deve ter percebido que os gráficos mudaram. Eles estão mais bonitos e modernos... mas calma, não houve uma mudança drástica transformando o novo em um game 3D para agradar o público da geração PS4 e Xbox One. Streets of Rage continua sendo um jogo 2D, só que agora muito mais bonito.

Todos os personagens e cenários foram desenhados à mão, para dar aquela sensação de nostalgia dos anos 90, mas tornando o game mais atrativo para o público jovem ao abusar de mais cores e melhores animações de movimento. E pequenos detalhes como luzes em neon nos cenários ou mudanças climáticas também compõem a beleza de Streets of Rage 4.

Os cenários possuem tantos detalhes que jogar Streets of Rage 4 em uma TV grande faz diferença. Você perceberá pequenos elementos na tela que passariam despercebidos nos antigos jogos quando jogávamos em TVs de tubo de baixa resolução.

Todos os movimentos dos personagens foram inspirados nos jogos anteriores, mas agora com mais detalhes em cada movimento, que ao casar com 60 fps torna a fluidez incrível. É como se o jogo ganhasse mais vida, mesmo que continue sendo apenas um game 2D.

Você pode está se perguntando: ainda há espaço para jogos 2D na era atual dos games? Sim, sem dúvidas. Streets of Rage 4 deixa bem claro que jogos 2D não devem morrer. Não é preciso apelar para o fotorrealismo para divertir. E muitas vezes, quanto mais simples é o jogo, mais viciante ele é.

História de Streets of Rage continua simples, mas é suficiente

A trama de Streets of Rage 4 se passa 10 anos após os eventos do último jogo, lançado em 1994. Depois de ter limpado as ruas do crime de Wood Oak City e acabar com o sindicato do Mr. X, eis que agora você precisa novamente voltar para as ruas da fúria e combater desta vez os gêmeos Y, filhos do antigo vilão.

Axel Stone, Blaze Fielding e Adam Hunter estão de volta e precisam investigar o que está acontecendo na cidade e novamente dar um fim à criminalidade. Desta vez eles contam com a ajuda de novos combatentes: Cherry Hunter (filha de Adam) e o Floyd Iraya (um lutador com braços biônicos).

A campanha tem duração média de 2 a 3 horas. Pode parecer curto para um jogo de geração atual, mas é praticamente a mesma duração dos antigos games da saga. Neste tempo você passará por ruas do subúrbio, cais abandonados e prédios antigos onde encontrará diversos capangas para derrotar e armadilhas para escapar.

Não há muito o que comentar sobre a história do jogo. No início e começo de cada estágio é dada um pouco de informação ao jogador sobre o que está acontecendo na cidade de Wood Oak City. Por ser um jogo do tipo beat’em up, é esperado que a ação seja mais importante que a trama.

Após completar o modo campanha, você desbloqueará a opção de seleção de capítulos, além de ter acesso a todos os personagens (no início apenas quatro estão disponíveis). É possível jogar sozinho ou com seus amigos (seja online ou mesmo na sua casa).

Porradaria desenfreada

OBS: o vídeo acima mostra apenas a primeira fase do jogo para evitar spoilers

Se você já jogou os games anteriores, então estará familiarizado com os comandos de Streets of Rage 4, que são praticamente idênticos ao segundo jogo da saga.

Basicamente o que se tem para fazer é dar socos, chutes, voadoras, golpes aéreos e pequenos combos para derrubar vários inimigos próximos. No próprio menu do game há uma explicação sobre cada tipo de movimento. Os ataques especiais que consomem vida também estão presentes, assim como aqueles que só estão disponíveis se você tiver estrelas.

Sair pelas ruas dando porrada sem parar é divertido, ainda mais agora com o jogo em alta resolução e gráficos aprimorados. A trilha sonora também foi refeita e agora tem assinatura de Olivier Deliviere (também responsável pela trilha de A Plague Tale: Innocence). E se não curtiu a nova trilha sonora, pode escolher a dos antigos games nas configurações.

Se você é um jogador veterano e sentiu falta do visual antigo todo pixelado dos personagens, também é possível jogar com eles depois de finalizar o game algumas vezes. Entre as opções clássicas disponíveis temos: Max, Skate, Dr. Zan e o chefe Shiva.


Sempre que você termina uma fase ganhará pontos. Esses pontos são usados para desbloquear todos os 12 personagens. Quanto menos vida perder em uma fase, mais pontos ganhará no final. O nível de dificuldade também influencia no total de pontos ganhos, e temos cinco opções no total: indo do fácil ao extremo difícil.

Caso a dificuldade máxima seja molezinha para você, ainda há o modo Arcade em que você tem que terminar o jogo com uma única vida. Quer desafiar aquele amigo para ver que é melhor na porrada? Também há um modo Batalha onde vocês se enfrentam até que apenas um esteja de pé. Para ter acesso a esses modos de jogo é preciso termina a campanha primeiro.

É possível jogar Streets of Rage 4 online com mais três amigos

A jogabilidade simples de Streets of Rage 4 tem os seus defeitos para a geração atual. Quem não jogou os antigos vai achar este jogo muito simples e repetitivo. Apesar de ter uma boa variedade de inimigos, você acaba enfrentando os mesmos diversas vezes de forma incansável.

Outro ponto é que os chefões têm ataques limitados e praticamente ficam repetindo seus movimentos o tempo inteiro, o que pode tornar os combates previsíveis. Para alternar isso, você pode aumentar a dificuldade para tornar o jogo mais desafiante.

Os controles repaginados também pode ser alterados para o estilo mais retrô e entregar uma jogabilidade mais direta ao ponto presente nos primeiros jogos da saga.

Além disso, tenha em mente que os personagens são diferentes. Axel e Blaze são mais lentos e fortes, enquanto Cherry é a mais ágil do grupo. Se você estiver com dificuldade no jogo, trocar de personagem pode ajudar bastante.

No geral, não há muito mistério. É só decorar o padrão de ataques dos inimigos e revidar na hora certa. Em Streets of Rage 4 não há muita estratégia para fazer, você precisa apenas partir para a porrada sem medo de morrer.

Vale a pena?

Antes de mais nada: Streets of Rage 4 foi feito para os fãs. Se você curtiu os antigos, sem dúvidas vai ficar viciado no novo. Ele pode estranhar no início diante das mudanças feitas, mas a essência está lá.

Streets of Rage 4 é um jogo bonito, divertido e com ótima trilha sonora. Jogar com os amigos fica ainda melhor, ainda mais agora com a possibilidade de jogar online, algo que títulos no estilo beat 'em up normalmente não oferecem.

Claro que nem tudo é perfeito e quem está tendo acesso à saga pela primeira vez vai achar o jogo muito curto. Os vilões poderiam ter sido melhor trabalhados. Parece apenas que foram projetos reaproveitados dos primeiros jogos.

Pelo menos o fator replay é alto, já que você é sempre recompensado quando finaliza o game. Vale pagar os R$ 100 de lançamento? Para um jogo 2D pode parecer caro, mas pelo nível de diversão que você terá com Streets of Rage 4, pode ser um investimento interessante. O TudoCelular recomenda tanto para fãs quanto para novos jogadores.


6

Comentários

Streets of Rage 4 é um grande exemplo de que jogos 2D não devem morrer | Análise / Review
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 58.314 mortes em 1.368.195 casos confirmados | Relatório diário

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Junho 2020

Tech

De Peste Antonina à Covid-19: pandemias que abalaram o mundo | Detetive TudoCelular