LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Call of Duty: Black Ops Cold War amplia público de FPS com história e jogabilidade | Análise / Review

16 de novembro de 2020 0

O jogo Call of Duty: Black Ops Cold War foi lançado no dia 13 de novembro aos jogadores de PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox Series X|S, Xbox One e PC. O novo FPS foi desenvolvido pelo Treyarch e publicado pela Activision.

O game oferece a promessa de trazer ainda mais ação e emoção aos que já estão acostumados com a franquia, mas também com algumas mudanças que prometem atrair um novo público. O TudoCelular recebeu uma cópia do jogo para testar no Xbox One e revela os detalhes a você a seguir:

Temática conhecida

Como o próprio nome já diz, o novo título da franquia Call of Duty traz a temática da Guerra Fria para os videogames. A trama mostra a iniciativa dos Estados Unidos para tentar impedir um agente Soviético de tramar – a favor do seu país – contra as nações inimigas.

A desenvolvedora se aproveitou do período histórico e construiu um enredo que passa por conspirações, personagens bem complexos e plot twists que impedirão você de pular qualquer cutscene.

Campanha: o grande atrativo

A campanha deve durar algo em torno de 5 horas totais, com as missões e as cenas intercaladas. Ao longo do progresso, passará por cenários como Vietnã e Alemanha Oriental.

De início, você pode escolher a dificuldade. Posteriormente, é possível personalizar o seu personagem, como colocar nome e características de personalidade. A interação também é um fator presente a todo o momento aqui.

Ao longo da trama, você precisará tomar decisões que podem afetar o desenrolar dos fatos. É possível escolher entre pressionar um inimigo capturado para obter informações, levá-lo como refém ou até atirá-lo de um prédio no lugar. Mas, apesar das mudanças no decorrer da campanha, o desfecho será sempre o mesmo.

Apesar de haver a personalização de nome e características de personalidade, como já mencionamos acima, os personagens não podem ser customizados no visual ou em outras características físicas.

Multiplayer

Está aqui um modo que divide opiniões dos fãs: o multiplayer. Um dos motivos de crítica dos jogadores é o sistema scorestreak de pontuação. Ele faz com que você mata inimigos, domine uma bandeira e permaneça com seus pontos, mesmo após morrer.

A intenção é clara de tentar atrair mais jogadores ao game. Assim, com uma mecânica que não favoreça quem se mantém vivo por mais tempo, a jogabilidade fica mais simples para gamers iniciantes.

Os mapas também mudaram e agora estão mais no estilo arcade, o que ajuda na dinâmica da partida – diferente dos cenários mais complexos de Modern Warfare, por exemplo. Por outro lado, há a volta das cartas coringa, para possibilitar ao jogador escolher uma opção que traga certas vantagens em relação a armas ou perks, o que deixa o jogo mais variado.

Existem aqui dois novos modos de jogo. Um deles é o Armas Combinadas, o qual coloca duas equipes de 12 jogadores para guerrear em ambientes grandes. O outro, o Fire Team, já opta por dez equipes de quatro jogadores com mapas ainda maiores.

Gráficos e som

Os gráficos foram pensados para dar uma experiência de cinema aos players. São muitos detalhes nas feições dos personagens, nas armas e nos cenários. Você vai se sentir muitas vezes em um filme, e não um jogo.

É importante ressaltar que, durante os testes do TudoCelular, sentimos algumas travadas resultadas de quedas de frames por segundo (fps) em algumas cenas da Campanha. Mas fique tranquilo, que isso não deverá afetar na sua experiência.

Os efeitos sonoros estão muito bem colocados para dar imersão à trama. Outro destaque é a dublagem do jogo. Não há nada como você ter um game que faça um trabalho personalizado para cada país. E ter um game com história em português mostra a preocupação da desenvolvedora com o mercado brasileiro.

Mas aqui há um problema: o áudio da dublagem não foi configurado no mesmo volume que o som normal de armas e do ambiente. Muitas vezes, você poderá tomar sustos quando houver alternância de altura de uma cena com muitas falas para um momento de mais ação.

Considerações finais

Call of Duty: Black Ops Cold War é um jogo que vai conquistar os fãs da série, mas sem dúvida é focado em ampliar o público consumidor da franquia, pelas mudanças na mecânica de jogo – em especial, no modo Multiplayer.

Mas vale um grande destaque para a Campanha. Este é o ponto que deverá atrair muitos jogadores. O uso do ambiente da Guerra Fria, aliada a uma história complexa e gráficos cinematográficos, certamente encantam qualquer jogador.

Bem que seria interessante uma trama misturada com missões que durasse mais do que cinco horas, o que não diminui a façanha de criar um enredo para terminar com um gostinho de “quero mais”.

As quedas de fps não deverão fazer a diferença no game, além de o scorestreak ser um ponto negativo para os jogadores antigos, mas que não deverõ ter dificuldades para se acostumar com a nova metodologia. Ou seja, há defeitos, sim. Porém, as qualidades superam fácil os fatores mais questionáveis do título.

História bem criadaModo Campanha atrativoInteratividadeGráficos de cinema
Retrocessos na jogabilidadeQuedas de fps

Vale a pena?

O jogo pode ser adquirido por R$ 279,90 para os consoles PlayStation e Xbox, ou por R$ 229,90 para PC – via Battle.net. Como é de costume dos títulos FPS, é preferível que você compra para computador, devido à facilidade de jogar com teclado e mouse – mas um joystick com uma boa sensibilidade não deverá ser um problema até se acostumar.

Pelo fato de os valores estarem compatíveis com um game de grande repercussão, a resposta à pergunta se “vale a pena” é: sim. A Activision Blizzard já confirmou que deverá lançar novidades e conteúdos gratuitos nos próximos meses, o que vai garantir a você uma longevidade da jogatina.

Quais foram as suas impressões do novo título de Call of Duty? Participe conosco!

*Agradecemos à assessoria da Activision por fornecer uma cópia do “CoD: Black Ops Cold War” para Xbox One ao TudoCelular para esta análise.


0

Comentários

Call of Duty: Black Ops Cold War amplia público de FPS com história e jogabilidade | Análise / Review
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 169.485 mortes em 6.087.608 casos confirmados | Relatório diário

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Setembro 2020

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

Tech

De Peste Antonina à Covid-19: pandemias que abalaram o mundo | Detetive TudoCelular