LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

TudoGames: 10 funcionalidades que gostaríamos de ver no PlayStation 5 em breve

08 de abril de 2022 17

A Sony entrou na nona geração de consoles com o PlayStation 5. Lançando em 2020, ele é o videogame mais poderoso produzido pela companhia japonesa e visa entregar uma experiência de ponta para os amantes de jogos.

O hardware do console inclui um SSD personalizado que oferece alta velocidade na leitura de dados, prometendo erradicar os carregamentos, uma GPU da AMD capaz de rodar jogos em 4K e atingir 120 quadros por segundo, Ray-Tracing para efeitos realistas de iluminação e reflexos, além da poderosa Tempest Engine para áudio 3D.

Outra parte importante do PlayStation 5 é o DualSense, o controle da Sony. Ele possui gatilhos adaptáveis e feedback háptico, simulando acontecimento no jogo, como gatilho de armas de fogo e explosões, para entregar uma imersão profunda para os usuários.

Entretanto, o console não é perfeito. Nessa lista, citaremos 10 coisas que gostaríamos de ver no PlayStation 5 em breve e sentimos falta. Inclusive, algumas delas estavam na geração passada, mas não deram as caras até agora.

10 – Feed social

O PlayStation 4 contava com um feed semelhante ao encontrado em redes sociais, como Facebook e Instagram. Os usuários eram informados sobre o que seus amigos começaram a jogar, quais troféus liberaram e até poderiam deixar comentários nas publicações, possibilitando uma interação interessante entre os jogadores.

É estranho como algo tão simples e presente na geração passada não deus as caras até hoje no PlayStation 5.

9 – Temas

Na geração passada, os jogadores poderiam personalizar a dashboard do PlayStation 4 com temas diversos, sejam de filmes, séries ou até com seu jogo favorito, dando a sua cara ao menu inicial do console.

Esse é outro recurso que ainda não deu as caras no PlayStation 5 e não há explicação para o console ter sido lançado sem algo tão básico.

8 – Pastas

O PlayStation 4 permitia a criação de pastas para que os jogadores pudessem organizar seus títulos. A função pode parecer boba para quem possui poucos jogos instalados, mas se torna interessante para quem possui um HD ou SSD externo e conta uma vasta biblioteca instalada.

Certamente, a adição de pastas ajudaria a dar um toque interessante de organização na tela inicial do PlayStation 5.

7 – Suporte para áudio 3D com soundbars

Uma das tecnologias mais interessantes do PlayStation 5 é a Tempest Engine, que consegue produzir áudio 3D, contribuindo para produzir imersão profunda nos títulos. Resumidamente, ela consegue simular o comportamento dos sons nos jogos de forma realista para os ouvidos do jogador.

Entretanto, o console somente oferece suporte para seu uso em fones de ouvido ou alto-falantes de televisões. Caso você possua um soundbar, perceberá não haver opção para utilizá-lo como saída de áudio, o que é algo frustrante.

6 – 1440p

Apesar de oferecer suporte para resolução 4K, o PlayStation não consegue rodar jogos em 1440p nativo, algo que frustra muitos jogadores. Você pode achar estranho essa função, mas ela é fundamental e está presente nos consoles Xbox.

Por exemplo, alguns jogos possuem suporte para 1440p e 60 FPS no modo desempenho, oferecendo uma experiência fluida, precisa e com maiores taxas de quadros por segundo. Entretanto, o PlayStation 5 apenas utiliza 1080p com 60 FPS ou 4K nativos com 30 FPS, além da resolução dinâmica. Com a opção se tornando cada vez mais presente, seria bom a Sony dar uma atenção especial para ela.

5 – Dolby Vision

O High Dynamic Range (HDR) é uma das tecnologias de vídeos mais importantes dos últimos tempos. Ele possui diversos formatos e está presente em dispositivos como televisões e até telefones celulares.

O Dolby Vision é uma versão mais poderosa do HDR10, com brilho aprimorado e maior profundidade de cor, permitindo que imagens ainda mais bonitas e orgânicas. A funcionalidade pode ser utilizada no Xbox Series X|S após pagamento de licença, mas não há essa opção no PlayStation 5.

4 – Retrocompatibilidade com todas as gerações

O PlayStation 5 consegue rodar jogos da geração passada sem esforço, apresentando até melhorias de desempenho significativas. Entretanto, a funcionalidade termina aí. Não é possível emular jogos do PlayStation 1, 2, 3 ou PSP. Caso você tenha jogado algum título de geração mais antiga no console novo, foi remaster ou port, com exceção da finada PS Now com streaming de clássicos que nunca chegou ao Brasil.

Isso se torna ainda mais incômodo quando observamos o Xbox Series X|S rodando uma vasta biblioteca que vai até a sua primeira versão, sem maiores dificuldades. Com a nova PlayStation Plus, veremos como a Sony lidará com essa questão.

3 – Quick Resume

O Xbox Series X|S possui uma funcionalidade chamada Quick Resume onde jogos conseguem memorizar em que ponto você suspendeu a sua atividade, mesmo desligando o console. Ao reiniciar, você retomará exatamente de onde parou, tirando a necessidade de ficar refém de checkpoints ou salvamento. Outra possibilidade é jogar outro título sem precisar fechar o anterior, podendo intercalar livremente entre eles.

O PlayStation 5 não oferece a função e caso você queira trocar de jogo, precisará fechar o atual para iniciar o próximo. Felizmente, o videogame conta com um poderoso SSD que minimiza bastante o tempo de espera, mas não seria difícil para a Sony implementar o recurso

2 – Smart Delivery

Um dos recursos mais elogiados da Microsoft é o Smart Delivery. Ela garante que os jogadores no Xbox estejam jogando a melhor versão para o console que estão usando e o melhor de tudo: gratuitamente, eliminando a necessidade de pagamento por upgrade de jogos com suporte para a funcionalidade.

No PlayStation 5, você precisa verificar manualmente e ter cuidado na hora de baixar o título para não jogar a versão passada. Felizmente, a Sony lançou atualizações para melhorar a visualização disso, mas muitos upgrades continuam pagos.

1 – VRR (Variable Refresh Rate)

Também conhecida como FreeSync e GSYNC no PC, a funcionalidade permite que sua televisão se comunique com placa gráfica do dispositivo para que a taxa de quadros enviada esteja sincronizada, garantindo um desempenho mais fluido quando há alguma variação.

O recurso foi prometido antes do lançamento do PlayStation 5, mas não deu as caras. Entretanto, a Sony afirma que ele será implementado nos próximos meses em uma futura atualização. O que torna mais decepcionante é que o console rival foi lançado com o VRR e ninguém entendeu como a companhia japonesa “esqueceu” algo tão importante.

Veja também


17

Comentários

TudoGames: 10 funcionalidades que gostaríamos de ver no PlayStation 5 em breve
Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Asus

ASUS lança novo celular gamer ROG Phone 5s e 5s Pro no Brasil; confira os preços

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas