LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Deu ruim! Nintendo pagará US$ 10 milhões de indenização por quebra de patente

03 de setembro de 2017 12

O Nintendo Wii foi lançado em janeiro de 2006 pela Big N e, pelo que eu me lembre, fez um relativo sucesso no mercado brasileiro. Entretanto, 7 anos depois de seu lançamento, em 2013, a empresa enfrentou um processo judicial por quebra de patente. A iLife Technologies moveu esta ação judicial acusando a empresa japonesa de infringir uma patente sua ao criar o Wiimote, que é o joystick do console.

O Wiimote usa sensores e o acelerômetro para captar os movimentos do usuário e assim repeti-los no jogo. Porém, a iLife Technologies afirma que a tecnologia empregada no controle remoto tem como base suas patentes. Originalmente, a tecnologia patenteada pela iLife serviria para produtos de monitoração de idosos e crianças. Assim, os responsáveis saberiam de imediato se algo tivesse acontecido com eles.

Nintendo Wii Remote foi o pivô do processo judicial

Os advogados da iLife ainda argumentaram que a tecnologia patenteada pode ser usada para outros fins. E foi justamente isso o que a Nintendo fez. Em sua defesa, a Big N disse que a tecnologia da iLife foi descrita de maneira incorreta e, por isso, ela não tem méritos em cobrar uma indenização. Porém, o juiz não entendeu dessa forma.

Ele condenou a gigante empresa japonesa a pagar uma indenização de US$ 10 milhões, valor superior à R$ 31 milhões. Porém, poderia ter sido muito pior. Inicialmente a iLife Technologies estava pedindo de uma indenização de US$ 4 por Nintendo Wii vendido. A empresa comercializou um total de 36 milhões de consoles. Assim, fazendo as contas chegamos ao valor de US$ 144 milhões. A Nintendo foi condenada a pagar menos de 10% desse valor.

Obviamente que a empresa recorrerá da decisão. Mas talvez seja uma boa ideia tentar fazer um acordo fora dos tribunais. A iLife Technologies também processou empresas como FitBit e Under Armour, que fazem pulseiras inteligentes e smartwatches. Porém, ambas as companhias fizeram um acordo extrajudicial, evitando problemas maiores.


12

Comentários

Deu ruim! Nintendo pagará US$ 10 milhões de indenização por quebra de patente
Android

Melhores smartphones para presentear sua mãe | Guia especial do TudoCelular

Android

Ranking TudoCelular: gráficos com todos os testes de desempenho e autonomia

Android

10 melhores smartphones top de linha para fotos e vídeos | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular