LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Briga política! Prisão de executiva da Huawei pode prejudicar ainda mais a Apple

11 de dezembro de 2018 14

A prisão da diretora financeira e filha do fundador da Huawei, Meng Wanzhou, foi um duro golpe para o mercado asiático de tecnologia, sobretudo na China. O que ninguém esperava é que o resultado das investigações pudessem prejudicar a Apple.

Autoridades policiais dos EUA acusam a diretora da Huawei de cometer fraude, mentindo sobre supostos vínculos entre a companhia chinesa e uma empresa-fantasma utilizada para vender produtos no Irã, o que viola as sanções dos EUA ao país.

A mídia estatal chinesa, defendendo os interesses econômicos do país, aponta que a a prisão de Meng é o exemplo mais recente de uma política norteamericana para prejudicar uma empresa de tecnologia chinesa, com ameaças de retaliações. "Proibir empresas chinesas como a Huawei isolará os EUA da economia digital do futuro", dizia uma das manchetes.

Um dos caminhos para retaliar os Estados Unidos seria dificultar a vida de sua principal empresa do setor, a Apple, por mais que isso não faça muito sentido, já que a empresa de Cupertino é um grande empregador naquele país.


Contudo, não seria a primeira vez que a China fere a Apple em suas decisões. No passado, a empresa foi forçada a aceitar exigências do governo chinês para realizar avaliações de segurança de rede em todos os seus produtos antes de importá-los para o país.

Também viu seus produtos serem retirados da lista de compras aprovadas pelo estado, em detrimento daqueles fabricados na China e, recentemente, foi obrigada a fechar a iBooks Store e iTunes Movies no país.

Outras sanções incluem o banimento do Skype e de outros apps de voz sobre IP por não cumprirem a legislação local e a migração das contas do iCloud registradsas no país para servidores gerenciados pelo governo local.

O curioso é que a China, de acordo com Tim Cook, CEO da Apple, representa 20% da receita da empresa, e o mercado chinês é apontado como o o futuro da empresa. A Apple certamente não quer se ver retaliada por conta de uma briga geopolítica que afetaria os negócios em um de seus principais mercados.


14

Comentários

Briga política! Prisão de executiva da Huawei pode prejudicar ainda mais a Apple
Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones intermediários com melhor desempenho | Guia do TudoCelular