LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Após atrasos e falta de estoque, Xiaomi eleva a produção de novos Mi 9 e Mi 9 SE

05 de abril de 2019 68

Atualização (05/04/19) - por VC

A linha Xiaomi Mi 9 foi anunciada com uma gigantesca expectativa que pairava sobre todos os fãs que aguardavam ansiosamente as confirmações dos rumores a respeito dos dispositivos da linha ao lado da especificações poderosas e os valores extremamente competitivos. Tudo isso foi então rapidamente confirmado.

O Mi 9 em especial é uma conquista da Xiaomi por oferecer tudo o que os usuários pedem este ano, incluindo câmera tripla poderosa, tela OLED de altíssima qualidade e processador Snapdragon 855, unindo um preço surpreendentemente baixo que fez com que poucas horas após o seu lançamento oficial o dispositivo já sofresse com problemas relacionados às vendas e entregas.

Agora o CEO da companhia, Lei Jun, confirma em sua conta na rede social chinesa Weibo que a Xiaomi está elevando a capacidade de produção dos novos Mi 9 e Mi 9 SE por conta da grande demanda dos fãs da marca.


Durante a última semana, todas as vendas da linha Mi 9 conquistaram a marca de 1,5 milhão de unidades, contando tanto com o Mi 9 tradicional como também o Mi 9 SE mais barato e simples mas ainda assim um excelente modelo custo-benefício graças a união do hardware e preço.

Ainda sem detalhes, Lei Jun não deu maiores informações em relação ao Mi 9 Transparent Edition, que ainda será lançado globalmente nas próximas semanas. Mas é interessante notar como a Xiaomi tem conseguido conquistar tantas marcas em tão pouco tempo.

Xiaomi Mi 9
74.67 x 157.5 x 7.61 mm
6.39 polegadas - 2340x1080 px
Ir para página de comparação
  • Tela Super AMOLED de 6,39 polegadas com resolução FHD+
  • Display com entalhe em formato de gota e proporção 19:9
  • Aproveitamento da área frontal de 90,7%
  • Plataforma Qualcomm Snapdragon 855
  • GPU Adreno 640
  • 6 GB ou 8 GB de RAM
  • 64 GB e 128 GB de armazenamento interno
  • Câmera principal com três sensores
    • Sensor principal Sony IMX586 de lente padrão com 48 MP de f/1.8
    • Sensor secundário de 16 MP com lente ultra-wide de f/2.2
    • Sensor terciário de 12 MP com lente telefoto/zoom de f/2.2
  • Câmera frontal única de 20 MP (IMX576)
  • Bateria de 3.300 mAh com carregamento rápido de 27W
  • Suporte para carregamento sem fio de 20W
  • Android 9 Pie sob interface da Xiaomi (MIUI 10) como sistema operacional
Xiaomi Mi 9 SE
70.5 x 147.5 x 7.45 mm
5.97 polegadas - 2340x1080 px
Ir para página de comparação
  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 712
  • Processador: Octa-core de até 2.3GHz (Kryo 360)
  • GPU: Adreno 616
  • RAM: 6GB
  • Armazenamento interno: 128GB
  • Tela: Super AMOLED Full HD+ de 5.97" com notch em formato de gota
  • Câmera frontal: 20MP f/2.0
  • Câmera traseira: 48MP f/1.75 + 8MP f/2.4 + 13MP f/2.4
  • Bateria: 3.070 mAh
  • Sistema operacional: Android 9.0 Pie com interface MIUI 10

Apesar de comemorar o envio de mais de 1,5 milhão de unidades do Mi 9, a Xiaomi ainda segue tendo problemas para entregar o aparelho aos seus consumidores. No seu último esforço, a gigante chinesa conseguiu reduzir o tempo de espera de três para uma semana em sua terra natal.

Agora, comentando um pouco mais sobre os constantes problemas de estoque, um representante da Xiaomi disse que as câmeras do Mi 9 são as responsáveis pelo atraso na produção. O módulo traseiro traz três sensores, sendo que o principal incorpora seis lentes.

Por esse motivo, a produção se torna muito mais complicada. Já o modelo Mi 9 Transparent é "ainda mais difícil" de produzir devido a sua câmera principal com sete lentes. Com isso, as fábricas da Foxconn não conseguem garantir uma boa taxa de envios, algo que atrapalha a logística de entrega.

Mesmo assim, o executivo garantiu que a Xiaomi vai entregar mais 1 milhão de unidades ao mercado. A medida visa suprir a alta demanda que está sendo registrada neste mês.


Atualização (14/03/19) – Por RB

Apresentados no final de fevereiro, os smartphones Mi 9 SE e Mi 9 Transparent Edition tiveram suas vendas canceladas pela Xiaomi. A fabricante chinesa justificou a decisão pelos seus problemas de estoque, como já foram relatados mais abaixo.

Até então, as vendas estavam agendadas para esta quinta-feira (14). A iniciativa teria sido colocada em prática para evitar que somente as aproximadamente 200 mil unidades estivessem disponíveis, e os produtos ficassem fora de estoque em poucos segundos.

70.5 x 147.5 x 7.45 mm
5.97 polegadas - 2340x1080 px
74.67 x 157.5 x 7.61 mm
6.39 polegadas - 2340x1080 px
Ir para página de comparação

De acordo com o gerente-geral de Relações Públicas da Xiaomi, Xu Jieyun, os trabalhadores da companhia têm feito o melhor para levar uma experiência melhor. O executivo ainda pede desculpas pelo ocorrido.

“Todos os funcionários da linha de produção da Xiaomi estão fazendo o melhor para preparar os produtos, e estou ansioso para a próxima venda para trazer uma melhor experiência aos nossos numerosos fãs. Pedimos sinceras desculpas por nossa incapacidade de disponibilizar esses smartphones. É melhor não vender do que vender apenas a alguns. Vamos retomar as vendas depois de acumularmos mais mercadorias.”


Xu Jieyun

Gerente-geral de Relações Públicas da Xiaomi

Uma nova rodada de vendas da família Xiaomi Mi 9 está programada para o próximo dia 19 de março. Todos os modelos são esperados para a data.

Texto original (11/03/19)

Falta de experiência da Xiaomi causou escassez do Mi 9, admite executivo

O CEO da Xiaomi, Lin Bin, admitiu, nesta segunda (11), que a falta de estoque do Mi 9 é causada pela "inexperiência" da empresa. A declaração foi postada na rede social Weibo, sendo que essa é uma resposta do executivo para as diversas reclamações que consumidores estão fazendo para a chinesa.

Oficializado na China em fevereiro, o aparelho ganhou uma versão global durante a MWC 2019. Entretanto, os estoques se esgotaram muito fácil, sendo que há mercados onde o Mi 9 sequer foi lançado. Por isso, os consumidores estão "inundando" a empresa de reclamações.

Para Lin Bin, a Xiaomi ainda não tem muita experiência em processos internos de gerenciamento de estoque. Por isso, a empresa acaba tendo dificuldades para formar um fluxo contínuo de produtos nos canais online e, principalmente, no offline.


Outro ponto destacado pelo executivo é que a expansão da empresa para canais offline foi muito rápida. Por isso, ela não teve tempo de planejar uma distribuição mais eficiente. Assim, em busca de resolver o problema, Lin Bin anunciou uma medida imediata.

A Xiaomi deve realizar um treinamento interno de seus executivos de negócios neste fim de semana. Com isso, a empresa espera, ao menos, melhorar a competência da equipe "central". No entanto, para a tristeza dos fãs, a chinesa não deu uma previsão para que os estoques do Mi 9 sejam normalizados.

Por isso, só resta aos consumidores ter um pouco mais de paciência. Vale lembrar que todo o estoque do Mi 9 se esgotou em 53 segundos no primeiro evento de vendas online. Isso deixou ainda mais evidente que a Xiaomi precisa melhorar nesse quesito.

Veja mais

(atualizado em 20 de maio de 2019, às 16:10)

68

Comentários

Após atrasos e falta de estoque, Xiaomi eleva a produção de novos Mi 9 e Mi 9 SE
Android

Melhores smartphones: TOP 5 do TudoCelular para você | Abril 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular